REPERCURSSÃO E BENEFICIOS DA MOBILIZAÇÃO PRECOCE EM PACIENTES CRITICOS RESTRITOS AO LEITO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.4568404

Palavras-chave:

Mobilização precoce. Unidade de terapia intensiva. Fisioterapia. Síndrome do imobilismo.

Resumo

A mobilização precoce é um recurso fisioterapêutico que vem sendo aplicado em pacientes internados em UTI devido aos efeitos deletérios provocados pelo período prolongado de imobilização. Investigou-se o seguinte problema “qual a repercussão e os benefícios da mobilização precoce em pacientes críticos restritos ao leito?”. Cogitou-se a hipótese de que a mobilização precoce age sobre os sistemas cardiovascular, respiratório, neurológico e osteomuscular, intensificando a hematose pulmonar, mantendo a força muscular e diminuindo o tempo de internação. O objetivo desse estudo foi identificar os efeitos, benefícios e repercussões da mobilização precoce em pacientes críticos restritos ao leito em UTI. Este estudo justifica-se por buscar evidências científicas acerca das práticas adotadas em UTI e com isso, apontar caminhos para novas pesquisas sobre o tema; agrega à sociedade, pois busca respostas quanto ao tempo de internação e a qualidade de vida de pacientes internados e suas famílias. Trata-se de uma pesquisa qualitativa teórica de três meses de duração.

Biografia do Autor

Amanda Cabral dos Santos, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Goiás, Brasil

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-4487-3386
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Goiás, Brasil
LATTES: http://lattes.cnpq.br/3800336696574536
E-mail: amandacabral@senaaires.com.br

Lucas Ribeiro Moreira dos Santos, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Goiás, Brasil

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3741-7059
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Goiás, Brasil
LATTES: http://lattes.cnpq.br/7108335846100646
E-mail: lucas.nero1902@gmail.com

Sthefany de Sousa Moura Nascimento, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Goiás, Brasil

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-2909-4640
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, Valparaíso de Goiás, Goiás, Brasil
LATTES: http://lattes.cnpq.br/7512445176935937
E-mail: sthefanysmnascimento@gmail.com

Referências

BRAHMBHATT, N.; MURUGAN, R.; MILBRANDT, E.B. Early mobilization improves functional outcomes in criticall yill patients. CritCare.;14(5):321, 2010.

CONCEIÇÃO, T.M.A.D.; GONZÁLES, A.I., FIGUEIREDO, F.C.X.S.; VIEIRA, D.S.R.; BÜNDCHEN, D.C. Critérios de segurança para iniciar a mobilização precoce em unidades de terapia intensiva. Revisão sistemática. Rev.Bras Ter Intensiva. 29 (4): 509-519, 2017. doi: 10.5935 / 0103-507X.20170076

DANTAS, Camila Moura et al., Influencia da mobilização precoce na força muscular periférica e respiratória em pacientes críticos. Rev.Bras Ter Intensiva.. v. 21, n. 2, p. 173-178, 2012.

FELICIANO, Valéria de Araújo et. al. A influência da mobilização precoce no tempo de internamento na Unidade de Terapia Intensiva. ASSOBRAFIR Ciência. Ago;3(2):31-42, 2012.

FERNANDES, F. et al. Atuação fisioterapêutica em imobilismo no leito prolongado. 2013. Disponível em: http://www.revistaintellectus.com.br/DownloadAr tigo.ashx?codigo=309. Acesso em: 11 jun. 2018.

FURTADO, Marcos Vinícius da Conceição et al. Atuação da fisioterapia na UTI. Braz. J. Hea. Rev, Curitiba, v. 3, n. 6, p.16335-16349. nov./dez. 2020.

HOPKINS, Ramina O. et al., Transforming ICU culture to facilitate early mobility. Critical Care Clin. V..23, p. 81-96, 2009.

MIRANDA, F.E.M.H.; DIAS, B.C.A.; MACEDO, L.B.; DIAS, C.M.C.C. Eletroestimulação em doentes críticos: uma revisão sistemática. RevPesqFisioter,. 3(1):79-91, 2013.

MOTA, Caroline Mascarenhas et al. A segurança da mobilização precoce em pacientes críticos. Interfaces Cientificas-Saúde e Ambiente. v. 1, n. 1, p. 83-91, 2012.

PINHEIRO, Alessandra Rigo et al. Fisioterapia motora em pacientes internados na unidade de terapia intensiva: uma revisão sistemática. RevBras Ter Intensiva, v. 24, n. 2, p.188-196, 2012.

PIVA, Taila Cristina, FERRARI, Renata Salatti, SCHAAN, Camila Wohlgemuth. Protocolos de mobilização precoce no paciente crítico pediátrico: revisão sistemática. Rev Bras Ter Intensiva. 31(2):248-257, 2019.

SACHETTI, A.; CARPES, M.F.; DIAS, A.S.; SBRUZZI, G. Safety of neuromuscular electrical stimulation among critically ill patients: systematic review. Rev Bras Ter Intensiva. 30(2):219-225, 2018. doi:10.5935/0103-507X.20180036

SANTOS, J. DA S.; BORGES, A. R. A intervenção da fisioterapia na mobilização precoce em adultos dentro de uma unidade de terapia intensiva - UTI. Scientia Generalis, v. 1, n. 2, p. 11-22, 10 mar. 2020.

SILVA, P. E; ROMANELLI, M.T.C; MARTINS, J.A. Recursos terapêuticos para mobilização do paciente crítico. Programa de atualização em fisioterapia em terapia intensiva adulto PROFISIO. 4(2): 9-41, 2013.

SILVA, Vanessa Salgado; PINTO, Juliana Gonçalves; MARTINEZ, Bruno Prata; CAMELIER, Fernanda Warken Rosa. Mobilização na Unidade de Terapia Intensiva: revisão sistemática. Fisioter Pesq. 21(4):398-404, 2014.

SOARES, Thiago Rios et al. Retirada do leito após a descontinuação da ventilação mecânica: há repercussão na mortalidade e no tempo de permanência na unidade de terapia intensiva? RevBras Ter Intensiva, v. 22, n. 1, p. 27-32, 2010.

TELLEZ, P.A.M., NEEDHAM, M.D. Early physical Rehabilitation in the ICU and ventilator liberation.RespirCare. 57:1663-9, 2012

TIPPING, C.J.; HARROLD, M.; HOLLAND, A.; ROMERO, L.; NISBET, T.; HODGSON, C.L. The effects of active mobilization and rehabilitation in ICU on mortality and function: a systematic review. Intensive Care Med. 43(2):171-83, 2017.

Downloads

Publicado

2021-02-27

Como Citar

Santos, A. C. dos ., Santos, L. R. M. dos ., & Nascimento, . S. de S. M. . (2021). REPERCURSSÃO E BENEFICIOS DA MOBILIZAÇÃO PRECOCE EM PACIENTES CRITICOS RESTRITOS AO LEITO. Revista JRG De Estudos Acadêmicos, 4(8), 59–66. https://doi.org/10.5281/zenodo.4568404

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)