A FLEBITE COMO UMA DAS PRINCIPAIS INTERCORRÊNCIAS NA TERAPIA INTRAVENOSA PERIFÉRICA EM ADULTO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.4266868

Palavras-chave:

Complicação local. Flebite. Procedimento invasivo. Terapia Intravenosa Periférica.

Resumo

Objetivo: Analisar a ocorrência da flebite como uma das principais complicações da terapia intravenosa periférica em adultos. Metodologia: Foram utilizados artigos dos bancos de dados SCIELO, LILACS e BDENF para a realização de uma revisão integrativa da literatura. Resultados: A seleção de 14 artigos possibilitou a identificação dos principais fatores incidentes de flebite. Conclusão: a flebite pode ser considerada uma das principais intercorrências da TIV em razão de fatores como o tipo de medicamento, o calibre do cateter e o tempo de punção e de infusão entre outros fatores menos preponderantes conforme os estudos analisados.

Biografia do Autor

Maria Messias dos Santos Santana, Universidade Paulista, UNIP, SP, Brasil.

E-mail: mariasantanam2570@gmail.com

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-0894-8862

Lúcia de Medeiros Taveira, Universidade Paulista, UNIP, SP, Brasil.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6860971889208367
Orcid: https://orcid.org/0000-0001-9907-2183
E-mail: lucia.taveira@docente.unip.br

Referências

- Barbosa AKC, Carvalho KRC, Moreira ICCC. Ocorrência de flebite em acesso venoso. [Internet]. 2016 [acesso em 19 maio 2020]. Enfermagem em foco, 2016; 7(2). Disponível em http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/792/317 .

- Enes SMS, Perufo OS, Faro ARMC, Pedreira MLG. Flebite associada a cateteres intravenosos periféricos em adultos internados em hospital na Amazônia Ocidental Brasileira. [Internet]. 2016 [acesso em 19 maio 2020]. Rev. Esc. Enferm. USP, 2016; 50(2), 263-271. Disponível em https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&lng=pt&tlng=pt&pid=S0080-62342016000200263.

- Silva LFA, Pinto AAM. Avaliação do conhecimento da equipe de enfermagem diante da flebite e flebite pós-infusional. [Internet]. 2019 [acesso em 27 maio 2020]. Rev. Intelecto Produção Científica Fema, dezembro 2019; 2. Disponível em https://www.fema.edu.br/images/fema/pesquisa/Intelecto/FEMARevistaintelecto2019.pdf#page=61.

- Alves DA, Lucas TC, Martins DA, et al. Cateter intravenoso periférico: características físicas do sítio de inserção e conhecimento da equipe de enfermagem. [Internet]. 2019 [acesso em 27 maio 2020]. Rev. de Enferm. do Centro-Oeste Mineiro, 2019; 9: e3005. Disponível em http://seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/3005/2081

- Donato H, Donato M. Etapas na condução de uma revisão sistemática. Acta Med Port [internet]. 2019 [acesso em 2019 Set 22];32(3):227-235. Disponível em: https://www.actamedicaportuguesa.com/revista/index.php/amp/article/view/11923/5635 doi: https://doi.org/10.20344/amp.11923

- Urbaneto JS, Peixoto CG, May TA. Incidência de flebite associada ao uso de cateter intravenoso periférico e após a remoção do cateter. [Internet]. 2016 [acesso em 23 maio 2020]. Revista. Latino-Am. Enfermagem, 2016; 24(e2746). Disponível em https://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02746.pdf .

- Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. [Internet]. 2010 [acesso em 24 maio 2020]. Einstein, 2010; 8(1Pt1), 102-106. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/eins/v8n1/pt_1679-4508-eins-8-1-0102.pdf

- Urbanetto JS, Muniz FOM, Silva RM, Freitas APC, Oliveira APR, Santos JCR. Incidência de flebite e flebite pós-infusional em adultos hospitalizados. Rev. Gaúcha Enferm. [Internet]. 2017 [citado 2020 Out 20]; 38(2): e58793. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472017000200403&lng=pt

- Buzatto LL, Massa GP, Peterlini MAS, Whitaker IY. Fatores relacionados à flebite em idosos com infusão intravenosa de amiodarona. Acta paul. Enferm. [Internet]. 2016 Jun [citado 2020 Out 20]; 29(3): 260-266. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002016000300260&lng=pt.

- Enes SMS, Opitz SP, Faro ARMC, Pedreira MLG. Flebite associada a cateteres intravenosos periféricos em adultos internados em hospitais na Amazônia Ocidental Brasileira. Rev. esc. Enferm. USP [Internet]. Abril de 2016 [citado em 20 de outubro de 2020]; 50 (2): 263-271. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342016000200263&lng=en.

- Milutinović D, Simin D, Zec D. Fator de risco para flebite: um estudo de questionário sobre a percepção de enfermeiras. Rev. Latino-Am. Enfermagem [Internet]. Agosto de 2015 [citado em 20 de outubro de 2020]; 23 (4): 677-684. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692015000400677&lng=en. http://dx.doi.org/10.1590/0104-1169.0192.2603.

- Mandal A, Raghu K. Estudo sobre a incidência de flebite após o uso de cateter intravenoso ferférico. J Family Med Prim Care. Setembro 2019 30; 8 (9): 2827-2831. doi: 10.4103 / jfmpc.jfmpc_559_19. PMID: 31681650; PMCID: PMC6820419.

- Lee S, Kim K, Kim JS. Um modelo de flebite associada a periferia Cateteres intravenosos em pacientes ortopédicos. Int J Environ Res Saúde Pública. 14 de setembro de 2019; 16 (18): 3412.

- Pereira MSR, Cunha VVO, Borghardt AT, Lima EFA, Santos TFF, Portugal FB. A segurança do paciente no contexto das flebites notificadas em um hospital universitário infecç; 9(2): 109-115, 2019. Ilus. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1021457.

- Beccaria LM, Contrin LM, Werneck AL, Machado BD, Sanches EB. Incidência de flebites em pacientes adultos. Rev. enferm. UFPE on line, 12(3): 745-752, mar. 2018. ilus, tab. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/230454/28040.

- Alves JL, Mendes-Rodrigues C, Antunes AV. Prevalência de Flebite em uma Unidade de Internação Clínica de um Hospital Universitário Brasileiro de Alta Complexidade saúde; 22(3): 231-236, 2018. Tab. Disponível em: http://docs.bvsalud.org/biblioref/2018/10/916087/27078-93460-1-pb.pdf.

- Batista OMA, Moreira RF, Sousa AFL, Moura MEB, Andrade D, Madeira MZA. Complicações locais da terapia intravenosa periférica e fatores associados. Revista Cubana de Enfermería, Volumen 34, Número 3 (2018). Disponível em: http://www.revenfermeria.sld.cu/index.php/enf/article/view/1246/374.

- Salgueiro-Oliveira AS, Basto ML, Braga LM, Arreguy-Sena C, Melo MN, Parreira PMSD. Práticas de enfermagem no cateter venoso periférico: flebite e segurança do paciente. Texto contexto - enferm. [Internet]. 2019 [citado em 20 de outubro de 2020]; 28: e20180109. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072019000100346&lng=en. Epub 18 de julho de 2019.

- Pinto Portill KE. Fatores relacionados à incidência de flebite por cateter intravenoso. Centro médico Cemesa, San Pedro Sula- Honduras. Maio - julho de 2015. Universidad Nacional Autonoma de Nicaragua, Managua Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud Escuela de Salud Pública. Nicarágua, 2016. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-972386.

- Souza AEBR; Oliveira JLC; Dias DC; Nicola AL. Prevalência de flebites em pacientes adultos internados em hospital universitário. Rev. RENE ; 16(1): 114-122, jan.- fev. 2015. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/lil-758529.

Publicado

2020-11-11

Como Citar

Santana, M. M. dos S. ., & Taveira, L. de M. . (2020). A FLEBITE COMO UMA DAS PRINCIPAIS INTERCORRÊNCIAS NA TERAPIA INTRAVENOSA PERIFÉRICA EM ADULTO. Revista JRG De Estudos Acadêmicos, 3(7), 379–392. https://doi.org/10.5281/zenodo.4266868