FATORES DE RISCO DA DEPRESSÃO PÓS-PARTO: REVISÃO INTEGRATIVA

Palavras-chave: Depressão Pós-Parto. Gravidez. Saúde da Mulher.

Resumo

O tema deste capítulo é a influência da atividade física no desenvolvimento de crianças com TEA. Investigou-se o seguinte problema: “Quais as contribuições da atividade física para o desenvolvimento das crianças com TEA?”. Cogitou-se a seguinte hipótese “a atividade física contribui para o desenvolvimento integral da criança com TEA, interferindo não só nos aspectos físicos, mas também nos aspectos cognitivos, afetivos e sociais”. O objetivo geral desse capítulo é “demonstrar a influência da atividade física no desenvolvimento da criança com TEA”. Os objetivos específicos são: “definir o que é o TEA e suas principais características”; “relatar os estudos realizados sobre atividade física em crianças com TEA”; “relacionar a atividade física com o desenvolvimento dos aspectos físicos, cognitivos, afetivos e sociais em crianças com TEA”. Este trabalho é importante para um profissional da saúde devido a necessidade de compreender a interdisciplinaridade nas intervenções em crianças com TEA; para a ciência, é relevante por promover a reflexão acerca dos vários aspectos que compõem o desenvolvimento de crianças com TEA e a necessidade da interlocução entre as diversas áreas de conhecimento e de intervenção, agrega à sociedade pelo fato de trazer à tona a importância da inclusão de crianças com TEA na sociedade por meio de atividades lúdicas e sociais que, naturalmente, fazem parte do universo infantil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa teórica com duração de dois meses.

Biografia do Autor

Evellyn Ribeiro de Souza, FACESA-Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, FACESA, Brasil.

Aluna Bacharel em enfermagem na Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaiso de Goiás, Brasil. Contato: evellyn-ribeiro17@hotmail.com

Darcleane Araújo, FACESA-Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, FACESA, Brasil.

Aluna Bacharel em enfermagem na Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaiso de Goiás, Brasil. Contato: cleia-phb@hotmail.com

http://orcid.org/0000-0003-4734-3257

Sandra Godoi de Passos, FACESA-Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, FACESA, Brasil.

Professora Orientadora Mestre em Gerontologia, especialista em Saúde Pública, contato:sandragodoi@senaaires.com.br

 

Referências

Arrais Alessandra da Rocha, Araujo Tereza Cristina Cavalcanti Ferreira de. Depressão pós-parto: uma revisão sobre fatores de risco e de proteção. Psic., Saúde & Doenças [Internet]. 2017 Dez [citado 2020 Out 25] ; 18( 3 ): 828-845. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862017000300016&lng=pt. http://dx.doi.org/10.15309/17psd180316.
2. Cantilino Amaury, Zambaldi Carla Fonseca, Sougey Everton Botelho, Rennó Jr. Joel. Transtornos psiquiátricos no pós-parto. Rev. psiquiatr. clín. [Internet]. 2010 [citado em 2020 out. ] ; 37( 6 ): 288-294. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832010000600006&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0101-60832010000600006.
3. Ramos, Sofia Helena Amarante da Silva, Furtado, Erikson Felipe. (2007). Depressão puerperal e interação mãe-bebê: um estudo piloto. Psicologia em Pesquisa, 1(1), 20-28. Recuperado em 20 de outubro de 2020, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-12472007000100005&lng=pt&tlng=pt.
4. Camacho Renata Sciorilli, Cantinelli Fábio Scaramboni, Ribeiro Carmen Sylvia, Cantilino Amaury, Gonsales Bárbara Karina, Braguittoni Érika et al . Transtornos psiquiátricos na gestação e no puerpério: classificação, diagnóstico e tratamento. Rev. psiquiatr. clín. [Internet]. 2006 [cited 2020 Oct 25] ; 33( 2 ): 92-102. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832006000200009&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0101-60832006000200009.
5. Campos, Bárbara Camila de, & Rodrigues, Olga Maria Piazentin Rolim. (2015). Depressão pós-parto materna: crenças, práticas de cuidado e estimulação de bebês no primeiro ano de vida. Psico, 46(4), 483-492. https://dx.doi.org/10.15448/1980-8623.2015.4.20802.
6. Fonseca Vera Regina J. R. M., Silva Gabriela Andrade da, Otta Emma. Relação entre depressão pós-parto e disponibilidade emocional materna. Cad. Saúde Pública [Internet]. 2010 Apr [cited 2020 Nov 04] ; 26( 4 ): 738-746. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2010000400016&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2010000400016.
7. Ferreira Cátia, Silva Vanessa, Guerra Cláudia, Silva Ana Isabel, Rosário Rafaela. Depressão pós-parto: deteção precoce e fatores associados. Acta Obstet Ginecol Port [Internet]. 2018 Dez [citado 2020 Out 21] ; 12( 4 ): 262-267. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1646-58302018000400003&lng=pt..

8. Frizzo GB, Piccinini CA. Interação mãe-bebê em contex¬to de depressão materna: aspectos teóricos e empíricos. Psicol. estud. 2005;39(4):47-55.
9. Silva Catarine S., Lima Marilia C., Sequeira-de-Andrade Leopoldina A.S., Oliveira Juliana S., Monteiro Jailma S., Lima Niedja M.S. et al . Associação entre a depressão pós-parto e a prática do aleitamento materno exclusivo nos três primeiros meses de vida,. J. Pediatr. (Rio J.) [Internet]. 2017 Aug [cited 2020 Nov 04] ; 93( 4 ): 356-364. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572017000400356&lng=en. https://doi.org/10.1016/j.jped.2016.08.005.
10. American Psychiatry Association-APA. Diagnostic and statistical of mental manual disorders. Fourth edition. Text revision2014.. Washington-DC: American Psychiatric Association.
11. Kaplan, H.I; Sadock, Benjamin J. Compêndio de Psiquiatria- Ciências do Comportamento e Psiquiatria Clínica. Editora Artes Médicas, Porto Alegre.
12. Camacho Renata Sciorilli, Cantinelli Fábio Scaramboni, Ribeiro Carmen Sylvia, Cantilino Amaury, Gonsales Bárbara Karina, Braguittoni Érika et al . Transtornos psiquiátricos na gestação e no puerpério: classificação, diagnóstico e tratamento. Rev. psiquiatr. clín. [Internet]. 2006 [cited 2020 Oct 25] ; 33( 2 ): 92-102. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-60832006000200009&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0101-60832006000200009.
13. Gomes LA, Torquato VS, Feitoza AR, de Souza AR, da silvaMAM, Pontes RJS. Identificação dos fatores de risco para depressãopós-parto: Importância do diagnóstico precoce. Rev Rene.2010;11:117-123.
14. Ruschi Gustavo Enrico Cabral, Sun Sue Yazaki, Mattar Rosiane, Chambô Filho Antônio, Zandonade Eliana, Lima Valmir José de. Aspectos epidemiológicos da depressão pós-parto em amostra brasileira. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul [Internet]. 2007 Dec [cited 2020 Nov 04] ; 29( 3 ): 274-280. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81082007000300006&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0101-81082007000300006.
15. Zinga Dawn, Phillips Shauna Dae, Born Leslie. Postpartum depression: we know the risks, can it be prevented?. Rev. Bras. Psiquiatr. [Internet]. 2005 Oct [cited 2020 Oct 25] ; 27( Suppl 2 ): s56-s64. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462005000600005&lng=en. https://doi.org/10.1590/S1516-44462005000600005.
16. Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein 2010; 8(Supl. 1):102-106.
17. Roman, A., & Friedlander, M. Revisão integrativa de pesquisa aplicada à enfermagem. Cogitare Enfermagem, 3(2), 1998. doi:http://dx.doi.org/10.5380/ce.v3i2.44358.
18. Costa R, Pacheco A, Figueiredo B. Prevalência e preditores de sintomatologia depressiva após o parto. Arch Psychiatry Clin. 2007;34:157-165.
19. Morais MLS, Fonseca LAM, David VFL, Viegas M, Otta E. Fatores psicossociais e sociodemograficos associados à depressão pós-parto: um estudo em hospitais público e privado da cidade de São Paulo, Brasil. Estud Psicol. 2015; 20 (1): 40-9.
20. Oliveira AP, Martins Silveira IM, Okamoto CT, Reda S. Depressão pós-parto: quais os fatores de risco?. Rev. Femina 2020;48(7): 439-46.
21. Hartmann JM, Mendoza-Sassi RA, Cesar JA. Depressão entre puérperas: prevalência e fatores associados. Cad Saude Publica. 2017;33(9):e00094016.
22. Poles Marcela Muzel, Carvalheira Ana Paula Pinho, Carvalhaes Maria Antonieta de Barros Leite, Parada Cristina Maria Garcia de Lima. Sintomas depressivos maternos no puerpério imediato: fatores associados. Acta paul. enferm. [Internet]. 2018 July [citado 2020 Out 26] ; 31( 4 ): 351-358. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-21002018000400351&lng=en. https://doi.org/10.1590/1982-0194201800050.
23. Aloise, S., Ferreira, A., & Lima, R. (2019). DEPRESSÃO PÓS-PARTO: IDENTIFICAÇÃO DE SINAIS, SINTOMAS E FATORES ASSOCIADOS EM MATERNIDADE DE REFERÊNCIA EM MANAUS. Enfermagem em Foco, 10(3). doi:https://doi.org/10.21675/2357-707X.2019.v10.n3.2455.
24. Fonseca, Vera Regina J. R. M., Silva, Gabriela Andrade da, & Otta, Emma. (2010). Relação entre depressão pós-parto e disponibilidade emocional materna. Cadernos de Saúde Pública, 26(4), 738-746. https://doi.org/10.1590/S0102-311X2010000400016.
25. Silva Catarine S., Lima Marilia C., Sequeira-de-Andrade Leopoldina A.S., Oliveira Juliana S., Monteiro Jailma S., Lima Niedja M.S. et al . Associação entre a depressão pós-parto e a prática do aleitamento materno exclusivo nos três primeiros meses de vida,. J. Pediatr. (Rio J.) [Internet]. 2017 Aug [cited 2020 Nov 04] ; 93( 4 ): 356-364. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572017000400356&lng=en. http://dx.doi.org/10.1016/j.jped.2016.08.005.
26. Melo Synara Barbosa de, Jordão Rhayza Rhavênia Rodrigues, Guimarães Fernanda Jorge, Perrelli Jaqueline Galdino Albuquerque, Cantilino Amaury, Sougey Everton Botelho. Sintomas depressivos em puérperas atendidas em Unidades de Saúde da Família. Rev. Bras. Saude Mater. Infant. [Internet]. 2018 Mar [cited 2020 Oct 27] ; 18( 1 ): 163-169. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292018000100163&lng=en. https://doi.org/10.1590/1806-93042018000100008.
27. Dell’Osbel, R. S., Gregoletto, M. L. O. & Cremonese, C. (2019). Sintomas depressivos em gestantes da atenção básica: prevalência e fatores associados. ABCS Health Sci, 44 (3): 187-194.
Publicado
2020-11-16
Como Citar
Souza, E. R. de, Araújo, D., & Passos, S. G. de. (2020). FATORES DE RISCO DA DEPRESSÃO PÓS-PARTO: REVISÃO INTEGRATIVA. Revista JRG De Estudos Acadêmicos , 3(7), 463-474. https://doi.org/10.5281/zenodo.4275879

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##