Linfoma nasal em felino doméstico: relato de caso

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8042968

Palavras-chave:

Extranodal, Felinos, Neoplasia, Prognóstico, Quimioterapia

Resumo

O linfoma é a neoplasia mais comumente observada entre os felinos, se classifica de acordo com sua localização anatômica e devido sua semelhança com o dos seres humanos são chamados de linfomas não Hodgkin. Estes tipos de neoplasia são considerados as principais causas de morte na presente espécie. Felinos portadores de vírus como a Imunodeficiência viral felina (FIV) e/ou a Leucemia felina (FeLV), podem desenvolver o linfoma precocemente quando comparados a outros animais soronegativos. Os sinais clínicos associados ao linfoma dependem do tipo de neoplasia que o animal apresenta, contudo, os sinais clínicos não patognomônicos mais evidentes incluem perda de peso, anorexia, mucosas hipocoradas, vômitos, letargia, e sinais neurológicos. O diagnóstico baseia-se no histórico clínico do animal e exames complementares, sendo assim é imprescindível que o médico veterinário clínico tenha conhecimento para realizar um diagnóstico preciso e proporcionar precocidade no tratamento e acompanhamento adequado para o paciente. O tratamento mais indicado é a quimioterapia com múltiplos fármacos, geralmente bem tolerada pelos gatos, com melhor resposta e com dois protocolos disponíveis mais utilizados como o COP e o CHOP. Foi abordado o linfoma classificado como extranodal, localizado na região nasal de um felino, adulto, srd, com aproximadamente 2 anos de idade, que apresentou deformidade do plano nasal e espirros acompanhados de epistaxe. O prognóstico depende do estado clínico do animal, do processo evolutivo da doença e do protocolo utilizado para o tratamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jéssica Carolina Batista, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas, UDC, PR, Brasil

Lattes
Graduanda em Medicina Veterinária pelo Centro Universitário Dinâmica das Cataratas UDC

Neide Maria Griebeler, Federal University for Latin American Integration

Lattes
Mestranda(a) em Medicina Veterinária pela Universidade de Integração Latino-Americana. Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Luterana do Brasil (2018). Atualmente é professora e coordenadora do curso de Medicina Veterinária no Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC).

Referências

BADO, A. S. Linfoma alimentar em gatos. Monografia (Graduação em Medicina Veterinária), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

BARRS, V.; BEATTY, J. Feline alimentary lymphoma: 2. Further diagnostics, therapy and prognosis. Journal of Feline Medicine and Surgery; v.14, n. 3, p. 191-201, 2012b.

COSTA, F. V. A.; NORSWORTHY, G. D. Feline Leukemia Virus Disease. In: NORSWORTHY, G. D.; CRYSTAL, M. A.; GRACE, S. F.; TILLEY, L. P. The Feline Patient. 4. ed. Ames: Wiley-Blackwell, 2011. cap. 77, p. 184-186.

COUTO, C.G. Advances in the Treatment of the Cat with Lymphoma in Practice. Journal of Feline Medicine and Surgery, [S. l.], p. 95-100, 1 jun. 2020.

CRYSTAL, M. A., G. D. Linfoma. In: NORSWORTHY, G. D.; CRYSTAL, M. A.; GRACE, S. F.; TILLEY, L. P. O paciente felino. 2. ed. São Paulo: Manole, 2004. cap. 89, p. 386-389.

DALECK, C. R.; NARDI, A. B.; RODASKI, S. Oncologia em cães e gatos. [S. l.]: ROCA, 2009.

DALECK, NARDI, Carlos Roberto e Andrigo Barboza de. Oncologia em cães e gatos. 2. ed. [S. l.]: ROCA, 2016.

FONSECA, C. A. P. S. Linfoma multicêntrico com infiltração renal: relato de caso. Monografia (Pós-Graduação em Clínica Médica Felina). Centro de Estudos Superiores de Maceió. Maceió, 2016.

GILSON, S. D.: PAGE, R. L.: GAMBLIN, R. M. Hematologia/Oncologia. In: BICHARD, S.J.: SHERDING, R. G. Manual Saunders Clínica de Pequenos Animais. 3. ed. ROCA, São Paulo, 2013, p. 290-303.

LANORE, D.: DELPRAT, C. Quimioterapia anticancerígena. São Paulo, ROCA, 2004, p. 4-143.

MATESCO, V. C. Infecção pelo vírus da leucemia felina - Revisão e relato de caso. [S. l.], 2014.Trabalhos de Conclusão de Curso de Graduação (Graduação, Medicina Veterinária). Universidade Federal do Rio Grande do sul. Curso de Medicina Veterinária.

MELLANBY, R. J.; HERRTAGE, M. E.: DOBSON, J. M. Long-term outcome of eight cats with non-lymphoproliferative nasal tumors treated by megavoltage radiotherapy. Journal of Feline Medicine and Surgery. 2002. p. 77-81.

MOORE, A. S; FRIMBERGER, A. E. ONCOLOGY FOR VETERINARY TECHNICIANS AND NURSES. [S. l.: s. n.], 2009.

MOORE, A. S. Extranodal lymphoma in the cat: prognostic factors and treatment options. Journal of Feline Medicine and Surgery, v. 15, p. 379-390, 2013.

MORRIS, J. DOBSON. J. Sistema hematopoiético. In: Oncologia em pequenos animais. ROCA, São Paulo, 2007. p. 229-252.

NORSWORTHY, G. D.; GRACE, S. F.; CRYSTAL, M. A.; TILLEY, L. P. The feline patient. 4. ed. [S. l.: s. n.], 2011. 1073 p.

PAULA, E. M. N.: CRUZ, C. A.: MORAES, F. C.: SOUZA, D. B.: MEIRELES-BARTOLI, R. B. Características epidemiológicas da Leucemia Viral Felina. Pubvet, p. 1940-2029, 2014.

PERROTI, I. Retroviroses em felinos domésticos. Botucatu, 2009. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Medicina Veterinária) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Botucatu, 2009.

TOMÉ, T.L.S. Linfoma em felinos domésticos. Dissertação de Mestrado. (Mestrado, Medicina Veterinária, Lisboa.) - Acadêmico, [S. l.], 2010.

VAIL, D. M. Feline lymphoma and lymphoid leukemias. In: SMALL Animal Clinical Oncology. 4. ed. [S. l.: s. n.], 2007.

VIANA, Fernando Antonio Bretas. Guia terapêutico veterinário. 4. ed. MG: CEM, 2019. 528 p.

WILSON, H.M. Feline Alimentary Lymphoma: Desmystifying the Enigma. Topics in companion animal medicine, [s. l.], p. 177-184, 2008.

YAZBEK, K. V. B. Avaliação da dor e da qualidade de vida em cães com câncer. Revista Dor, [s. l.], 2008.

Downloads

Publicado

2023-06-15

Como Citar

BATISTA, J. C.; GRIEBELER, N. M. Linfoma nasal em felino doméstico: relato de caso. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 820–832, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8042968. Disponível em: https://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/626. Acesso em: 16 jun. 2024.

ARK