Percepção da enfermagem sobre a humanização no cuidado ao paciente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.7097525

Palavras-chave:

Humanização. Enfermagem. Estudantes de Enfermagem. Cuidados ao paciente.

Resumo

O processo de humanização considera uma mudança na cultura da atenção dos usuários e na gestão dos processos de trabalho. Ou seja, a humanização é um processo que, além de promover o cuidado humanitário com a saúde, também visa a busca por conforto físico, emocional, psíquico e espiritual dos pacientes, familiares e equipe profissional. O principal instrumento de humanização da saúde no Brasil vem da Política Nacional de Humanização, implantada pelo Ministério da Saúde em 2003. Assim, este estudo tem o intuito de investigar o conhecimento de profissionais e estudantes de enfermagem acerca desta política e o real entendimento da humanização no atendimento ao paciente. O estudo foi desenhado como uma Revisão de Literatura baseada em artigos científicos publicados nos últimos dez anos em bases de dados gratuitas disponíveis na internet. A Humanização é extremamente necessária para os profissionais da Enfermagem, tanto os graduados quanto os estudantes, pois é fundamental a associação de competências científicas e técnicas a uma norma moral que considere e obedeça às necessidades do usuário e do profissional, respeitando assim, os limites de ambos em qualquer situação que requeira e produza atos de saúde. Neste contexto, se faz necessária uma nova forma de instruir os atuantes da área e futuros profissionais. É preciso mostrar a importância de uma reflexão e de um pensamento crítico ao se prestar uma assistência ao paciente, utilizando, ainda, a Humanização como modo de promoção, cuidado e preservação da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daielle Cristina Rodrigues Sousa Silva, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

mceclip0.png https://orcid.org/0000-0003-2258-6842
mceclip1.png http://lattes.cnpq.br/3005159174611713
E-mail: daiellesousaenfer@gmail.com

Tafnys Lorrany de Souza da Costa, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

mceclip2.png https://orcid.org/0000-0002-9549-6015
mceclip3.png https://lattes.cnpq.br/7965123743133617
E-mail: tafnys08@gmail.com

Maria Salete Vaceli Quintilio, Faculdade de Ciências e Educação Sena Aires, GO, Brasil

Possui graduação Física, Licenciatura e Bacharelado, pela Universidade Estadual de Londrina (1989), mestrado em Ciências, área de concentração Astronomia, pela Universidade de São Paulo (1992) e doutorado em Ciências, área de concentração Astronomia, pela Universidade de São Paulo (1998). Tem formação complementar em EaD. Tem experiência no Magistério Superior em cursos de Licenciatura e de Fonoaudiologia. Atua também em Educação a Distância através de disciplinas híbridas utilizando a plataforma Moodle e cursos de aperfeiçoamento. Pesquisadora e orientadora, com ênfase em Ensino de Física, Ruído e Astronomia.

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. [livro online]. Brasília: MS; 2003. [acesso em 13 de jan 2021]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/humanizaSus.pdf

Morschel A, Barros MEB. Processos de trabalho na saúde pública: humanização e efetivação do Sistema Único de Saúde [revista em Internet] 2014. [acesso 13 de janeiro de 2021]; 23(3). Disponível em: https://www.scielosp.org/article/sausoc/2014.v23n3/928-941/#

Braz MG. A Humanização enquanto componente da formação em saúde: a visão de discentes de graduação. Dissertação (Mestrado em Ensino na Saúde). Maceió: Universidade Federal de Alagoas; 2017.

Freitas FDS, Ferreira MA. Saberes de estudantes de enfermagem sobre a humanização [revista em Internet] 2016. [acesso 13 de janeiro de 2021]; 69(2). Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-71672016000200282&script=sci_arttext&tlng=pt

Brasil. Portaria n. 881, de 19 de junho de 2001. Cria no Ministério da Saúde e Secretaria de Assistência à Saúde, o Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar. Ministério da Saúde. 19 jun 2001.

Chernicharo IM, Silva FD, Ferreira MA. Caracterização do termo humanização na assistência por profissionais de enfermagem [revista em Internet] 2014. [acesso 13 de janeiro de 2021]; 18(1). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-81452014000100156&script=sci_arttext

Rios IC, Battistella LR. Gestão da humanização das práticas de saúde: o caso do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo [revista em Internet] 2013. [acesso 13 de janeiro de 2021]; 22(3). Disponível em: https://www.scielosp.org/article/sausoc/2013.v22n3/853-865/

Almeida DV. O ensino da humanização nos currículos de graduação em enfermagem. Dissertação de Mestrado. São Paulo: Universidade de São Paulo USP, 2009.

Leite MAR. Significado de humanização da assistência para os profissionais de saúde que atendem na sala de emergência de um pronto-socorro. Tese de Doutorado. Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais UFMG, 2010.

Brasil. Lei n. 8.080, de 19 de setembro de 1990. Cria no Sistema Único de Saúde, a Lei Orgânica da Saúde. Diário Oficial da União. 19 set 1990.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria-Executiva. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. [livro online]. Brasília: MS; 2004. [acesso em 13 de jan 2021]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/humanizasus_2004.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar. [livro online]. Brasília: MS; 2001. [acesso em 13 de jan 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pnhah01.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Humanização. [livro online]. Brasília: MS; 2013. [acesso em 20 de jan 2021]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_humanizacao_pnh_folheto.pdf

Brasil. Parecer n. 1.133/2001, de 07 agosto de 2001. Cria no Ministério da Educação, as Diretrizes Curriculares Nacionais do Cursos de Graduação em Enfermagem, Medicina e Nutrição. Diário Oficial da União. 03 out 2001.

Gonze GG, Silva GA. A integralidade na formação dos profissionais de saúde: tecendo valores [revista em Internet] 2011. [acesso 20 de janeiro de 2021]; 21(1). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-73312011000100008&script=sci_arttext&tlng=pt

Gelman EA, Reis KC, Matos RL, Dahia SNO. Educação na saúde e autogestão de coletivos: da incerteza da prática a autoanálise do trabalho em saúde [revista em Internet] 2009. [acesso 20 de janeiro de 2021]; 33(1). Disponível em: https://rbsp.sesab.ba.gov.br/index.php/rbsp/article/view/191/pdf_8

Casate JC, Corrêa AK. A humanização do cuidado na formação dos profissionais de saúde nos cursos de graduação [revista em Internet] 2012. [acesso 20 de janeiro de 2021]; 46(1). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0080-62342012000100029&script=sci_arttext&tlng=pt

Santos BM. A percepção do discente de enfermagem sobre a humanização: um estudo fenomenológico em Merleau-Ponty. Dissertação de Mestrado. Niterói: Universidade Federal Fluminense; 2018.

Peres EC, Barbosa IA, Silva MJP. Cuidado humanizado: o agir com respeito na concepção de aprimorandos de enfermagem [revista em Internet] 2011. [acesso 1 de fevereiro de 2021]; 24(3). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002011000300005&script=sci_arttext

Amestoy SC, Schwartz E, Thofehrn MB. A humanização do trabalho para os profissionais de enfermagem [revista em Internet] 2006. [acesso 1 de fevereiro de 2021]; 19(4). Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002006000400013&script=sci_arttext

Fontana RT. Humanização no Processo de Trabalho em Enfermagem: uma reflexão. [revista em Internet] 2010. [acesso 1 de fevereiro de 2021]; 11(1). Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=324027969019

Beck CLC, Lisbôa RL, Tavares JP, Silva RM, Prestes FC. Humanização da assistência de enfermagem: percepção de enfermeiros nos serviços de saúde de um município [revista em Internet] 2009. [acesso 1 de fevereiro de 2021]; 30(1). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/5102/65

Duarte MLC, Noro A. Humanização: uma leitura a partir da compreensão dos profissionais da enfermagem [revista em Internet] 2010. [acesso 1 de fevereiro de 2021]; 31(4). Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472010000400011&tlng=pt

Sprandel LIS, Vaghetti HH. Valorização e motivação de enfermeiros na perspectiva da humanização do trabalho nos hospitais [revista em Internet] 2012. [acesso 15 março de 2021]; 14(4). Disponível em: http://deploy.extras.ufg.br/projetos/fen_revista/v14/n4/pdf/v14n4a07.pdf

Collet N, Rozendo CA. Humanização e trabalho na enfermagem [revista em Internet] 2003. [acesso 15 de março de 2021]; 56(2). Disponível em:https://www.scielo.br/scielo.php?pid=%22S0034-71672003000200016%22&script=sci_arttext

Avila LI, Silveira RS, Figueiredo PP, Mancia JR, Gonçalves NGC, Barlem JGT. Construção moral do estudante de graduação em enfermagem como fomento da humanização do cuidado [revista em Internet] 2018. [acesso 15 de março de 2021]; 27(3). Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-07072018000300315&script=sci_arttext&tlng=pt

Lima, J. O. R., Munari, D. B., Cardozo, E. E., & Souza, J. C. (2007). Aprendendo o cuidado humanizado: a perspectiva do graduando de enfermagem. Ciência, Cuidado e Saúde, 6(1), 11-11. [acesso 15 de março de 2021]; Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/4960.

Downloads

Publicado

2022-09-20

ARK