Revista JRG de Estudos Acadêmicos http://revistajrg.com/index.php/jrg RevistaJRG; JRG; Estudosacademicos. pt-BR <h2>&nbsp;</h2> <div class="page"> <p>A submissão de originais para a&nbsp;<strong>Revista JRG de Estudos Acadêmicos</strong> implica na transferência, pelos autores, dos direitos de publicação. Os direitos autorais para os artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos da revista sobre a primeira publicação. Os autores somente poderão utilizar os mesmos resultados em outras publicações indicando claramente a <strong>Revista JRG de Estudos Acadêmicos</strong>&nbsp;como o meio da publicação original.</p> <br> <p><strong><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-nd/3.0/br/88x31.png" alt="Licença Creative Commons">&nbsp;&nbsp;</strong><strong>Licença Creative Commons</strong></p> <p>Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença&nbsp;<a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/" target="_blank" rel="noopener"><strong>Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional</strong></a>, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.</p> </div> professorjonas@gmail.com (Jonas Rodrigo Gonçalves) revistajrg@editorajrg.com (Jonas Rodrigo Gonçalves) Dom, 22 Mar 2020 00:00:00 +0000 OJS 3.1.2.0 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 ASSISTÊNCIA DA ENFERMAGEM RELACIONADA AO CÂNCER UTERINO http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/doi.org <p>O câncer de colo de útero é a terceira causa que mais traz mortalidade para as mulheres, uma vez que invadindo os tecidos adjacentes atinge de forma impulsiva determinado conjunto de células. O artigo teve como objetivo geral: Descrever o papel do enfermeiro para a prevenção do câncer do colo uterino e como objetivos específicos: Apontar&nbsp;as causas que aumentam&nbsp; o ímpeto para o câncer de colo uterino em mulheres com vida sexual ativa; Mostrar a importância do desempenho do enfermeiro&nbsp;na precaução do câncer de colo&nbsp;uterino; Detectar a necessidade do diagnóstico precoce. O presente artigo baseou-se em pesquisas bibliográficas e em periódicos eletrônicos, tendo em seu desenvolvimento os critérios de inclusão disponíveis nas plataformas da Scielo e LILACS dos anos de 2011 a 2019. O carcinoma de útero é considerado a terceira causa da mortalidade feminina brasileira, apesar de ser uma das prioridades na Política Nacional Oncológica, ainda é notória a não eficácia dos programas preventivos, algumas vezes pela ineficiência do tratamento adequado, outras vezes porque apesar do aumento do exame Papanicolau, as mulheres não dão continuidade ao tratamento, aumento os índices de morte entre as mulheres. Observou-se que o câncer colo uterino é de fato uma neoplasia maligna e sua evolução ocorre de forma lenta ou progressiva. Embora o governo tenha investido em programas de prevenção, ainda contamos com alto índice na população feminina com carcinoma de útero. É uma das maiores causas de mortalidade feminina no Brasil.</p> Simone Aparecida Noronha de Souza, Me. Walquiria Lene dos Santos, Giancarlo Rodrigues Souto Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/doi.org Dom, 22 Mar 2020 23:18:09 +0000 ESPIRITUALIDADE EM PACIENTES ONCOLÓGICOS: A COMPREENSÃO DA ENFERMAGEM NA DIMENSÃO ESPIRITUAL http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/106 <p>O tema deste artigo é espiritualidade em pacientes oncológicos: a compreensão da enfermagem na dimensão espiritual. A hipótese nega o seguinte problema: o enfermeiro compreende e valoriza a relação entre espiritualidade e o enfrentamento do câncer? O objetivo geral é identificar a importância da enfermagem na compreensão deste aspecto. Este trabalho é fundamental, devido as necessidades espirituais que os pacientes apresentam e a relevância dos profissionais em apoiar a dimensão espiritual; para a ciência, é relevante, pois apresenta a influência do cuidado espiritual para o bem estar do paciente; agrega à sociedade pois estimula a população a compreender o papel da dimensão espiritual nas ações do cuidado.</p> Letícia Guedes de Lima, Me. Jonas Rodrigo Goncalves Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/106 Dom, 22 Mar 2020 23:35:23 +0000 A REFORMA PSIQUIÁTRICA NA CONCEPÇÃO E PRÁTICA DE UMA EQUIPE TRANSDISCIPLINAR DE PROFISSIONAIS DA SAÚDE EM UM CENTRO DE CONVIVÊNCIA http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/107 <p>Este artigo aborda o desenvolvimento e resultados de uma pesquisa, realizada em um Centro de Convivência Psicossocial do Município de Santo Antonio do Descoberto, o objetivo deste estudo foi analisar a percepção da equipe transdisciplinar do Centro de Convivência Mansão Vida, e compreender como os profissionais veem o serviço em que estão inseridos considerando a Reforma Psiquiátrica, os aspectos que facilitam e dificultam esta atuação. Adotou-se, para este fim, abordagem quantitativa, através de um questionário objetivo, com 35 trabalhadores da instituição, os resultados obtidos apontam que, a percepção da equipe transdisciplinar sobre a reforma psiquiátrica, está dividida entres as categorias, tendo em vista que apenas 47% dos profissionais estudados são conhecedor do processo da reforma psiquiátrica, e em sua maioria composta enfermeiros e técnicos de enfermagem. Concluiu-se 53% dos trabalhadores apresentaram dificuldades no conhecimento da lei, 10.216/01 que rege o processo da reforma psiquiátrica, no entanto a prática a assistência dos pesquisado ao paciente portador de transtorno mental, está condizente com os princípios, da reforma psiquiátrica, sendo notória a humanização no atendimento, a centralidade médica, e a inclusão de familiares em processo terapeuta. Pontua-se aqui que a instituição explore, mas em investimento teórico a respeito da reforma psiquiátrica, qualificando ainda mais sua equipe transdisciplinar.</p> Simone Aparecida Noronha de Souza, Me. Walquiria Lene dos Santos, Esp. Geovane Mendonça Santos Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/107 Seg, 23 Mar 2020 00:54:20 +0000 ÓBITO E LUTO: OS DESAFIOS ENCONTRADOS PELA EQUIPE DE ENFERMAGEM http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/108 <p>O artigo aborda questões relativas ao óbito e os desafios encontrados pela equipe de enfermagem. A morte é um evento biológico que encerra uma vida, é um dos acontecimentos que mais ocasionam interrogações na história do homem. A pesquisa objetivou identificar os desafios encontrados pela equipe de enfermagem diante do óbito, avaliando se esses profissionais estão preparados para tais situações. Estudo de abordagem transversal descritiva quantitativa, utilizando-se para coleta de dados, realizada mediante questionário aplicado à equipe de enfermagem de um hospital em &nbsp;Brasília situada no DF. Os dados demonstraram que apesar de 77,5% não possuir fornecimento de capacitação ou estratégias para equipe, 72,5% sentem-se preparados diante do óbito, contudo o maior desafio encontrados por eles é lidar com o sofrimento da família 67,5%, levando assim ao sentimento de muita tristeza com 70%. Os resultados apontam profissionais em despreparo psicológico e emocional. Conclui-se a necessidade de capacitação de maneira individual e coletiva.</p> Simone Aparecida Noronha de Souza, Esp. Samara Costa da Rocha Nogueira, Me. Walquiria Lene dos Santos, Ana Lúcia Mendonça dos Santos Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/108 Seg, 23 Mar 2020 17:08:08 +0000 A IMPORTÂNCIA DA PRESENÇA DO PAI NAS CONSULTAS DE PRÉ-NATAL http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/109 <p style="text-align: justify;">O artigo tem como tema: A importância da presença do pai nas consultas de pré-natal. Investigou-se o seguinte problema: Quais os benefícios da participação paterna na assistência de pré-natal? Cogitou-se a seguinte hipótese, a presença do homem nas consultas, o prepara para exercer a paternidade e traz benefícios físicos e emocionais para a gestante e o bebê. O objetivo geral é: evidenciar os benefícios da participação paterna nas consultas de pré-natal. Este trabalho é importante em uma perspectiva individual, pois é uma maneira de despertar o desejo dos pais, de estarem mais presentes. Para a ciência, é relevante por ser um incentivo para a criação de novas estratégias, pesquisas e intervenções nesse domínio. Agrega a sociedade por trazer novos conhecimentos a respeito da importância da paternidade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa teórica com duração de seis meses.</p> Thaís de Souza Silva, MSc. Jonas Rodrigo Gonçalves Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/109 Ter, 24 Mar 2020 17:13:28 +0000 ESTRATÉGIAS DE INTERVENÇÃO DO ENFERMEIRO DIANTE DO COMPORTAMENTO E TENTATIVA DE AUTOEXTERMÍNIO http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/110 <p>O tema deste artigo são as estratégias de intervenção do enfermeiro diante do comportamento e tentativa de autoextermínio. Investigou-se o seguinte problema: quais são as intervenções de enfermagem diante do comportamento suicida na atenção primária? Cogitou-se a seguinte hipótese: avaliar e classificar o paciente com risco para o suicídio. O objetivo geral é analisar o conhecimento e as estratégias de intervenção dos enfermeiros prestados aos usuários com comportamento suicida. Este trabalho é importante por descobrir maneiras de ajudar os indivíduos e profissionais a intervir diante de situação suicida. Para as ciências, é relevante por ser um incentivo para a criação de novos programas, estratégias e melhorias no acolhimento das pessoas com ideação suicida. Agrega a sociedade agregando conhecimento sobre o assunto. Trata-se de uma pesquisa qualitativa teórica com duração de 6 meses.</p> Sâmara Rosa de Souza Marçal , Me. Jonas Rodrigo Gonçalves Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/110 Ter, 24 Mar 2020 18:59:08 +0000 ANÁLISE DOS FATORES QUE LEVAM ENFERMEIROS À DEPRESSÃO http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/111 <p>O tema deste artigo é a Análise dos fatores que levam enfermeiros à depressão. Investigou-se o seguinte problema: Quais os fatores que levam os enfermeiros à depressão? Cogitou-se a seguinte hipótese, fatores como baixa remuneração, carga horária exaustiva, locais insalubres, entre outros, levam os enfermeiros à depressão. O objetivo geral é identificar os fatores que levam os enfermeiros à depressão. Este trabalho é importante devido ao fato de ter aprendido os meios de prevenção para a depressão. Para a ciência, é relevante por ser uma importante ferramenta para esclarecer sintomas, causas e prevenção da depressão em enfermeiros. Agrega à sociedade por fornecer conhecimento sobre o tema. Trata-se de uma pesquisa qualitativa teórica com duração de seis meses.</p> Victor Hugo dos Santos Costa, Me. Jonas Rodrigo Gonçalves Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/111 Qua, 25 Mar 2020 19:15:07 +0000 AVALIAR OS MOTIVOS DA DEPRESSÃO PÓS-PARTO: UMA REVISÃO BIBLIOGRAFICA DE LITERATURA http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/112 <p>O tema deste artigo é: Avaliar os motivos da Depressão pós-parto: uma revisão bibliográfica de literatura. Investigou-se o seguinte problema: Quais os impactos gerados na vida de uma puérpera diagnosticada com Depressão pós-parto? Cogitou-se a seguinte hipótese: espera-se encontrar respostas para identificar precocemente uma gestante em risco de desenvolver a Depressão pós-parto e através disso direcionar o atendimento de qualidade a esse grupo de risco. Buscando também a melhor forma de fortalecer o vínculo mãe-filho, outrora fragilizado pela Depressão pós-parto. O objetivo geral é identificar os sintomas primários causados pela Depressão pós-parto e as intervenções eficazes para o tratamento segundo a literatura. Este trabalho é importante para os enfermeiros conhecerem a Depressão pós-parto e entenderem quando estão com DPP (Depressão pós-parto). Para a ciência, é relevante conhecer cada fase da Depressão. Agrega à sociedade por orientar quando há o enfrentando de uma Depressão e seu devido tratamento. Trata-se de uma revisão bibliográfica com uso da dialética.&nbsp;</p> <p><strong>Palavras chave:</strong> Mulher. Depressão. Assistência de Enfermagem. Lactante. Maternidade</p> <p>&nbsp;</p> Mylla Walleska Pereira Lopes, Me. Jonas Rodrigo Gonçalves Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/112 Sex, 27 Mar 2020 22:42:51 +0000 INCIDÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT NA ENFERMAGEM http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/113 <div class="page" title="Page 1"> <div class="layoutArea"> <div class="column"> <p style="text-align: justify;">O tema deste artigo é a Incidência da Síndrome de Burnout(SB) na enfermagem. Investigou o seguinte problema: os profissionais de enfermagem podem ser prejudicados pela SB no desempenho e na saúde mental? Cogitou a seguinte hipótese: a SB exerce efeitos negativos no desempenho dos profissionais e no setor de saúde em geral. O objetivo geral desta pesquisa é analisar a prevalência da SB em profissionais de enfermagem. Os objetivos específicos são: uma avaliação das estratégias de minimização da SB para os profissionais de enfermagem; e alcançar um entendimento elevado sobre a temática. Justificativa: justifica-se pela importância de reconhecer os danos da SB nos profissionais de enfermagem. No campo acadêmico, para a ciência, este trabalho pode servir como material de pesquisa para outros estudos nas áreas de psicologia e medicina do trabalho. Para a sociedade brasileira, a presente pesquisa justifica o esforço de oferecer um entendimento elevado da SB. Trata-se de uma revisão bibliográfica qualitativa teórica com duração de seis meses.</p> </div> </div> </div> Ana Paula do Nascimento Maciel, Me. Jonas Rodrigo Gonçalves Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/113 Qui, 30 Abr 2020 12:10:12 +0000 DEPRESSÃO EM IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS: UMA REVISÃO DE LITERATURA http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/114 <p style="text-align: justify;">O tema deste artigo é depressão em idosos institucionalizados. Aqui, questiona-se quais fatores contribuem para o surgimento da depressão em idosos em situações asilares. Para fundamentar a ideia, levanta-se a hipótese de que a institucionalização potencializa o estado depressivo do idoso. Sendo assim, o objetivo geral deste estudo é identificar os principais fatores que contribuem para o desenvolvimento desse estado depressivo. Como complemento, os objetivos específicos são: agregar conhecimento aos estudos sobre a depressão na terceira idade; promover a conscientização de que o idoso institucionalizado precisa de atenção e medidas que reduzam o desenvolvimento dessa patologia. Este trabalho é importante para o enfermeiro, pois o auxilia na percepção da depressão que acomete os idosos; quanto à ciência, é relevante visto que facilita o diagnóstico da depressão na terceira idade (e o dinstigue dos sinais comuns de envelhecimento); e agrega à sociedade no acúmulo de conhecimento sobre o idoso e seus variados sintomas depressivos manifestados quando institucionalizados, a fim de recuperar seu bem-estar e qualidade de vida nestas instituições. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, de caráter exploratório e abordagem qualitativa com duração de doze meses.</p> Larissa de Oliveira, Me. Jonas Rodrigo Gonçalves Copyright (c) http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/114 Qui, 30 Abr 2020 12:18:29 +0000 ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NO ATENDIMENTO AOS CUIDADOS CONTINUADOS NA ONCOLOGIA http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/127 <p style="text-align: justify;"><strong>Introdução:</strong>&nbsp; O câncer é considerado o maior problema de saúde pública mundial e sua incidência aumenta a cada ano, principalmente em decorrência do crescimento e do envelhecimento populacional. Em muitos casos a ausência de cura incita o estabelecimento de práticas de cuidado paliativo com foco na qualidade de vida e manutenção do conforto do paciente. O enfermeiro ocupa um papel central neste processo, executando cuidados de saúde humanizados e adaptados às necessidades do doente em tratamento oncológico. <strong>Objetivo: </strong>Compreender a importância da atuação do enfermeiro nos cuidados continuados da oncologia e levantar implicações de formação e capacitação do enfermeiro na assistência aos pacientes. <strong>Método: </strong>Revisão integrativa de natureza exploratória de artigos científicos nacionais e internacionais publicados entre 2015 e 2020. <strong>Resultados: </strong>A partir da análise e seleção de dez artigos, a maioria dos estudos indicou que a prática do enfermeiro é focada no desenvolvimento, autocuidado e independência dos indivíduos em atividades diárias, envolvendo familiares e cuidadores na reabilitação por meio de práticas educativas em saúde. Outro aspecto foi a deficiência na formação acadêmica do enfermeiro. <strong>Conclusão:</strong> A atuação do enfermeiro em cuidados continuados integrados na oncologia é central. Ressalta-se a necessidade de formação adequada ao enfermeiro, tanto para prover ao estudante de enfermagem subsídios acerca dos cuidados paliativos, propiciando a escolha por uma qualificação especializada posterior, quanto a prestar uma assistência eficaz em sua rotina profissional.</p> Maria Fabiana da Silva, Me. Maria Luiza Rêgo Bezerra Copyright (c) 2020 Maria Fabiana da Silva, Me. Maria Luiza Rêgo Bezerra https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/127 Ter, 26 Mai 2020 16:44:46 +0000 DESEMPENHO DO MILHETO SUBMETIDO A LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/128 <p>A cultura do milheto (<em>Pennisetum glaucum</em> L.) apresenta ao potencial econômico devido a sua versatilidade de usos no cenário agronômico, dentre alto potencial de cobertura do solo, rica nutrição na alimentação humana e animal e fonte para biocombustíveis. Apesar da tolerância ao déficit hídrico sofre algumas variações no seu desenvolvimento e produtividade. Dessa forma, o trabalho tem como objetivo avaliar a resposta das cultivares ADR 300 e ADR 500 submetidas a diversas lâminas de irrigação. O experimento foi conduzido na casa de vegetação, na Universidade Estadual de Goiás no Campus de Ipameri – GO. O delineamento experimental utilizado foi em blocos inteiramente casualizdos, em esquema fatorial. Os tratamentos foram constituídos: A – variedade do cultivar ADR 300 e B – variedade do cultivar ADR 500); E nas sub parcelas: 1- lâmina de irrigação 50%, 2- lâmina de irrigação 60%, 3 – lâmina de irrigação 70%, 4- lâmina de irrigação 80% e 5 – lâmina de irrigação 100%, delimitadas através da capacidade de campo de cada vaso. Avaliando as seguintes características: altura da planta (ALT), diâmetro do caule (DIA), área foliar (AFOL), número de folhas (NFOL), matéria seca (MS) e produtividade (PROD). Os dados foram submetidos à análise de variância, e quando o teste F foi significativo, ao teste Tukey, com p &lt; 0,05, para a quantificação das variáveis isoladas, enquanto as interações utilizaram regressão p &lt; 0,05, através do software SISVAR. O manejo de irrigação não demonstrou resultados significativos as variáveis isoladas, e a interação entre elas, caracterizando que a cultura nas condições de cultivo não seria necessária os incrementos de irrigação. Portanto, o uso de irrigação na cultura do milheto não obteve significância.</p> Laylla Luanna de Mello Frasca, Iel Marciano de Moraes Filho, Janaína Borges de Azevedo Copyright (c) 2020 Laylla Luanna de Mello Frasca, Iel Marciano de Moraes Filho, Janaína Borges de Azevedo https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/128 Sex, 12 Jun 2020 13:47:53 +0000 ELIS: DA LINGUAGEM AO CÓDIGO http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/129 <p>&nbsp;</p> <p>O presente artigo tem como objetivo apresentar como a compreensão &nbsp;do sistema de escrita denominado Elis-Escrita da língua de sinais corrobora no processo de ensino aprendizagem da Libras. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa, especificamente, a pesquisa bibliográfica, pautando em autores como:&nbsp; Mariângela Barros, Noam Chomsky, Gilles Deleuze e Claire Parnet, Marcel Dettiene, Norbert Elias, Michel Foucault, Ronice Quadros entre outros, possibilitando a construção de um referencial teórico que articula a concepção de linguagem e escrita. Os resultados preliminares mostraram que o ensino da Elis para os alunos surdos permitirá que eles compreendam a estrutura da sua primeira língua –&nbsp; a Libras – bem como que façam estudo comparativo entre as regras da Escrita de Língua de Sinais e do Português, de forma progressiva, resultando em um processo de letramento, de maneira ampla, sistematizada e significativa tanto na sua&nbsp; língua como na L2, ou seja, na Língua portuguesa escrita.</p> Mairy Aparecida Pereira Soares Ribeiro, Tulio Adriano Alves Gontijo, Solange M. Barros Copyright (c) 2020 Mairy Aparecida Pereira Soares Ribeiro, Tulio Adriano Alves Gontijo, Solange M. Barros https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/129 Sex, 12 Jun 2020 14:00:11 +0000 CÂNCER EM IDOSOS: REVISÃO NARRATIVA DAS DIFICULDADES NA ACEITAÇÃO DA DOENÇA E NO TRATAMENTO http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/130 <p><strong>Objetivo:</strong> Descrever, com base na literatura, as dificuldades enfrentadas por idosos na aceitação do diagnóstico e no tratamento do câncer. <strong>Método:</strong> Trata-se de um estudo de revisão narrativa da literatura com abordagem qualitativa. O levantamento literário foi realizado nas bases: Biblioteca Virtual Em Saúde, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, <em>Scientific Eletronic Library Online</em> e a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações. <strong>Resultado e Discussão:</strong> As percepções dos idosos a respeito do câncer é enxergada de maneira mais positiva. Muitos acreditam que as chances de vitória contra a patologia dependem da época em que o diagnóstico é encontrado, na qual pode estar relacionado a uma frequência maior de atendimento médico nessa faixa etária. <strong>Conclusão:</strong> Ao avaliar a aceitação do idoso em relação ao diagnóstico de câncer, observamos que a doença produz importantes consequências na sua vida, principalmente, psicológicas, afetando diretamente o seu cotidiano. Durante o tratamento pode haver conflitos de sentimentos como tristeza, ansiedade e, sobretudo, o medo da morte.</p> Lucas Bandeira Resende, Iel Marciano de Moraes Filho Copyright (c) 2020 Lucas Bandeira Resende, Iel Marciano de Moraes Filho https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/130 Sex, 12 Jun 2020 19:41:10 +0000 MOVIMENTO ANTIVACINA: REVISÃO NARRATIVA DA LITERATURA SOBRE FATORES DE ADESÃO E NÃO ADESÃO À VACINAÇÃO http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/131 <p><strong>Introdução:</strong> Atualmente, mais do que a desinformação, a presença de informações falsas nas mídias sociais tem levado a um novo movimento antivacina. <strong>Objetivo:</strong> Descrever, de acordo com a literatura, quais fatores contribuem para adesão <em>versus</em> a não adesão às vacinas. <strong>Método: </strong>Trata-se de um estudo de revisão narrativa da literatura com abordagem qualitativa. Foram utilizados estudos obtidos através das bases Biblioteca Virtual Em Saúde, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde, <em>Scientific Eletronic Library Online </em>e a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações. <strong>Resultados e discussão: </strong>O total de 15 artigos foram analisados. A falta de informações tem contribuído para a reemergência de doenças infecciosas em diversos países no mundo e põe em risco planos globais para a erradicação de doenças infecciosas. É preciso ter equipes de saúde devidamente capacitadas nos serviços de atenção primário à saúde, para uma abordagem segura e rica em informações técnicas, capazes de levantar questionamentos em comportamentos antivacinais. <strong>Conclusão: </strong>O engajamento dos profissionais da saúde em conjunto ao Ministério da Saúde é de grande relevância para a solidez e adesão de toda comunidade em todas as faixas etárias as Campanhas de Vacinação.</p> Flavia da Trindade Passos, Iel Marciano de Moraes Filho Copyright (c) 2020 Flavia da Trindade Passos, Iel Marciano de Moraes Filho https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/131 Sex, 12 Jun 2020 20:10:06 +0000 DESAFIOS DO ENFERMEIRO NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE DA GESTANTE PRIVADA DE LIBERDADE http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/132 <p><strong>Objetivo</strong>: Descrever desafios da assistência de enfermagem às gestantes no sistema prisional e identificar legislações pertinentes ao direito à saúde das gestantes privadas de liberdade. <strong>Metodologia:</strong> Trata-se de Revisão Integrativa da Literatura, com busca nas bases de dados LILACS, SciELO e BDENF, na modalidade integrada ao Portal Regional da BVS, usando os respectivos descritores: Enfermagem; Gravidez; Prisões; Saúde. <strong>Resultados: </strong>Foi incluído nesse estudo o total de 13 artigos que apontaram um grande déficit na assistência à saúde da mulher gestante decorrentes de fatores intrínsecos do sistema penitenciário. <strong>Considerações Finais:</strong> O enfermeiro é inteiramente conectado à atenção pré-natal, porém no âmbito prisional suas atribuições se tornam limitadas devido a precária situação que os presídios se encontram, indo em contramão com o que é previsto.</p> Gisleane dos Santos Silva, Mayara Cândida Pereira Lopes Copyright (c) 2020 Gisleane dos Santos Silva, Mayara Cândida Pereira Lopes https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/132 Sex, 12 Jun 2020 22:29:52 +0000 A ASSISTÊNCIA À GESTANTE COM CÂNCER: O PAPEL DA EQUIPE DE ENFERMAGEM http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/133 <p><strong>Objetivo: </strong>Descrever qual é o papel do enfermeiro diante da gestante com câncer. <strong>Método: </strong>Trata-se de uma revisão de literatura através de publicações científicas extraídas das bases de dados LILACS, SCIELO e BVS, através dos seguintes descritores DECS: Neoplasias; Gravidez; Educação em enfermagem; Cuidados de Enfermagem; Enfermagem Oncológica. Os critérios de inclusão foram: materiais publicados entre os anos de 2015 a 2020, escritos na língua portuguesa e que abordem o tema da pesquisa. Os critérios de exclusão foram: materiais publicados antes de 2015, escritos em outro idioma e que fizeram fuga ao tema. <strong>Resultados: </strong>Analisou-se 14 foram selecionadas por atenderem aos critérios de inclusão estabelecidos previamente na metodologia. <strong>Conclusão: </strong>Os enfermeiros devem dar atenção especial às gestantes, mostrando-se atentos à qualquer alteração detectada neste período pois, em muitos casos, os cuidados pré-natais se constituem no único contato que uma mulher em idade reprodutiva tem com o serviço de saúde. É de fundamental importância que o profissional de enfermagem esteja sempre atualizado acerca do câncer, tendo em vista que este ainda continua a ser um dos grandes vilões envolvidos na morte entre as mulheres. Além disso, o enfermeiro, inserido no cuidado direcionado à mulher, em todos os níveis de atenção, necessita implementar estratégias que intensifiquem ações de prevenção e detecção precoce do câncer, sobretudo no período gestacional.</p> Deiriane Pereira da Silva, Mayara Candida Pereira Copyright (c) 2020 Deiriane Pereira da Silva, Mayara Candida Pereira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/133 Sex, 12 Jun 2020 22:40:26 +0000 VÍNCULO DO IDOSO INSTITUCIONALIZADO COM SEUS FAMILIARES http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/134 <p><strong>Objetivo:</strong> Identificar o tipo de vínculo familiar dos idosos que vivem em instituições de longa permanência. <strong>Método: </strong>Trata-se de uma revisão de literatura por meio de pesquisa em bases de dados digitais como na Biblioteca virtual de saúde (BVS), LILACS, MEDLINE, SCIELO, a partir de descritores padronizados e disponíveis, em estudos publicados nos últimos 5 anos. <strong>Resultados:</strong> Após a análise, foram incluídos 12 artigos na revisão, os quais discutem sobre institucionalização de idosos e seus sentimentos. <strong>Conclusão: </strong>Muitos vínculos familiares podem ter sido quebrados no passado e não necessariamente na velhice, acarretando a institucionalização do idoso. Mas, se esses vínculos são fortalecidos, estes podem proporcionar ao idoso uma vida com dignidade e com garantia de direitos.</p> Tainara Almeida de Morais, Mayara Cândida Pereira Copyright (c) 2020 Tainara Almeida de Morais, Mayara Cândida Pereira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/134 Sáb, 13 Jun 2020 00:08:04 +0000 EVOLUÇÃO DO SURTO DE SARAMPO NO BRASIL E AS AÇÕES DE COMBATE E DE PREVENÇÃO PRATICADAS http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/135 <p><strong>Objetivo: </strong>Analisar a evolução do surto de sarampo no Brasil, no ano de 2019, bem como as ações de combate e de prevenção praticadas. <strong>Método:</strong> Trata-se de revisão de literatura, a abordagem teórica foi elaborada a partir de publicações científicas extraídas da base de dados BVS, a qual comporta artigos de outras diversas bases científicas, como LILACS, SCIELO, PUB MED. Foram utilizados também alguns documentos publicados pelo Ministério da Saúde, tais como: Boletins e Informativos Epidemiológicos, Guia de Vigilância em Saúde e Portaria. <strong>Resultados: </strong>Em 2019, o pico da doença no Brasil ocorreu entre as semanas 26 e 50 (23/06/2019 a 14/12/2019). Ao todo, foram 18.203 casos confirmados, com 15 mortes. 526 municípios distribuídos em 23 Unidades da Federação confirmaram casos de sarampo, sendo a maior parte no estado de São Paulo, que concentrou 84% dos casos, seguido dos estados do Paraná (4,2%), Rio de Janeiro (1,8%), Pernambuco (1,5%), Santa Catarina (1,4%), Minas Gerais (0,7%) e Pará (0,6%), somando juntos um total de 17.955 casos ou 98,6% de todos os casos do país. <strong>Conclusão: </strong>Os inúmeros surtos que se espalharam pelos diversos estados, causaram preocupação das autoridades sanitárias, sendo realizado constante monitoramento da situação, adotando estratégias com vistas a eliminar o resíduo de suscetíveis em todas as faixas etárias para permitir a eliminação da doença no País, conquistando novamente o certificado de país livre da doença.&nbsp;Nos estados mais afetados, no entanto, nenhum deles atingiu a meta de vacinação de 95% da população em todos os seus municípios.</p> Ludmilla Gomes de Souza, Mayara Cândida Pereira Copyright (c) 2020 Ludmilla Gomes de Souza, Mayara Cândida Pereira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/135 Sáb, 13 Jun 2020 14:54:17 +0000 BURNOUT EM TÉCNICOS DE ENFERMAGEM: UMA REVISÃO NARRATIVA http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/136 <p><strong>RESUMO:</strong> O objetivo do estudo é descrever os fatores de risco para o desenvolvimento da Síndrome de Burnout em técnicos de enfermagem de acordo com a literatura. Trata-se de um estudo de revisão narrativa da literatura, os artigos foram pesquisados nas seguintes bases de dados: Biblioteca Virtual em Saúde (BVS); Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Eletronic Library Online (SCIELO), e Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) através da associação dos Descritores em Ciências da Saúde (DECS)&nbsp; pelo booleano “and”: Burnout, Papel do Técnico em Enfermagem, Riscos Ocupacionais. Teve como critérios de inclusão: artigos publicados entre os anos de 2010 a 2020. Com base nos critérios acima, foram encontrados um total de 17 produções científicas. Essas foram analisadas por meio da análise temática. Os resultados foram apresentados em três categorias: 1) contexto histórico da síndrome de Burnout; 2) síndrome de Burnout nos técnicos de enfermagem; 3) fatores de enfrentamento da síndrome de Burnout nos técnicos de enfermagem. Concluísse que a SB é um problema de saúde pública, uma vez que acomete os técnicos de enfermagem e muitos profissionais da área de saúde. Desta forma, o agravo “Pode e deve ser tratada” como uma doença ocupacional resultante de uma série de fatores e variáveis relacionadas com a condição de trabalho.</p> Chryslanne Lisboa S. Correa, Iel Marciano de Moraes Filho Copyright (c) 2020 Chryslanne Lisboa S. Correa, Iel Marciano de Moraes Filho https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/136 Sáb, 13 Jun 2020 23:05:06 +0000