Humanização da assistência de enfermagem na Unidade de Terapia Intensiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v6i13.815

Palavras-chave:

Assistência Hospitalar, Humanização, Unidade de Terapia Intensiva

Resumo

Objetivo: identificar, por meio de revisão da literatura, as principais estratégias de humanização aplicadas pela equipe de enfermagem na atuação em UTIs. Metodologia: A busca dos artigos foi conduzida nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), abrangendo as seguintes fontes: Análise de Literatura Médica (MEDLINE), US National Library of Medicine (PubMed), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e Base de Dados de Enfermagem (BDENF), bem como na Scientific Electronic Library Online (SCIELO). Foram incluídos na revisão artigos publicados entre 2016 e 2023, considerando a relevância das publicações mais recentes. Resultados: com os dados levantados a partir dos artigos selecionados, foi possível formular 03 vertentes para a devida análise. Assim, a categorização dos temas que surgiram durante a pesquisa foram os seguintes: A humanização na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o olhar da família diante da assistência da enfermagem na humanização em UTI e comunicação e relacionamento interpessoal durante internação na UTI. Conclusão: a humanização da assistência de enfermagem na UTI é uma busca contínua por práticas que coloquem o paciente no centro do cuidado

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Blenda Alves do Nascimento, Faculdade Sena Aires

[Lattes] - Graduação em andamento em Enfermagem pela Faculdade Sena Aires, Valparaiso de Goias

Dayana Mendes de Lima, Faculdade Sena Aires, Valparaiso de Goias, Brasil

[Lattes] - Graduação em andamento em Enfermagem pela Faculdade Sena Aires, Valparaiso de Goias

Sandra Godoi de Passos, Faculdade Sena Aires, Valparaiso de Goias, Brasil

[Lattes] - Graduado (a) em enfermagem, Universidade católica de Brasília; Especialista em Saúde coletiva pela Universidade de Brasília; Mestre em Gerontologia, pela Universidade De Brasília.

Referências

ALVES, Carla Andréa Costa. Comunicação de más notícias em unidade de terapia intensiva neonatal: percepções antes e após vídeo participativo baseado na antropologia visual e no protocolo spikes. 2023.

ALVES, Isabella Drummond Oliveira Laterza, et al. Aspectos bioéticos relacionados aos cuidados paliativos: da abordagem principialista aos direitos humanos. 2023.

ANDRES, Silvana Carloto et al. Assistência de enfermagem aos pacientes em cuidados paliativos. Research, Society and Development, v. 10, n. 6, p. e55910616140-e55910616140, 2021.

CALIXTO, Tereza Raquel Schorr. Construção de manual para visitantes de pacientes internados em terapia intensiva adulto: revisão integrativa e validação de conteúdo. 2021.

CASTANHO, Odete. Desenvolvimento de competências especializadas na abordagem à pessoa em situação crítica com sépsis: da avaliação à intervenção. 2022. [Mestrado em Enfermagem-Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny].

COELHO, Kacielle Mara Rocha et al. Procedimento operacional padrão para cuidados de enfermagem na coleta de gasometria arterial em pediatria. Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Gestão do Cuidado em Enfermagem, Florianópolis, 2022.

DALGALLO, Lidia et al. Formação continuada na perspectiva da educação, ciência, tecnologia e Sociedade no estágio curricular supervisionado em enfermagem na atenção primária à saúde. 2023.

DA SILVA MIRANDA, Marlene et al. Communication and safe and effective nursing care in surgical center and intensive care: integrative review. Revista Ciências em Saúde, v. 13, n. 2, p. 42-51, 2023.

DE ABREU, Mariana Cristina Rodrigues; COUTINHO, Sílvia Maria Gonçalves; FORTES, Renata Costa. Lugar de criança? Visitas de menores de idade a adultos em unidades de terapia intensiva. Revista JRG de Estudos Acadêmicos, v. 6, n. 12, p. 276-295, 2023.

DE FIGUEIREDO, Bárbara Queiroz et al. Terapia intensiva: um elo entre preparo técnico, físico e emocional. Amplla Editora, 2022.

DE SOUSA, Cláudia Aldeana Muniz et al. Humanized care in the context of the intensive therapy unit: nursing team comprehensions/Cuidado humanizado no contexto da unidade de terapia intensiva: compreensão da equipe de enfermagem/Atención humanizada en el contexto de la unidad de terapia intensiva: comprensiones del equipo de enfermería. Revista de Enfermagem da UFPI, v. 9, 2020.

DIAS, Carla Pena et al. Segurança do paciente no cotidiano de trabalho da equipe multiprofissional do transporte aeromédico inter-hospitalar. 2021.

DINIZ, Susana Margarida Lopes Tavares. Comunicação de más notícias como cuidado fundamental à pessoa em situação crítica e família. 2023. [Mestrado em Enfermagem-Escola Superior de Enfermagem de Lisboa].

DUTRA, Suelen et al. Autonomia do enfermeiro em terapia intensiva no cuidado ao paciente queimado. 2019.

FENSTERSEIFER, Ana Carolina et al. Populações negligenciadas: um desafio no cuidado em saúde. Editora da PUCRS, 2022.

FERREIRA, Brisa Emanuelle Silva et al. Transferência de cuidados: o olhar e a prática dos profissionais de Enfermagem em um serviço de pronto atendimento. 2022.

FLORES, Rudirene Bueno. Contribuições da literatura sobre humanização do atendimento para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre durante a pandemia de Covid-19. 2021.

GARCIA, Janyne Aline Correia de Lima, et al. Atuação em urgência e emergência na atenção básica: percepção dos enfermeiros. 2019.

GASPAR, Tatiana L. et al. Os nossos Enfermeiros. 2023.

KAGAOCHI, Thainá de Souza et al. Cuidados de enfermagem à pessoa obesa na unidade de terapia intensiva: revisão integrativa. 2021.

NEGREIROS, Bárbara Teixeira Campos de. Resiliência, estresse ocupacional e capacidade para o trabalho em profissionais de saúde durante a pandemia da COVID19. 2021. [Mestrado em psicologia-Universidade Federal do Rio Grande do Norte].

PAGNANO, Juliana Romano Arienti. Gestão hospitalar humanizada: perspectiva dos profissionais de saúde em uma unidade de terapia intensiva neonatal.

[Mestrado em Gestão de Unidades de Saúde- Universidade do Minho (Portugal)].

PAULA, Pâmella Almeida de. O papel do enfermeiro na realização do cuidado na unidade de terapia intensiva adulto: Revisão sistemática. 2021.

ROSA, Andreia Rodrigues da. Cuidados paliativos e serviço social: velhas demandas, novos desafios para a atuação profissional. 2023.

ROSÁRIO, Romina Silva do. As técnicas de comunicação em cuidados paliativos: na relação entre a civilidade e o coping. 2021. [Mestrado em psicologia-Universidade Autónoma de Lisboa].

SÁ, Adriane Maria da Fonseca et al. A participação dos pacientes em cuidados paliativos oncológicos no processo de tomada de decisão compartilhada.

[Mestrado em Bioética-Universidade Federal do Rio de Janeiro].

SANTANA, Tamires de Sousa. Assistência de enfermagem ao recém-nascido prematuro em unidade de terapia intensiva neonatal. 2022.

SANTOS, Caroline Martins et al. O trabalho do enfermeiro em Terapia Intensiva: um estudo etnográfico. 2021.

SANTOS, Gislene de Sá. A Humanização da equipe de enfermagem em unidades de terapia intensiva adulta. 2021.

SEQUEIRA, Joana Filipa Ferreira. Da intervenção especializada à humanização dos cuidados: o papel da comunicação. 2023. [Mestrado em enfermagem- Universidade Católica Portuguesa].

TILVITZ, Aline Inêz. Trabalho e saúde mental: os trabalhadores da enfermagem nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIS) em tempos de pandemia. 2023.

Downloads

Publicado

2023-11-28

Como Citar

NASCIMENTO, B. A. do; LIMA, D. M. de; PASSOS, S. G. de. Humanização da assistência de enfermagem na Unidade de Terapia Intensiva. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 2024–2032, 2023. DOI: 10.55892/jrg.v6i13.815. Disponível em: https://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/815. Acesso em: 21 jul. 2024.

ARK