FARMÁCIA HOSPITALAR E O PAPEL DO FARMACÊUTICO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.4641016

Palavras-chave:

Farmácia Hospitalar. Assistência Farmacêutica. Farmacêutico.

Resumo

O hospital é parte integrante do sistema de saúde com a função de distribuir à sociedade uma completa e sistemática assistência à saúde seja no âmbito curativo ou preventivo, com ações preventivas e de cura. Dentro do ambiente hospitalar a unidade clinica que cuida da assistência técnica, administrativa e contábil é denominada farmácia hospitalar e é administrada por profissional farmacêutico. Sua finalidade dentro da unidade é atender toda a comunidade hospitalar no que diz respeito aos insumos farmacêuticos e sua relação com as atividades hospitalares. Trata-se de um órgão assistencial, técnico-científico e administrativo responsável por todas as etapas do ciclo farmacêutico dentro do hospital. O presente estudo teve como objetivo: descrever a importância do farmacêutico no desenvolvimento das atividades da farmácia hospitalar. A metodologia: realizou-se uma pesquisa bibliográfica de abordagem qualitativa realizada através da leitura de artigos produzidos nas bases de dados eletrônicas Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Electronic Library Online (SCIELO), US National Library of Medicine National Institutes of Health (PUBMED), National Library of Medicine dos EUA (MEDLINE) entre os anos de 2012 e 2018. Os resultados apontam que as atividades da farmácia hospitalar exercem impacto relevante nas ações desempenhadas dentro do hospital e na assistência farmacêutica hospitalar. Conclui-se: ainda que quando realizadas de forma adequada, essas ações contribuem para o alcance dos objetivos da instituição ajudando no uso racional do medicamento e melhoria da qualidade de vida do paciente.

Biografia do Autor

Elainy Lopes de Melo, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0001-9963-3956
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil
E-mail: elainymello17@hotmail.com

Luana de Souza Oliveira, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-2457-4389
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil
E-mail: idsoliveira93@gmail.com

Referências

ALBUQUERQUE, JD, Costa MB, Salazar PEL. Avaliação da Qualidade do Gerenciamento Hospitalar na Percepção dos Profissionais. Revista Brasileira de Ciências da Saúde, 2012;16(2):205-212.

ALVES, NDC, Santos TC dos, Rodrigues CR, Castro HC, 1. Areda CA; Bonizio RC; Freitas O. Pharmacoeconomy: an indispensable tool for the rationalization of health costs. Braz J Pharm Sci 2011; p. 231-240.

ANDERSON, SL, Marrs JC, Vande Griend JP, Hanratty R. Implementation of a Clinical Pharmacy Specialist-Managed Telephonic Hospital Discharge Follow-Up Program in a Patient-Centered Medical Home. Popul Health Manag. 2019;( 28).

ANDREOLI, GLM, Dias CN. Planejamento e Gestão Logística de Medicamentos em uma Central de Abastecimento Farmacêutico Hospitalar. RAHIS, 2015;12(4)

BISCAHYNO, FB, Limberger JB. Ciclo da assistência farmacêutica e a atuação do farmacêutico em unidades básicas de saúde de Santa Maria-RS. Infarma- Ciências Farmacêuticas, 2013; p.43-50.

BISSON, MP. Uma visão sobre a mudança de foco da farmácia Hospitalar brasileira. Rev Bras Farm Hosp Serv Saúde. São Paulo, 2012; p. 60.

BLENKINSOPP, A, Bond C, Raynor DK. Medication reviews. Br J Clin Pharmacol. 2012; 74, 573-80.

BRANDÃO, CMR; Machado GPM; Acurcio FA. Análise farmacoeconômica das estratégias de tratamento da osteoporoseem mulheres pós-menopausa: uma revisão sistemática. Rev Bras Reumatol 2019; p. 912-937.

______. CMR, Júnior AAG, Cherchiglia ML, Andrade EIG, Almeida AM, Silva GD, Acurcio F. Gastos do Ministério da Saúde do Brasil com medicamentos de alto custo: uma análise centrada no paciente. Value in Health, 2011;71-S77.

BRASIL. Conselho Federal de Farmácia. Gestão de compras em farmácia hospital. Disponível em: <http://www.cff.org.br/sistemas/geral/revista/pdf/137/encarte_farmAcia_hospitalar_ 85.pdf>. Acesso em: 10 nov. 2020.

CAVALCANTI, ACF, Martens CDP, Biancolino CA. Análise da gestão da qualidade nas aquisições de produtos e serviços de saúde de um hospital público de São Paulo. RAHIS, 2014;11(4).

CORAD, AEP. A importância do farmacêutico no ciclo da Assistência Farmacêutica. Arquivos Brasileiros de Ciências da Saúde, 2012; 37(2):62-4.

DINIZ, D, Medeiros M, Schwartz IVD. Consequências da judicialização das políticas de saúde: custos de medicamentos para as mucopolissacaridoses. Cadernos de Saúde Pública, 2012 ; p. 479-489.

FERREIRA, NJM. Esquema sobre o ciclo da assistência farmacêutica. Acervo de Recursos Educacionais em Saúde. Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), 2015. p. 33.

LUPATINI, E, Munck AKR, Vieira RDCPA. Percepções dos pacientes de um hospital de ensino quanto à farmacoterapia e à orientação farmacêutica na alta. Rev. Bras. Farm. Hosp. Serv. Saúde. São Paulo, 2014; p.28-33.

MARGARINOS, Torres; R, PEPE VLE, Osorio-de-Castro CGS. Estruturação da assistência farmacêutica: plano de ação para a seleção de medicamentos essenciais. Cadernos de Saúde Coletiva, 2018; :188-196.

MERISIO, A, Kleba ME, Silva NC, Kovaleski DF. A aquisição de medicamentos para o Sistema Único de Saúde em municípios de pequeno porte do Estado de Santa Catarina. Rev. Bras. Farm, 2012; p. 173-178.

MOURA L, Silva RF, Filgueiras BAG, Correia JM. Análise e intervenção na gestão do fluxo de informações de uma cadeia de suprimentos hospitalares. Sistemas & Gestão, 2013:, p.446-430.

NASCIMENTO, A, Almeida RMVR, Castilho SR, Infantosi AFC. Análise de correspondência múltipla na avaliação de serviços de farmácia hospitalar no Brasil. Cad. Saúde Pública, 2013.

PACEISER, PB, Resta DG. Farmacoenomomia: uma ferramenta para a gestão dos gastos com medicamentos em hospitais públicos. Infarma, 2014; 26(4).

PAIM J, Travassos C, Almeida C, Bahia L, Macinko J. Saúde no Brasil 1 O sistema de saúde brasileiro: história, avanços e desafios. Veja, 2012; p. 123.

OMS. Organização Mundial de Saúde. Hospitais. Disponível em: <http://www.who.int/hospitals/en/>. Acesso em: 22 out. 2020.

PELENTIR, M, Deuschle VCKN, Deuschle RAN. Importância da assistência e atenção farmacêutica no ambiente hospitalar. Ciência&tecnologia-Revista do Centro de Ciências da Saúde e Agrárias da UNICRUZ, 2015;1(1):20-28.

PINTO, IVL, Castro MDS, Reis AMM. Descrição da atuação do farmacêutico em equipe multiprofissional com ênfase no cuidado ao idoso hospitalizado. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 2013;16(4):747-458.

REIS, WCT, Scopel CT, Correr CJ, Andrzejevski VMS. Análise das intervenções de farmacêuticos clínicos em um hospital de ensino terciário do Brasil. Einstein, 2013; p.190-196.

SANTOS, EC, FERREIRA, MAF. A indústria farmacêutica e a introdução de medicamentos genéricos no mercado brasileiro. Nexos Econômicos – CME- UFBA. 2018.

SILVA, LC; Cardoso CAR. A importância da qualidade na farmácia hospitalar e seu papel no processo de acreditação hospitalar. Revista Científica UMC, 2016; p. 43.

SILVA, DD, Prando LE. As dificuldades do profissional farmacêutico para implantação da atenção farmacêutica e da farmacovigilância nas farmácias hospitalares e comunitárias. Infarma-Ciências Farmacêuticas, 2013;16(11/12).

SOUZA AA, Pereira ACC, Xavier AG, Xavier DO, Mendes ES. Logística hospitalar: um estudo de caso diagnóstico das dificuldades na gestão logística do setor de engenharia clínica. REA-Revista Eletrônica de Administração, 2013; p. 11-14.

SOUZA, ECC, Bueno AAB, Fassarella CS. Segurança do paciente no ambiente hospitalar: os avanços na prevenção de eventos adversos no sistema de medicação. Revista Rede de Cuidados em Saúde, 2013;7(1).

Downloads

Publicado

2021-03-26

Como Citar

Melo, E. L. de ., & Oliveira, L. de S. . (2021). FARMÁCIA HOSPITALAR E O PAPEL DO FARMACÊUTICO NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA. Revista JRG De Estudos Acadêmicos, 4(8), 287–299. https://doi.org/10.5281/zenodo.4641016