MEDICAMENTOS OFF LABEL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.4641121

Palavras-chave:

Off label. Farmacêutico. Medicamento. Bula

Resumo

Introdução: O uso de medicamentos off-label é comum em populações especiais, como crianças e mulheres grávidas, pois os ensaios clínicos geralmente não são realizados nessas populações. Esse tema está cada vez mais no contexto da saúde pública, especialmente quando se refere a discussão sobre o uso racional de medicamentos, envolvendo a segurança consumidores e as prescrições dos medicamentos off-label que tem sido em grande escala no país. Objetivos: analisar o papel do farmacêutico diante do consumo de medicamentos off-label. Buscou-se também analisar os principais riscos à saúde do paciente associados ao uso de medicamentos prescritos off-label.Métodos: Trata-se de revisão integrativa com abordagem de pesquisa qualitativa. A busca de artigos foi realizada na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE). Resultados: A segurança do medicamento é um processo contínuo que começa antes de ser administrado a humanos e se estende por todo o ciclo de vida do medicamento. Conclusão: Existem riscos potencializados no uso de medicamentos off-label, devido à falta de informações conclusivas sobre os agentes e fármacos inseridos no medicamento. O farmacêutico pode ponderar riscos e benefícios quando se opta pela prescrição off label.

Biografia do Autor

Maria Eduarda Holanda Silva, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, FACESA, GO, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0003-4884-2859
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, FACESA, GO, Brasil
E-mail: duda_holanda_2@hotmail.com

Clézio Rodrigues de Carvalho Abreu, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, FACESA, GO, Brasil

Orcid: https://orcid.org/0000-0002-1511-6917
Lattes: http://lattes.cnpq.br/0474084524560630
Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, FACESA, GO, Brasil
E-mail: clezioabreu@senaaires.com.br

Referências

Carvalho ML. Desafios no uso de medicamentos fora da etiqueta. Rev. paul. pediatr. [Internet]. Mar de 2016 [citado 2020 08 de junho]; 34 (1): 1-2. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-05822016000100001&lng=en. https://doi.org/10.1016/j.rppede.2015.12.007 .

Amaral DR, Rossi MB, Lopes CT e Lopes JL. Intervenções não farmacológicas para melhorar a qualidade de vida na insuficiência cardíaca: uma revisão integrativa. Rev. Bras. Enferm. [Internet]. 2017 fev [citado 2020 08 de junho]; 70 (1): 198-209. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672017000100198&lng=en. https://doi.org/10.1590/0034-7167-2016-0112 .

Ramos, KA. O uso off label de medicamentos e a busca por evidências orientadoras de conduta: uma abordagem necessária, [dissertação], UFMG, 2011.

Pereira MSP & Rau C. A prática off label e os riscos associados à terapia medicamentosa sem orientação médica, IFAR/PUC-GO, 2013.

Paula CS et al. Centro de informações sobre medicamentos e o uso off label, Rev. Bras. Farm., 91(1):3-8,2010.

Nobre PFS. Prescrição Off-Label no Brasil e nos EUA: aspectos legais e paradoxos, Nobre PFS, Ciência & Saúde Coletiva, 18(3):847-854, 2013.

Cardoso LAG. Uso Off-Label de Medicamentos Universidade Fernando Pessoa Porto, 2014.

Loureiro CV et al. Uso de medicamentos off-label ou não licenciados para pediatria em hospital público brasileiro, Rev. Bras. Farm. Hosp. Serv. Saúde São Paulo v.4 n.1 17-21 jan./mar. 2013.

Silveira MC. O uso Off Label de Medicamentos no Brasil, [dissertação], FIOCRUZ, 2019, 196p.

Silva PC, Gomes MO, Dallarmi MM. Medicamento e o uso off label. Visão Acadêmica, Curitiba, v.12, n.2, Jul. - Dez./2011 - ISSN 1518-5192.

Neto DC et.al. O Uso Off Label de Psicotrópicos no Tratamento da Obesidade. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 02, Ed. 01, Vol. 16. pp 308-320, Março de 2017. ISSN:2448-0959

. Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) nº 47, de 08 de setembro de 2009. Estabelece regras para elaboração, harmonização, atualização, publicação e disponibilização de bulas de medicamentos para pacientes e para profi ssionais de saúde. Diário Ofi cial da União, Brasília, DF, 09 set. 2009.

. Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Relatório estatístico do Sistema Nacional Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC) apontando o uso abusivo de determinados medicamentos no Brasil. 2009. www.anvisa.gov.br/sngpc/relatorio_2009.pdf.

Ferreira LA, Ibiapina CC, Machado MGP, Fagundes EDT. A alta prevalência de prescrições de medicamentos off-label e não licenciados em unidade de terapia intensiva pediátrica brasileira. Rev. Assoc. Med. Bras. [Internet]. 2012 Feb [cited 2020 June 08] ; 58( 1 ): 82-87. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302012000100019&lng=en. https://doi.org/10.1590/S0104-42302012000100019.

Gonçalves MG, Heineck I. Frequência de prescrições de medicamentos off label e não licenciados para pediatria na atenção primária à saúde em município do sul do Brasil. Rev. paul. pediatr. [Internet]. 2016 Mar [citado 2020 Jun 08] ; 34( 1 ): 11-17. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-05822016000100011&lng=pt. https://doi.org/10.1016/j.rppede.2015.06.023.

Ministério da Saúde. Uso off label: erro ou necessidade? Rev. Saúde Pública [Internet]. 2012 Apr; 46 (2): 395-397.

ANTÔNIO, NCL. O uso Off Label de medicamentos: as fronteiras entre os benefícios e riscos dessa prática clínica. 2017. 47 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Farmácia, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2017.

Esher A, Coutinho T. Uso racional de medicamentos, farmaceuticalização e usos do metilfenidato. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2017 Ago; 22( 8 ): 2571-2580. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017002802571&lng=pt. https://doi.org/10.1590/1413-81232017228.08622017.

Diel, JAC et al. Uso off-label de medicamentos segundo a idade em crianças brasileiras: um estudo populacional. Revista Brasileira de Epidemiologia. v. 23, e200030. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/1980-549720200030>. ISSN 1980-5497. https://doi.org/10.1590/1980-549720200030.

Downloads

Publicado

2021-03-26

Como Citar

Silva, M. E. H. ., & Abreu, C. R. de C. . (2021). MEDICAMENTOS OFF LABEL. Revista JRG De Estudos Acadêmicos, 4(8), 300–308. https://doi.org/10.5281/zenodo.4641121

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>