Criação de material educativo como guia para promover saúde aos usuários do programa Hiperdia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8272909

Palavras-chave:

Enfermagem, Hipertensão, Diabetes Mellitus, Atenção Primária à Saúde

Resumo

Introdução: As Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) mais prevalentes são a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e Diabetes Mellitus (DM), que apresentam valores semelhantes e estão frequentemente associadas. Uma das maiores dificuldades que as Unidades Básicas de Saúde encontram é a falta de adesão dos usuários ao programa de HIPERDIA e a ausência dos mesmos nas consultas periódicas. Objetivo: Fomento de um manual educativo que agregue ao HIPERDIA, sendo uma ferramenta da promoção de saúde a fim de melhorar a qualidade de vida dos hipertensos e diabéticos. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, do tipo relato de experiência, descrevendo as etapas envolvidas por acadêmicas de enfermagem, autoras e construtoras do recurso didático: “MANUAL DE HIPERDIA”, no qual se estabeleceu importantes etapas instrutivas a serem seguidas como forma de organização para a elaboração do material. Resultados e Discussão: O recurso educativo aborda os aspectos da Hipertensão Arterial e do Diabetes Mellitus a fim de orientar os usuários sobre como conviver de forma saudável com essas condições crônicas, apresentando de forma lúdica, acessível e descomplicada para o público-alvo. O material possui 48 páginas, contendo orientações em saúde como: sugestões de atividades físicas, cardápios e fitoterápicos, espaço para controle de medicações, glicemia e pressão arterial.  Considerações finais: O manual apresenta-se relevante e mostra-se como novo material de ensino nas atividades de educação em saúde, com o objetivo de motivar o usuário portador de doença crônica e desenvolver práticas em saúde de forma simples, rápidas e eficazes no controle dessas patologias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Izabel Karolayne Cesário da Silva, Centro Universitário Cesmac

Lattes
Graduanda em enfermagem pelo Centro Universitário Cesmac.

Lania Kimberly Costa Lima, Centro Universitário Cesmac

Lattes
Graduanda em enfermagem pelo Centro Universitário Cesmac.

Maria José Ribeiro Sampaio Silva, Centro Universitário Cesmac

Lattes
Enfermeira. Mestra em Ciências da Educação pela Universidade Tecnológica Intercontinental. Graduada pela universidade Federal de Alagoas.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Vigilância das Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANT). Secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente. Brasília, 2022. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/composicao/svsa/vigilancia-de-doencas-cronicas-nao-transmissiveis/vigilancia-das-doencas-e-agravos-nao-transmissiveis-dant. Acesso em: 01 jun. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Básica. Secretária de Atenção Primária à Saúde. Brasília, 2017. Disponível em: https://aps.saude.gov.br/noticia/2457#:~:text=Minist%C3%A9rio%20da%20Sa%C3%BAde%20publica%20a,CIT)%20no%20final%20de%20agosto. Acesso em: 01 jun. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS. Secretária de Atenção Primária À Saúde. Brasília, 2022. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/composicao/saps/pics. Acesso em: 30 mai. 2023

COSTA, D. A et al. Enfermagem e educação em saúde. Revista Científica da Escola Estadual de Saúde Pública de Goiás, p. 2-9, 2020. Disponível em: https://docs.bvsalud.org/biblioref/2020/10/1123339/enfermagem-e-a-educacao-em-saude.pdf. Acesso em: 12 mai. 2023

FERNANDES, M. T. O.; CALDAS, C. P.; SOARES, S. M. As relações da enfermagem no cuidado ao idoso na atenção primária. Revista Uruguaya de Enfermería, Uruguai, v. 17, n.2, p.1-13, ago. 2022. Semestral. DOI 10.33517/rue2022v17n2a10. Disponível em: http://rue.fenf.edu.uy/index.php/rue/article/view/372/454. Acesso em: 12 jun.2023

GOWDAK, Marcia. 10 aspectos relevantes da dieta Dash. Sociedade Brasileira de Hipertensão, 2019. Disponível em: https://www.sbh.org.br/arquivos/artigos/10-aspectos-relevantes-da-dieta-dash/. Acesso em: 15 mai. 2023

KREMER, C. M. S. et al. Percepção de hipertensos e diabéticos sobre a adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico. Revista Saúde em Redes, v. 8, n. 2, p. 131-143, 2022. DOI 10.18310/2446-4813.2022v8n2p131-143. Disponível em: http://revista.redeunida.org.br/ojs/index.php/rede-unida/article/view/3511. Acesso em: 02 jun. 2023.

OLIVEIRA, A. S. Transição demográfica, transição epidemiológica e envelhecimento populacional no Brasil. Hygeia-Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde, v. 15, n. 32, p. 69-79, jun. 2019. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/hygeia/article/view/48614/27320. Acesso em: 20 mar. 2023

SARNO, F. et al. Perfil de pacientes com hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus de unidades de Atenção Primária à Saúde. Einstein (São Paulo), v. 18, 6 p. Instituto Israelita de Responsabilidade Social, Hospital Israelita Albert Einstein, 2018. DOI 10.31744/einstein_journal/2020AO4483. Disponível em: https://journal.einstein.br/wp-content/uploads/articles_xml/2317-6385-eins-18-eAO4483/2317-6385-eins-18-eAO4483-pt.pdf. Acesso em: 02 jun. 2023.

SOUSA, A. O.; COSTA, A. V. M. HIPERDIA: programa para a melhoria do controle dos pacientes com hipertensão arterial e diabetes mellitus da estratégia da saúde da família do “Santinho I e II em Barras-Piauí. UNASUS [internet], p. 01-16, 2020. Disponível em: https://ares.unasus.gov.br/acervo/handle/ARES/14803. Acesso em: 20 abr. 2023

Downloads

Publicado

2023-06-15

Como Citar

SILVA, I. K. C. da; LIMA, L. K. C.; SILVA, M. J. R. S. . Criação de material educativo como guia para promover saúde aos usuários do programa Hiperdia. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 846–861, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8272909. Disponível em: https://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/640. Acesso em: 16 jun. 2024.

ARK