Impacto da cobertura vacinal sobre número de casos, hospitalização e óbitos por coqueluche

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8007344

Palavras-chave:

Coqueluche, Vacinação, Óbito, Hospitalização

Resumo

Introdução: A coqueluche é uma doença infecciosa aguda, de alta transmissibilidade e distribuição universal, que tem como agente etiológico a Bordatella pertussis. Ela compromete especificamente o aparelho respiratório e se caracteriza por paroxismos de tosse seca. Objetivo geral: Analisar o impacto da cobertura vacinal sobre as hospitalização e óbitos por coqueluche. Metodologia:estudo descritivo, transversal, quantitativo sobre o impacto da cobertura vacinal nas hospitalizações e óbitos por coqueluche em Alagoas.Resultados e discussão: Entre 2014 e 2022, foram registrados 723 casos de coqueluche no estado de Alagoas. 52,84% foram no sexo feminino e 47,16% foram no sexo masculino. O número de casos em menores de um ano, foi predominante. Em 2018 houve a maior cobertura com a vacina pentavalente, enquanto 2020 atingiu a menor cobertura. No período estudado foram registradas 269 internações por coqueluche. Dessas internações, 82,59% foram de crianças menores de um ano. Em 2014, houve o maior índice de mortalidade comparado aos anos posteriores. Conclusão: Com base nos dados obtidos, conclui-se que o fator principal para a incidência, hospitalização e óbitos pela coqueluche é o esquema vacinal incompleto e a perda da imunidade adquirida decorrente da baixa cobertura vacinal. Para o enfrentamento dessa realidade, propõe-se criar estratégias para aumentar a taxa de imunização nas crianças e gestantes a fim de evitar uma reemergência da coqueluche no grupo mais vulnerável.

Palavras-chave:Coqueluche. Vacinação. Óbito. Hospitalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Fernanda Cavalcanti de Almeida Araújo, Centro Universitário Cesmac

Lattes

Graduanda em Enfermagem pelo Centro Universitário CESMAC.

Thamires Felix Rodrigues, Centro Universitário Cesmac

Lattes

Graduanda em Enfermagem pelo Centro Universitário CESMAC.

Rosa Caroline Mata Verçosa de Freitas, Centro Universitário Cesmac

Lattes

Possui graduação em Enfermagem pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Mestra em Ensino na Saúde pelo Programa de Pós-graduação da Faculdade de Medicina da UFAL. Especialista em Infectologia pelo Programa de Residência em Enfermagem da Universidade de Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Especialista em Gestão em Saúde Pública pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da UFAL. Especialista em Enfermagem do Trabalho pela Faculdade Estácio de Alagoas. Foi Membro do Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade Estácio de Alagoas. Atualmente, professora titular do Centro Universitário CESMAC e Enfermeira do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE/AL).

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Banco de dados do Sistema Único de Saúde – DATASUS, 2022.Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/coqueal.def. Acesso em: 17 out. 2022.

BRASIL. Ministério da saúde.Calendário nacional de vacinação. Brasilia, 2022. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/c/calendario-nacional-de-vacinacao/calendario-vacinal-2022/anexo-calendario-de-vacinacao-da-crianca_atualizado_-final-20-09-2022.pdf. Acesso em: 17 out. 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Guia de vigilância epidemiológica. 7. ed. Brasília, 2009. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_vigilancia_epidemiologica_7ed.pdf. Acesso em: 17 mar. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Situação epidemiológica da coqueluche. Brasília, 2015. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/c/coqueluche/arquivos/boletim-epidemiologico-da-coqueluche-brasil-2015.pdf. Acesso em: 17 out. 2022.

CHADI, Paula Fernandes. Vacina dTpa em gestantes na redução da coqueluche na criança. 2018. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/153105/chadi_pf_dr_bot.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em 19 mai. 2023.

CORREIA, Carolina Argondizo. Influência da vacinação com dTpa em gestantes no perfil da resposta imunológica contra a Bordetella pertussis na criança. 2018. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/153105/chadi_pf_dr_bot.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em 19 mai. 2023.

DOS SANTOS ALVES, Sosthenes et al. Assistência de enfermagem frente a pacientes com coqueluche abordados na ESF. Campina Grande: Realize Editora, 2017. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/editora/anais/congrefip/2017/TRABALHO_EV069_MD1_SA1_ID120_03042017151238.pdf.Acesso em: 17 out. 2022.

BRASIL. Guia de Vigilância em Saúde [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Articulação Estratégica de Vigilância em Saúde. – 5. ed. – Brasília : Ministério da Saúde, 2021. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_vigilancia_saude_5ed_rev_atual.pdf. Acesso em 17 out. 2022.

LEITE, Iasmin Soares et al. A evolução das coberturas vacinais brasileiras e os impactos provocados pela pandemia de Covid-19 nas metas de imunização. Research, Society and Development, v. 11, n. 11, p. e205111133041-e205111133041, 2022. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/33041/28349. Acesso em 19 mai. 2022.

MACHADO, Márcia Borges; PASSOS, Saulo Duarte. Coqueluche grave na infância: atualização e controvérsias-revisão sistemática. Revista Paulista de Pediatria, v. 37, p. 351-362, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rpp/a/HZFsk35CqQ8qs7CmmFjFhPs/abstract/?lang=ptAcesso em 11 mar. 2023.

Motta, Fabrizio, and Juarez Cunha. "Coqueluche: revisão atual de uma antiga doença." BolCientPediatr 1.2, 2012: 42-6. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/6424044/mod_resource/content/1/Coqueluche.pdf. Acesso em 17 out. 2022.

NOGUEIRA, Karla Regina Celestino. Perfil epidemiológico dos atendimentos dos casos suspeitos de coqueluche em um hospital particular de Maceió no período de 2013 a 2017. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, v. 9, n. 4, p. 287-291, 2019. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/5704/570464292006/570464292006.pdf. Acesso em 11 mar. 2023.

OGUSUKU, Caroline Suemi et al. Coqueluche na infância: revisão integrativa da doença. Rev. epidemiol. controle infecç, p. 1-19, 2020. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/view/14291. Acesso em 19 mai. 2023

ROUSSENQ, Yves Gabriel Souza. Panorama de coqueluche e sua relação com a cobertura vacinal no estado de Santa Catarina no período de 2013 a 2017. Medicina-Tubarão, 2019. Disponível em: https://repositorio.animaeducacao.com.br/bitstream/ANIMA/9561/1/tcc%20yves%20imprimir%202.0%20final.pdf.Acesso em: 06 mai. 2023.

SILVA, Eliana Fonseca Souza da. Perfil epidemiológico da Coqueluche no Estado da Bahia no período de 2002 a 2012,2014.Disponível em: https://docs.bvsalud.org/biblioref/2021/02/1147002/tcc-perfil-epidemiologico-eliana-fonseca-souza-da-silva.pdf. Acesso em: 06 mai. 2023.

Silva, FS et al. Incompletude vacinal infantil de vacinas novas e antigas e fatores associados: coorte de nascimento BRISA, São Luís, Maranhão, Nordeste do Brasil. Cad. Saúde Pública – online, v. 34, n. 3, p. e00041717, 2018. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/csp/2018.v34n3/e00041717/pt/. Acesso em: 11 mar. 2023.

SILVA, Lucas Mike Naves et al. O atual e preocupante perfil epidemiológico da coqueluche no Brasil-The currentandworrisomeepidemiologyofpertussis in Brazil. Revista Educação em Saúde, v. 5, n. 1, p. 21-27, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/csp/a/GLVbH3X63ZDb7p6Gs7Qw4qz/abstract/?lang=pt. Acesso em: 11 mar. 2023.

VERÇOSA, Rosa Caroline Mata; PEREIRA, Thalita da Silva. Impacto da vacinação contra pertussis sobre os casos de coqueluche. Rev. enferm. UFPE on line, p. 3410-3418, 2017. Disponível em:https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/110240/22174. Acesso em: 17 mar. 2023.

Downloads

Publicado

2023-06-05

Como Citar

ARAÚJO, M. F. C. de A.; RODRIGUES, T. F.; DE FREITAS, R. C. M. V. Impacto da cobertura vacinal sobre número de casos, hospitalização e óbitos por coqueluche. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 354–363, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8007344. Disponível em: http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/591. Acesso em: 4 mar. 2024.

ARK