Mapeamento cerebral em humanos, de diferentes áreas de atuação, por meio da técnica de eletroencefalografia em situações de nojo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v6i13.719

Palavras-chave:

Mapeamento Cerebral, Eletroencefalografia, Córtex Cerebral, Cognição, Emoções

Resumo

O mapeamento cerebral em humanos através do eletroencefalograma (EEG) constitui um registro da atividade elétrica gerada no córtex cerebral, local onde é construída a emoção primária Nojo. Ainda não há relatos de estudos que trabalharam essa emoção com categorias profissionais paralelamente à técnica de eletroencefalografia. Assim, o objetivo deste estudo foi comparar o mapeamento topográfico cerebral em situações de nojo entre indivíduos daárea de exatas, humanas e saúde. Estudo quantitativo, observacional e transversal, a coleta dedados foi realizada no laboratório de neurociência da Universidade Estadual de Ciências daSaúde de Alagoas. Foram incluídos nesta pesquisa profissionais graduados com mais de doisanos de atuação, amostra de 45 indivíduos, sendo 15 de cada área (saúde, humanas e exatas).Utilizou-se um formulário com informações pessoais e foi realizado exame de EEG,simultaneamente com a apresentação das imagens de nojo. A análise dos dados obtidos durante a demonstração da imagem relacionada ao nojo de natureza animal mostrou aumento da potência do ritmo gama nas regiões AD, PE e PD nos indivíduos da área da saúde, e também aumento do ritmo gama na região AD nos indivíduos na área de exatas. Na apresentação das imagens do nojo por contaminação, foi observado aumento da potência do ritmo gama nas regiões AD e PD nos indivíduos da área da saúde, aumento da potência doritmo gama nas áreas AE e AD nos indivíduos de exatas, e aumento da potência do ritmo gama na região PD nos indivíduos da área de humanas. Na apresentação das imagens do nojo básico foi observado aumento da potência do ritmo gama na área AE nos indivíduos deexatas, e aumento da potência do ritmo gama na área AE nos indivíduos na área de humanas.Nosso estudo demonstrou que o córtex cerebral é ativado de forma diferente com relação aosdiversos tipos de nojo e em função da experiência profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julia Maria Pacheco Lins Magalhães, Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA-UFAL- EBSERH)

[Lattes]

Mestra em Pesquisa na Saúde pelo Centro Universitário Cesmac. Especialista na modalidade Residência de Enfermagem em Emergência Geral e Atendimento Pré-Hospitalar pela UNCISAL (Março 2012-Fevereiro2015). Especialista em Docência no Ensino Superior pela Estácio RJ, especialista em Enfermagem em UTI. Atualmente é enfermeira assistencial da UTI Adulto do Hospital das Clínicas-UFPE

Fany Pereira de Araújo Soares, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

[Lattes]

Graduada em Biomedicina; Mestra em Ensino na Saúde e Tecnologia.

Zafira Juliana Barbosa Fontes Batista Bezerra, Centro Universitário Cesmac

[Lattes]

Graduada em Medicina.

Carlos Henrique Silva de Melo, Centro Universitário Cesmac

[Lattes]

Graduado em Medicina.

Kristiana Cerqueira Mousinho, Centro Universitário Cesmac

[Lattes]

Graduada em Farmácia; Mestra em Ciências Farmacêuticas; Doutora em Farmacologia.

Euclides Mauricio Trindade Filho, Centro Universitário Cesmac

[Lattes]

Graduado em Medicina; Mestre em Fisiologia; Doutor em Neurociência.

Referências

Aydin, S., Kaya, T., & Guler, H. (2016). Wavelet-based study of valence–arousal model of emotions on EEG signals with LabVIEW. Brain Informatics, 3(2), 109–117. https://doi.org/10.1007/s40708-016-0031-9

Bradley, M. M., Sabatinelli, D., Lang, P. J., Fitzsimmons, J. R., King, W., & Desai, P. (2003). Activation of the visual cortex in motivated attention. Behavioral Neuroscience, 117(2), 369–380. https://doi.org/10.1037/0735-7044.117.2.369

Braga NIO. A importância do mapeamento topográfico em neurologia. In: Nitrini R, Machado LR. Condutas em neurologia 1993. São Paulo: Clínica Neurológica HC/FMUSP, 1993, p.9-14.

Brust, J. C. M. (2000). A prática da neurocirurgia. R E A.

Fouarge, D., Kriechel, B., Dohmen, T. (2014). Occupational sorting of school graduates: therole ofeconomic preferences.Journal ofEconomic Behavior& Organization.106, 335-351.

Hamdan, A. C., & Pereira, A. P. D. A. (2009). Avaliação neuropsicológica das funções executivas: Considerações metodológicas. Psicologia: Reflexão e Crítica, 22(3), 386–393. https://doi.org/10.1590/S0102-79722009000300009

Harmon‐Jones, E. (2003). Clarifying the emotive functions of asymmetrical frontal cortical activity. Psychophysiology, 40(6), 838–848. https://doi.org/10.1111/1469-8986.00121

Heller, W. (1993). Neuropsychological mechanisms of individual differences in emotion, personality, and arousal. Neuropsychology, 7(4), 476–489. https://doi.org/10.1037/0894-4105.7.4.476

Ihara, M. (2003). Diverse actions of neonicotinoids on chicken α7, α4β2 and Drosophila–chicken SADβ2 and ALSβ2 hybrid nicotinic acetylcholine receptors expressed in Xenopus laevis oocytes. Neuropharmacology, 45(1), 133–144. https://doi.org/10.1016/S0028-3908(03)00134-5

Lanotte, M., Lopiano, L., Torre, E., Bergamasco, B., Colloca, L., & Benedetti, F. (2005). Expectation enhances autonomic responses to stimulation of the human subthalamic limbic region. Brain, Behavior, and Immunity, 19(6), 500–509. https://doi.org/10.1016/j.bbi.2005.06.004

Garcia Molina, G. N. (2005). Direct brain-computer communication through scalp recorded EEG signals. https://doi.org/10.5075/EPFL-THESIS-3019

Morillon, B., Liegeois-Chauvel, C., Arnal, L., Bénar, C., & Giraud, A.-L. (2012). Asymmetric function of theta and gamma activity in syllable processing: An intra-cortical study. Frontiers in Psychology, 3. https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fpsyg.2012.00248

Olatunji, B. O., Williams, N. L., Tolin, D. F., Abramowitz, J. S., Sawchuk, C. N., Lohr, J. M., & Elwood, L. S. (2007). The Disgust Scale: Item analysis, factor structure, and suggestions for refinement. Psychological Assessment, 19(3), 281–297. https://doi.org/10.1037/1040-3590.19.3.281

Oliveira, A. M. H. C. (2001). Occupational gender segregation and effects on wages inBrazil. In: GENERAL POPULATION CONFERENCE, Salvador. Anais. Salvador: IUSSP.

Prada, M., Fonseca, R., Garcia-Marques, T., Fernandes, A. Se correr o bicho pega. (2014). Normas de avaliação de imagens de animais negativos. Revista Laboratório de Psicologia. 12(1), 41-56.

Silva, A. A. S, Trindade-Filho, E. M. (2015). Diferenças no processamento cerebral, atravésdo ritmo gama, durante opensamento divergente. Rev Neurocienc,23(4), 589-594.

Sarlo, M. et al. (2005). Changes in EEG alpha power to different disgust elicitors: The

specificity of mutilations", Neuroscience Letters, 382(3) 291-296.

Willems, R. M., Oostenveld, R., & Hagoort, P. (2008). Early decreases in alpha and gamma band power distinguish linguistic from visual information during spoken sentence comprehension. Brain Research, 1219, 78–90. https://doi.org/10.1016/j.brainres.2008.04.065

Woody, S. R & Teachman, B.A. (2013). Intersection of disgustand fear: normative and pathological views. Psychology. 7(6), 526-534.

Downloads

Publicado

2023-10-14

Como Citar

PACHECO LINS MAGALHÃES, J. M.; SOARES, F. P. de A.; BEZERRA, Z. J. B. F. B.; MELO, C. H. S. de; MOUSINHO, K. C.; TRINDADE FILHO, E. M. . Mapeamento cerebral em humanos, de diferentes áreas de atuação, por meio da técnica de eletroencefalografia em situações de nojo. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 1467–1478, 2023. DOI: 10.55892/jrg.v6i13.719. Disponível em: https://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/719. Acesso em: 22 jun. 2024.

ARK