DIFICULDADES COM A AMAMENTAÇÃO DE RECÉM-NASCIDOS PREMATUROS APÓS A ALTA HOSPITALAR: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.4639578

Palavras-chave:

Aleitamento Materno. Recém-Nascido. Prematuro. Alta Hospitalar.

Resumo

Este artigo buscou analisar as causas que dificultam a amamentação dos recém-nascidos prematuros após a alta hospitalar Método: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura realizada nas bases de dados eletrônicas LILACS, SciELO e BDENF no mês de outro de 2020. Como resultado, foram gerados um total de 97 artigos. Após remoção das duplicatas e o emprego dos critérios de inclusão e exclusão, a amostra final foi composta por 7 artigos. Resultados: O aleitamento materno dos recém-nascidos prematuros está diretamente relacionado a fatores positivos e negativos inerentes ao próprio prematuro, à mãe, ao ambiente em que ambos vivem e à possibilidade de acesso à saúde. Os aspectos biopsicossocioculturais influenciam e dificultam o processo de amamentação, mas já o acesso à saúde materno-infantil, desde o pré-natal até após a alta hospitalar foram considerados fatores positivos. Conclusão: Para o sucesso do aleitamento materno são necessárias mudanças na assistência à saúde ofertada ao binômio. Essas mudanças incluem a melhoria na educação à saúde materna, melhor preparo e qualificação dos profissionais de saúde, possibilitando a eficácia do aleitamento materno ainda no período de hospitalização e a continuidade após a alta hospitalar.

Biografia do Autor

Adriana Silva Moraes, Universidade Paulista UNIP, SP, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-9705-5432
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8513449977504145
Universidade Paulista UNIP, SP, Brasil
E-mail: drica6984@gmail.com

Ricardo Saraiva Aguiar, Universidade Católica de Brasília, UCB/DF, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0003-0335-2194
Lattes: http://lattes.cnpq.br/6591268481572440
Universidade Católica de Brasília, UCB/DF, Brasil
E-mail: ricardo.aguiar@docente.unip.br

Referências

Machado MCHS, Silva MRT, Almeida MAM, Carvalhães MABL, Parada CMGL, Tonete VLP. Situação do aleitamento materno no primeiro ano de recém-nascidos prematuros tardios: estudo de coorte. Rev Eletr Enferm [Internet]. 2019 [acesso em 17 Nov 20];21(52382):1-12. Disponível em: http://fi-admin.bvsalud.org/document/view/z9quu

Perissé BT, Perissé L, Braga ES, Marta CB. Dificuldades maternas relatadas acerca da amamentação de recém-nascidos prematuros: revisão integrativa. Nursing (São Paulo) [Internet]. 2019 [acesso em 17 Nov 20];22(257):3239-3248. Disponível em: http://revistanursing.com.br/revistas/257/pg69.pdf

Pereira MCR, Rodrigues BMRD, Pacheco STA, Peres PLP, Rosas AMMTF, Antonio S. O significado da realização da auto-ordenha do leite para as mães dos recém-nascidos prematuros. Rev Gaúcha Enf [Internet]. 2018 [acesso em 18 Nov 20];39:e2017-0245. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttex&pid=S1983-14472018000100443

Neumann CA, Ferreira TK, Cat MNL, Martins M. Aleitamento materno em prematuros: prevalência e fatores associados à interrupção precoce. Jornal Paranaense de Pediatria [Internet]. 2020 [acesso em 17 Nov 20];21(1). Disponível em: http://www.jornaldepediatria.org.br/export-pdf/9/v21n1a05.pdf

Moreira MEL, Lucena SL, Magalhães PSCM, Rocha AD, Costa ACC, Soares FVM. Macronutrientes do leite materno de recém-nascidos de muito baixo peso: análise segundo idade gestacional e variáveis maternas. Rev Paul Pediatr [Internet]. 2020 [acesso em 17 Nov 20];39:e2019097. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rpp/v39/pt_1984-0462-rpp-39-e2019097.pdf

Gomes ALM, Balaminut T, Magesti BN, Querido DL, Scochi CGS, Christoffel MM. Práticas de incentivo e apoio à amamentação de recém-nascidos prematuros na perspectiva da mãe. Rev Advances in Nursing and Health [Internet]. 2019 [acesso em 18 Nov 20];1:98-112. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/anh/article/view/38083

Vasconcelos TC, Barbosa DJ, Gomes MP. Fatores que interferem no aleitamento materno exclusivo durante os primeiros seis meses de vida do bebê. Rev Pró-UniverSUS [Internet]. 2020 [acesso em 18 Nov 20];11(1):80-87. Disponível em: http://editora.universidadedevassouras.edu.br/index.php/RPU/article/view/2208

Santiago LTC, Júnior JDM, Freitas NA, Kurokawa CS, Rugolo LMS. Conteúdo de gordura e energia no colostro: efeito da idade gestacional e do crescimento fetal. Rev Paul Pediatr [Internet]. 2018 [acesso em 18 Nov 20];36(3):286-291. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttex&pid=S0103-05822018000300286

Alves FN, Azevedo VMGO, Moura MR, Ferreira DMLM, Araújo CGA, Rodrigues CM et al. Impacto do método canguru sobre o aleitamento materno de recém-nascidos pré-termo no Brasil: uma revisão integrativa. Rev Ciência & Saúde Coletiva [Internet]. 2018 [acesso em 18 Nov 20];25(11):4509-4520. Disponível em: http://www.scielo.org/article/csc/2020.v25n11/4509-4520/pt/

Pluye P, Hong QN. Combining the power of stories and the power of numbers: mixed methods research and mixed studies reviews. Annu Rev Public Health [internet]. 2014 [acesso em 10 Abr 20];35(1):29-45. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1146/annurev-publhealth-032013-182440

OCEBM Levels of Evidence Working Group. The Oxford 2011 Levels of Evidence [Internet]. Oxford: Oxford Centre for Evidence-Based Medicine; 2011 [acesso em 2019 Set 21]. Disponível em: https://www.cebm.net/2016/05/ocebm-levels-of- evidence/

Braun V, Clarke V. Using thematic analysis in psychology. Qual Res Psychol [Internet]. 2006 [acesso em 10 Abr 20];3(2):77-101. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1191/1478088706qp063oa

Monteiro JRS, Dutra TA, Tenório MCS, Silva DAV, Mello CS, Oliveira ACM. fatores associados à interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo em prematuros. ACM Arq Catarin Med [Internet]. 2020 [acesso em 26 Out 20];49(1):50-65. Disponível em: http://fi-admin.bvsalud.org/document/view/ggsf8

Lima APE, Castral TC, Leal LP, Javorski M, Sette GCS, Scochi CGS et al. Aleitamento materno exclusivo de prematuros e motivos para sua interrupção no primeiro mês pós-alta hospitalar. Rev Gaucha Enferm [Internet]. 2019 [acesso em 26 Out 20];40:e 20180406. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/1983-1447.2019.20180406

Basso CSD, Arroyo MAS, Saes MABF, Beani L, Maia AB, Lourenção LG. Índice de aleitamento materno e atuação fonoaudiológica no Método Canguru. Rev CEFAC [Internet]. 2019 [acesso em 26 Out 20];21(5):e11719. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttex&pid=S1516-18462019000500509

Balaminut T, Sousa MI, Gomes ALM, Christoffel MM, Leite AM, Scochi CGS. Aleitamento materno em prematuros egressos de hospitais amigos da criança do sudeste brasileiro. Rev Eletr Enf [Internet]. 2018 [acesso em 26 Out 20];20:v20a22. Disponível em: http://fi-admin.bvsalud.org/documente/view/bjm9v

Monteiro ATA, Rossetto EG, Pereira KO, Lakoski MC, Birolim MM, Scochi CGS. Aleitamento materno exclusivo em prematuros de hospitais Amigo da Criança: estudo comparativo. Online Brazilian Journal of Nursing [Internet]. 2017 [acesso em 26 Out 20]; Disponível em: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/5627/html_2

Walty CMRF, Duarte ED. O aleitamento materno de recém-nascidos prematuros após a alta hospitalar. Rev Enf Cent-Oeste Min [Internet]. 2017 [acesso em 26 Out 20];7:e1689. Disponível em: http://seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/1689/1782

Méio MDBB, Villela LD, Júnior SCSG, Tovar CM, Moreira MEL. Amamentação em lactentes nascidos pré-termo após alta hospitalar: acompanhamento durante o primeiro ano de vida. Rev Ciência e Saúde Coletiva [Internet]. 2016 [acesso em 26 Out 20];23(7):2403-2412. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci-_arttex&pid=S1413-81232018000702403

Downloads

Publicado

2021-03-26

Como Citar

Moraes, A. S. ., & Aguiar, R. S. . (2021). DIFICULDADES COM A AMAMENTAÇÃO DE RECÉM-NASCIDOS PREMATUROS APÓS A ALTA HOSPITALAR: UMA REVISÃO INTEGRATIVA. Revista JRG De Estudos Acadêmicos, 4(8), 253–263. https://doi.org/10.5281/zenodo.4639578