MARKETING E O USO IRRACIONAL DE MEDICAMENTOS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.6787731%20

Palavras-chave:

Marketing. Adesão à medicação. Propaganda. Uso racional de medicamentos.

Resumo

A influência da propaganda feita pelas indústrias farmacêuticas e sua relação com o uso de medicamentos de maneira exacerbada pela população brasileira sem a devida orientação farmacêutica.  Problema: de que maneira a propaganda e o marketing das indústrias farmacêuticas contribui para o uso irracional de medicamentos?  Objetivos: analisar sobre a prevenção e promoção à saúde em relação as doenças virais emergentes no Brasil. Justificativa: com a ajuda do marketing e da propaganda de medicamentos e com a tutela das indústrias farmacêuticas, o uso irracional de medicamentos tem se evidenciado um problema de saúde pública. Resultados: Independentemente dos interesses da indústria farmacêutica, dos empreendedores e proprietários de drogarias e farmácia, cabe aos que fazem a prescrição e dispensação de medicamentos escolher a melhor forma de tratamento, objetivando a qualidade de vida dos pacientes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizangela Alves de Resende Feitosa, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Brasil

mceclip0.png https://orcid.org/0000-0001-5578-6758
mceclip1.png http://lattes.cnpq.br/4916078541005737
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Brasil
E-mail: elizangela-resende@hotmail.com

Clézio Rodrigues de Carvalho Abreu, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

Mestre em Farmacologia Toxicologia e Produtos Naturais no curso de Ciências da Saúde - UNB; Especialista em Farmacologia Clínica - UNB; Especialista em Gestão da Assistência Farmacêutica - UFSC; Especialista em Didática do Ensino Superior - FACESA; Possui graduação em Farmácia - FACESA (2009). Professor de Pós Graduação em Farmacologia Clínica; Tem experiência na área de Farmacologia Clínica, Gestão da Assistência Farmacêutica e Acompanhamento Farmacoterapêutico.

Referências

ALMEIDA, Argus Vasconcelos. Historiae rervm naturalivm: ensaios históricos culturais sobre as ciências biológicas / Argus Vasconcelos de Almeida. -- Recife: EDUFRPE, 2016.

FERREIRA, Rogério Lobo; JÚNIOR, André Tomaz Terra. Estudo sobre a automedicação, o uso irracional de medicamentos e o papel do farmacêutico na sua prevenção. Rev Cient FAEMA: Revista da Faculdade de Educação e Meio Ambiente - FAEMA, Ariquemes, v. 9, n. ed esp, p. 570-576, maio-jun, 2018.

AZEVEDO, JMBJM; ALMEIDA, RP; GUIMARÃES, Talita A. O marketing farmacêutico e sua influência no consumo de medicamentos: Uma revisão integrativa da literatura. Revista Brasileira de Saúde e Farmácia, v. 1, n. 4, pág. 46–55, 12 dez. 2019.

GOMES, Ananatalia Meneses de Amorim; CAPRARA, Andréa; LANDIM, Lucyla Oliveira Paes; VASCONCELOS, Mardênia Gomes Ferreira. Relação médico-paciente: entre o médico e o possível na atenção à saúde. Physis: Revista de Saúde Coletiva , v. 22, n. 3, pág. 1101-1119, 2012. DOI 10.1590/S0103-73312012000300014.

OLIVEIRA, C.A; CHINCHILLA, I.N. Propaganda de medicamentos e saúde: relação Harmoniosa? Universidade Católica de Goiás. Dissertação, Pós-graduação lato Sensu da Puc Goiás. 2011.

PRATES, Leonardo Oliveira; BORJA, Amélia. Marketing farmacêutico no brasil: aspectos legais e impactos nas estratégias de venda. Revista Acadêmica Oswaldo Cruz, 2017.

BRASIL - Ministério da saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência de Monitoramento e Fiscalização de Propaganda, Publicidade, Promoção e Informação de Produtos Sujeitos à Vigilância Sanitária Estudo comparado regulamentação da propaganda de medicamentos. Brasília. 2005.

CARSONI, Liana Maria Mazutti; JÚNIOR, Devanir Avigo. MARKETING FARMACÊUTICO: RELAÇÃO DAS PUBLICIDADES TELEVISIVAS COM A AUTOMEDICAÇÃO. Visão Acadêmica, v. 19, n. 4, 19 mar. 2019. DOI 10.5380/acd. v19i4.61111

SILVA NETO, Antonio Alves da Silva; MELO, Sonoeude da Silva; FRANÇA, Andreia Castro de Sousa; FIRMO, Wellyson Araújo. A influência da propaganda, publicidade e promoção no consumo de medicamentos em uma drogaria no município de Paulo Ramos – MA. InterfacEHS – Saúde, Meio Ambiente e Sustentabilidade, Vol. 12 n.2, 2017.

SANTOS, Bruno Lima e; SANTOS, Thais Ângela Rodrigues dos; CAFFÉ FILHO, Hesler Piedade. A Importância da Propaganda Médica para o sucesso da Indústria Farmacêutica e Diferença que o Propagandista faz para a Classe Médica e seus Pacientes / A Importância da Publicidade Médica para o Sucesso da Indústria Farmacêutica e a Diferença que o Agente Publicitário faz para a Classe Médica e seus Pacientes. ID on line REVISTA DE PSICOLOGIA, v. 14, n. 50, pág. 914–928, 30 de maio de 2020. DOI 10.14295/idonline.v14i50.2500

LIMA, Regiane De Oliveira. Uso irracional de medicamentos (automedicação). Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Vol 03, n.07, pp. 80-88, 2018.

AZEVEDO, JMBJM; ALMEIDA, RP; GUIMARÃES, Talita A. O marketing farmacêutico e sua influência no consumo de medicamentos: Uma revisão integrativa da literatura. Revista Brasileira de Saúde e Farmácia , v. 1, n. 4, pág. 46–55, 12 dez. 2019.

SILVA, Juliana Fróes da Cruz; SILVA, Patricky Santos; BOKEHI, José Raphael; CASTILHO, Selma Rodrigues de. Análise da propaganda de medicamentos isentos de apresentação em TV aberta. Revista de Direito Sanitário, v. 21, p. e0006, 6 de maio de 2021. DOI 10.11606/issn.2316-9044.rdisan.2021

PEREIRA, P.F.P; BASTOS, F.C. Um estudo sobre a fidelização de clientes a partir de estratégias de marketing de relacionamento no segmento de farmácias e drogarias. São Paulo. 2009

MACEDO, Giani Rambaldi; CARMO; BRUNO Borges do; CASTRO, Geane Freitas Pires de; CORREA, Jaqueline Bauer. O poder do marketing no consumo excessivo de medicamentos no brasil. Revista Transformar, Itaperuna Xª Edição, 2018.

ROCHA, Ana Leda Ribeiro da Rocha. Uso racional de medicamentos. Dissertação em Pós-Graduação Lato Sensu como requisito para obtenção do título de Especialista em Tecnologias Industriais Farmacêuticas]. 2014.

SILVA, Carine Viana. Guia prático de prescrição farmacêutica. - 1. ed. – Curitiba: Appris. 331 2020.

PAULA, Cláudia Costa da Silva; CAMPOS, Renata Bernardes Faria; SOUZA, Maria Celeste Reis Fernandes de. USO IRRACIONAL DE MEDICAMENTOS: UMA PERSPECTIVA CULTURAL / USO IRRACIONAL DE MEDICAMENTOS: UMA PERSPECTIVA CULTURAL. Revista Brasileira de Desenvolvimento, v. 7, n. 3, pág. 21660–21676, 2021. DOI 10.34117/bjdv7n3-060

RABELLO, Elaine Teixeira; CAMARGO JÚNIOR, Kenneth Rochel de. Propagandas de medicamentos: a saúde como produto de consumo. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 16, n. 41, pág. 557-567, jun. 2012. DOI 10.1590/S1414-32832012000200006.

ANGELO, Rodrigo Procopio. Gestão da Carteira de Clientes pelo Marketing de Relacionamento. Universidade Cândido Mendes – Pós Graduação, “Latu Senso” – Instituo a vez do mestre. 2010, p. 10.

GOMES, Elias Evangelista and SETTON, Maria da Graça Jacintho. Marketing e Educação Política: um estudo sobre agentes, estratégias e interpretações da cultura. Educ. Real.vol.41, n.3, pp.853-872. 2016.

SEBRAE. A importância da marca para o sucesso do negócio. 2019. Disponível em: encurtador.com.br/rtvEJ

TEIXEIRA, Angélica. A indústria farmacêutica no Brasil: Um estudo do impacto socioeconômico dos medicamentos genéricos. Dissertação Economia Industrial, 2014. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/124346/000830044.pdf;sequence=1Acesso em 20 de Maio de 2021.

LYRA JR, Divaldo Pereira de; NEVES, Aline Souza; CERQUEIRA, Karine Santos; MARCELLINI, Paulo Sérgio; MARQUES, Tatiane Cristina; BARROS, José Augusto Cabral de. Influência da propaganda na utilização de medicamentos em um grupo de idosos atendidos em uma unidade básica de saúde em Aracaju (SE, Brasil). Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. supl. 3, pág. 3497–3505, nov. 2010. DOI 10.1590/S1413-81232010000900024

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Uso de Medicamentos e Medicalização da Vida: recomendações e estratégias. [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde Secretaria de Ciência Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. – Brasília: Ministério da Saúde 2019.

ROSA, Renata Rezende; LOPES, Renata Ferrarez Fernandes. Presença de distorções cognitivas em propagandas brasileiras. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, v. 9, n. 2, pág. 71-80, 2013. DOI 10.5935/1808-5687.20130011

MOURÃO-JÚNIOR, Carlos Alberto; SOUZA, André Bedendo de. Adesão ao uso de medicamentos: algumas considerações. Estudos Interdisciplinares em Psicologia, v. 1, n. 1, pág. 96–107, 2010

ABDALLA, Marcela Campos Esqueff; CASTILHO, Selma Rodrigues de. ANÁLISE DA PROPAGANDA DE MEDICAMENTOS DIRIGIDA A PROFISSIONAIS DE SAÚDE. Revista de Direito Sanitário , v. 18, n. 1, pág. 101, 9 atrás. 2017. DOI 10.11606/issn.2316-9044.v18i1p101-120

SILVA, Davidson Vinícius Rodrigues; EVANGELISTA, Wesley Danilo; MOTA, Helena Ferreira; MOTA, Bárbara Caroline Ferreira; ROYO, Vanessa de Andrade. Automedicação e atenção farmacêutica sobre a drogaria de Montes Claros - MG. Revista Multitexto, v. 2, n. 1, pág. 45–49, 2013.

TORRES, Luciana V.; SERRANO, Rossana MSM; COÊLHO, Hemílio FC INFLUÊNCIA DA PUBLICIDADE SOBRE O CONSUMO DE MEDICAMENTOS NUMA COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA DE JOÃO PESSOA-PB. Revista de Ciências da Saúde Nova Esperança, v. 16, n. 3, pág. 7–18, 2018. DOI 10.17695/issn.2317-7160.v16n3a2018p7-18.

GONÇALVES, João Carlos; COSTA, Dalila da; FERNANDES, Raiane da Rocha; COSTA, Dayane Aparecida da. Análise bibliométrica de preocupações na ansiedade e aos efeitos da tecnologia educacional estresse dos professores durante a pandemia da covid9. Cadernos do FNDE, v. 3, n. 5, pág. 01–14, 24 jun. 2022.

SANTOS, Fabíola Pereira dos; CARDOSO, Tiago Souto; QUEIROZ, Fellipe José Gomes. O farmacêutico e os desafios da automedicação dos idosos no Brasil. Revista Coleta Científica, v. 5, n. 10, pág. 40–49, 6 dez. 2021.

SILVA, M. E. H; ABREU, C. R. de C. MEDICAMENTOS OFF LABEL. Revista JRG de Estudos Acadêmicos, [S. l.], v. 4, n. 8, p. 300–308, 2021.

Downloads

Publicado

2022-07-01