A IMPORTÂNCIA DOS PROFISSIONAIS ENFERMEIROS NA ASSISTÊNCIA AO COVID-19

Palavras-chave: COVID-19. Pandemias. Tosse. Pneumonia. Patologia. Assistência á saúde.

Resumo

Objetivo: O objetivo da pesquisa é compreender a patologia do Corona vírus e tudo que o cerca, a fim de promover um acervo de informações sobre a doença e compreender a importância da equipe de enfermagem para a assistência. Metodologia: foi utilizado instrumentos de pesquisa como o Scielo, a BVS e o Pubmed para a obtenção de uma revisão integrativa da literatura. Resultados: foram selecionados 16 artigos sobre o tema no qual foram separados por categoria. Conclusão: Os resultados obtidos foram de um esclarecimento sobre a patologia em si além dos pontos históricos e epidemiológicos e por fim a conduta dos profissionais enfermeiros, levando em consideração a sistematização da assistência de enfermagem e sua importância para a pandemia por coronavírus. O tema está sendo bastante estudado atualmente, porém procurou-se focar na enfermagem e como essa equipe pode atuar de uma forma positiva.

 

Biografia do Autor

Vitória Alcântara de Oliveira, Universidade Paulista, UNIP, SP, Brasil.

Graduanda em Enfermagem pela Universidade Paulista UNIP, SP, Brasil.

 

Marco Aurélio Ninomia Passos, Universidade Paulista, UNIP, SP, Brasil.

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Brasília (2006), mestrado em Ciências Genômicas e Biotecnologia pela Universidade Católica de Brasília (2009). Doutor em Biologia Molecular pela Universidade de Brasília (2014). Bolsista de mestrado e doutorado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. 

Referências

1. Sáfadi MAP, Carvalho AP, Pimentel AM, Berezin EN, Coser E, Rocha MAW, ET AL Novo coronavírus (COVID-19) sociedade brasileira de pediatria 2020 1-11.

2. Kramer LD, Visão geral dos vírus, Manual do ministério da saúde, 2018

3. Ventura DFL, Aith FMA, Rached DH, A emergência do novo coronavírus e a “lei de quarentena no Brasil Revista Direito e Práxis, Ahead of print, Rio de Janeiro, 2020 1-38

4. Goés LGB. Caracterização molecular de coronavírus humano-HCOV, circulantes no município de São Paulo, São Paulo, Brasil. Instituto de ciências biomédicas. 2012. 22-154.

5. Ministério da saúde. Informe Técnico - MERS-CoV (Novo Coronavírus) Brasília: Secretaria de vigilância em saúde; 2014


6. Ministério da saúde. Boletim epidemiológico secretaria de vigilância em saúde; 2020
Rafael RMR, Neto M, Carvalho MMB, David HMSL, Acioli S, Faria MGA,

7. Rafael RMR, Neto M, Carvalho MMB, David HMSL , Acioli S, Faria MGA. Epidemiologia, políticas públicas e pandemia de Covid-19: o que esperar no Brasil? Rev enferm UERJ, Rio de Janeiro, 2020; 28:e49570

8. Franco AG, Franco ABG, Carvalho GAP, Ramos EV, Dias SC. Máscaras cirúrgicas em tempos de coronavírus InterAm J Med Health 2020;3:e202003003.

9. Santos LC, Andrade J, Spiri WC, Dimensionamento de profissionais de enfermagem: implicações para o processo de trabalho na estratégia saúde da família Esc Anna Nery 2019 ;23(3) 1-6

10. Sousa LMM, Vieira-Marques CMA , Severino SSP, Antunes AV. A metodologia de revisão integrativa da literatura em Enfermagem. Resvista investigação em enfermagem 2017 17-26.

11. Manayo MCS, Análise de dados em pesquisa qualitativa, pesquisa social: teoria método e criatividade, Petrópolis, vozes, 1994.

12. Horta, WA. - Enfermagem: teoria, conceitos, princípios e processo. Rev. Esc. Enf. USR, 5(1) 7-15,1974.

13. Padilha MICS, Mancia JR, Florence Nightingale e as irmãs de caridade: revisitando a história Rev Bras Enferm 2005 nov-dez; 58(6):723-6

14. Medeiros ABA, Enders BC, Lira ALBC. Teoria Ambientalista de Florence Nightingale: Uma Análise Crítica. Esc. Anna Nery [Internet].

15. Carrilho CA, Almeida ANS, Martins IC. Uma reflexão sobre a teoria de peplau e a teoria psicanalítica: caminho de interseções, Revista Expressão Católica (Saúde) Jul - Dez, 2016; 1 (1)

16. Conselho regional de enfermagem-Mato Grosso [base de dados na internet] MATO GROSSO DTIC/ASCOM do Cofen. 2020 [acesso em: 14/09/2020] disponível em: http://mt.corens.portalcofen.gov.br/oms-e-parceiros-pedem-investimentos-urgentes-em-profissionais-de-enfermagem_13012.html

17. Croda JHR, Garcia LP. Resposta imediata da Vigilância em Saúde à epidemia da COVID-19 Epidemiol. Serv. Saude, Brasília, 29(1):e2020002, 2020

18. Lana RM, Coelho FC, Gomes MFC , Cruz OG , Bastos LS , Villela DAM et al. Emergência do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e o papel de uma vigilância nacional em saúde oportuna e efetiva. Cad. Saúde Pública 2020; 36(3):e00019620

19. Conselho federal de enfermagem [base de dados na internet] Distrito Federal DTIC/ASCOM do Cofen. [acesso em: 15/09/2020] disponível em: http://www.cofen.gov.br/cofen-lanca-cartilha-sobre-colocacao-e-retirada-de-epis_78405.html

20. Santana R, Rocha J, Soares P, Sousa J. Os momentos das políticas de saúde no combate ao COVID-19. Escola nacional de saúde publica-Universidade nova Lisboa. Lisboa-Portugal 2020. 1-5

21. Alves JCR , Ferreira MB. Covid-19: reflexão da atuação do enfermeiro no combate ao desconhecido. Enferm. Foco Enferm. Foco 2020; 2020; 11 (1) Especial: 11 (1) Especial: 74-77 74-77.

22. Queiroz AGS, Souza RZ, Sottocornola SF, Barbosa SJ, Pinheiro FA, Souza LP. Diagnósticos de enfermagem segundo a taxonomia da NANDA internacional para sistematização da assistência de enfermagem a COVID-19. J. Health Biol Sci. 2020;8(1):1-6

23. Nascimento KC, Backes DS, Koerich MS, Erdmann AL. Sistematização da assistência de enfermagem: vislumbrando um cuidado interativo, complementar e multiprofissional. Rev Esc Enferm USP 2008; 42(4):643-8.

24. Bitencourt JVOV, Meschia WC, Frizon G, Biffi P, Souza JB, Maestri E. Protagonismo do enfermeiro na estruturação e gestão de uma unidade específica para covid-19. Texto & Contexto Enfermagem 2020, v. 29: e20200213

25. Contreras CCT. A pandemia por COVID-19: uma oportunidade para visibilizar a enfermagem em nível internacional. Rev Gaúcha Enferm. 2020;41:e20200139.

26. Fuly PSC, Leite JL, Lima SBS. uly PSC, Leite JL, Lima SBS. Correntes de pensamento nacionais sobre rentes de pensamento nacionais sobre sistematização da assistência de enfermagem. Escola de Enfermagem Ana Nery. Rio de Janeiro, RJ. 2008. 61(6), 883-887.

27. Conselho federal de enfermagem [base de dados na internet] Distrito Federal DTIC/ASCOM do Cofen. [acesso em: 01/10/2020] disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-3582009_4384.html

28. Horta W. Processo de enfermagem. 16º edição. São Paulo. Editora pedagógica e universitária ltda; 197

29. Bittar DB, Pereira LV, Lemos RCA. Sistematização da assistência de enfermagem ao paciente crítico: proposta de instrumento de coleta de dados. 15( 4 ): 617-628.

30. Dantas TP, Aguiar CAS, Rodrigues VRT, Silva RRG, Silva MIC, Sampaio LRL, et al. Diagnósticos de enfermagem para pacientes com COVID-19. Journal Health NPEPS. 2020 jan-jun; 5(1):396-416.

31. Amante LN, Rossetto AP, Schneider DG. Sistematização da assistência de enfermagem em unidade de terapia intensiva sustentada pela teoria de wanda horta. Rev Esc Enferm USP 2009; 43(1): 54-64.
Publicado
2020-11-10
Como Citar
Oliveira, V. A. de, & Passos, M. A. N. (2020). A IMPORTÂNCIA DOS PROFISSIONAIS ENFERMEIROS NA ASSISTÊNCIA AO COVID-19. Revista JRG De Estudos Acadêmicos , 3(7), 367-378. https://doi.org/10.5281/zenodo.4266404

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##