USO ABUSIVO DE PSICOTRÓPICOS POR PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.4627867

Palavras-chave:

Medicamentos. Psicotrópicos. Farmácia. Promoção à Saúde.

Resumo

O consumo de substâncias psicoativas tem se tornado bastante comum entre os profissionais de saúde. Objetivo: Identificar os fatores que favorecem o abuso de substâncias psicoativas por profissionais da saúde. Métodos: Trata-se de revisão integrativa com abordagem de pesquisa qualitativa. Com a temporalidade de 2012 até 2020. Resultados: O processo de compreensão das razões que levam os profissionais a fazerem uso de psicofármacos é complexo e perpassa uma série de fatores da vida do indivíduo. a necessidade de abordar com maior intensidade essa temática, pois as consequências do uso exagerado de psicotrópicos afetam a vida privada dos colaboradores, seu ambiente ocupacional e também coloca em riscos aqueles que estão sob seus cuidados. Conclusão: As principais razões para que os profissionais de saúde utilizem de forma excessiva de substâncias psicóticas, tem relação com os fatores vivenciados por muitos deles, como estresse, vida aflitiva, irritabilidade relacionados ao ambiente laboral e também jornadas de trabalhos longas e exaustivas.

Biografia do Autor

Aldinei Cotrim Caixeta, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-1827-8639
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil
E-mail: neycotrim@hotmail.com

Raiane da Costa Silva, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-3425-3845
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0474084524560630
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil
E-mail: raianedacostasilva83@gmail.com

Clézio Rodrigues de Carvalho Abreu, CTQ -PÓS GRADUAÇÃO, ICTQ, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-1511-6917
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0474084524560630I
CTQ -PÓS GRADUAÇÃO, ICTQ, Brasil
E-mail: clezioabreu@senaaires.com.br

Referências

ANDRADE, G. S. P.; PINTO, K. S.; BARRETO, C. A. Uso de substâncias psicoativas por profissionais da saúde – enfermeiros. Revista Saúde em Foco. n. 11, p. 588-598. 2019;

BEZERRA, C. C. O uso de substâncias psicoativas por profissionais de saúde e a relação com o trabalho. Piauí. v. 13, n. 4, p. 221-231. out-dez. 2013.

CAZAJEIRO, J. M. D. et al. Toxicologia e profissionais da saúde: uso abusivo e depedência. Rev Med Minas Gerais. v. 22, n. 2, p. 153-157. 2012.

COSTA, Amanda Machado. Intervenção na alta prevalência do uso de psicotrópicos pela população adscrita à estratégia de saúde da família (ESF) Barreiro, no Município de Sete Lagoas, MG,

UNODC- ESCRITÓRIO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE DROGAS E CRIME. 2019. Disponível em: ˂https://www.unodc.org/lpo-brazil/pt/frontpage/2019/06/relatrio-mundial-sobre-drogas-2019_-35-milhes-de-pessoas-em-todo-o-mundo-sofrem-de-transtornos-por-uso-de-drogas--enquanto-apenas-1-em-cada-7-pessoas-recebe-tratamento.html˃. Acesso em: 17 de jun. 2020;

FERNANDES, M. A. et al. Uso de substâncias psicoativas por profissionais de saúde: revisão integrativa. Rev. Eletrõnica Saúde Mental Álcool Drog. v. 13, n. 4, p. 221-231. 2017.

JUNQUEIRA, Marcelle Aparecida de Barros et al . Sintomas depressivos e uso de drogas entre profissionais da equipe de enfermagem. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro , v. 22, n. 4, e20180129, 2018 .

MACHADO, Maria Luiza. A dependência química entre os profissionais da saúde: uma revisão integrativa. 2018. 38 folhas. Bacharelado em Enfermagem – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

MACIEL, M. P. G. S. et al. Uso de medicamentos psicoativos entre profissionais da saúde. Rev enferm UFPE online. v. 11, n. 7, p. 2881-2887. 2017;

MINAS, H. O.; RODACOSKI, G. C.; SDOUKOS, S. S. Uso de medicamentos psicoativos pelos profissionais de saúde da atenção básica. R. Saúde Públ. v. 2, n.2, p. 38-46. 2019;

MORAES, D. C.; NETO, H. M. B. O panorama conceitual e histórico do uso de drogas: uma necessária compreensão da autonomia, para além do proibicionismo imediatista. 2014. Disponível em: ˂http://www.publicadireito.com.br/artigos/?cod=7d757465b17e6b28˃. Acesso em: 16 de jun. 2020.

NASÁRIO, Marcela & SILVA, Milena Mery. O consumo excessivo de medicamentos psicotrópicos na atualidade, UNIDAVI, 2016.

RIBEIRO, Ítalo Arão Pereira et al. Consumo de substâncias psicoativas por trabalhadores de saúde. 2019. 109 folhas. Mestrado em Enfermagem. Universidade Federal do Piauí. Teresina. 2019;

SANTOS, L. P.; OLIVEIRA, A. A.; SALVI, J. O. Farmacovigilância de medicamentos psicotrópicos no município do Vale do Paraíso, Rondônia. Revista Científica da Faculdade de Educação e Meio Ambiente. v. 6, n. 2. p. 36-48. 2015;

SCHOLZE, A. Uso de substâncias psicoativas entre trabalhadores da enfermagem. Revista Portuguesa de Enfermagem de Saúde Mental. n. 18, p. 23-30. 2017;

SOUZA, Taciana Santos & CALVETE, Cássio da Silva. História e formação do mercado das drogas. Niterói, 2017. Disponível em: http://www.abphe.org.br/uploads/ABPHE%202017/10%20Hist%C3%B3ria%20e%20forma%C3%A7%C3%A3o%20do%20mercado%20das%20drogas.pdf. Acesso em: 16 de jun. 2020;

JUNQUEIRA, Marcelle Aparecida de Barros et al . Depressive symptoms and drug use among nursing staff professionals. Esc. Anna Nery, Rio de Janeiro , v. 22, n. 4, e20180129, 2018 .

COSTA, Amanda Machado. Intervenção na alta prevalência do uso de psicotrópicos pela população adscrita à estratégia de saúde da família (ESF) Barreiro, no Município de Sete Lagoas, MG.2018.

NASÁRIO, Marcela & SILVA, Milena Mery. O consumo excessivo de medicamentos psicotrópicos na atualidade. UNIDAVI, 2016.

FARIAS, Marina de Souza et al. Uso de psicotrópicos no Brasil: uma revisão da

literatura, Biofarm, Volume 12 – Número 04 – out/dez 2016.

Downloads

Publicado

2021-03-22

Como Citar

Caixeta, A. C. ., Silva, R. da C. ., & Abreu, . C. R. de C. . (2021). USO ABUSIVO DE PSICOTRÓPICOS POR PROFISSIONAIS DA SAÚDE. Revista JRG De Estudos Acadêmicos, 4(8), 188–200. https://doi.org/10.5281/zenodo.4627867