Indução de parto em bovinos: uma revisão de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.8034513

Palavras-chave:

Manejo de gado, Parição, Partos agendados, Pecuária leiteira

Resumo

O Brasil figura entre os países que conta com uma elevada produção na pecuária leiteira, entretanto, ainda existem inúmeros aspectos que precisam ser explorados para aumentar a produtividade. Em virtude disso, o objetivo geral desse artigo consiste em discutir a importância do manejo e indução de parto em vacas de aptidão leiteira. A metodologia utilizada se baseou em pesquisa bibliográfica, qualitativa e descritiva. Os resultados obtidos demonstraram que a indução do parto é de grande importância para os produtores, pois permite agendar as parições, sincronizá-las e manipulá-las de tal maneira que sempre haja produtividade de leite e o lucro possa ser mantido. Conclui-se que a seleção das espécies das vacas leiteiras, o investimento em uma alimentação adequada, acompanhamento veterinário, monitoramento, acompanhamento e indução dos partos, são estratégias de grande relevância para os produtores. Também se mostra necessário ampliar os cuidados com a fêmea gestante e seu recém-nascido. Dentre as vantagens da indução dos partos, citam-se a redução do tempo de gestação, do peso do neonato, de gestações com anomalias e ampliação da eficiência reprodutiva da matriz.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luana Maiara Pimenta Portela da Silva, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas UDC, PR, Brasil

Lattes
Graduação em andamento em Medicina Veterinária pelo Centro Universitário Dinâmica das Cataratas, UDC, Brasil.

Caroline Pereira da Costa, Centro Universitário Dinâmica das Cataratas UDC, PR, Brasil

Lattes
Médica Veterinária pelo Centro Universitário Dinâmica das Cataratas, Foz do Iguaçu-PR. Mestre em Ciência Animal pelo programa de Reprodução Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo-USP, São Paulo-SP. Atualmente, é docente no Centro Universitário Dinâmica das Cataratas.

Referências

ALMEIDA, Mariza de; BACHA, Carlos José Caetano. Literatura sobre eficiência na produção leiteira brasileira. Revista de Política Agrícola, v. 30, n. 1, p. 20, 2021.

ANTONIAZZI, A. Q. et al. Indução do parto de bovinos aos 270 dias de gestação com a utilização prévia de glicocorticoide de longa ação e a transferência de imunidade passiva. Acta Scientiarum - Animal Sciences, v. 31, n. 1, p. 103–109, 2009.

DARNET, Laura Angélica Ferreira et al. Aptidões biofísicas e intensificação agroecológica da pecuária leiteira em assentamentos da Amazônia brasileira. Geografia Ensino & Pesquisa, p. e01-e01, 2021.

DELFINO, João Lucas Cânovas et al. Influência do sistema de produção na produtividade de leite no interior do estado de São Paulo, Brasil. Veterinária e Zootecnia, v. 27, p. 1-11, 2020.

FRANCO, Flávia Freire; et al. Estação do ano ao parto e o desempenho reprodutivo de vacas leiteiras mestiças. Ciência Animal, v. 32, n. 1, p. 09-17, 2022.

FABIANO, L.; REZENDE, C. DE. Acetato de triancinolona como pré-indutor acetato de triancinolona como pré-indutor Luiz Fabiano Coelho de Rezende. 2007.

FERRAZZA, Rodrigo de Andrade; CASTELLANI, Elena. Análise das transformações da pecuária brasileira: um enfoque na pecuária leiteira. Ciência Animal Brasileira, v. 22, 2022.

FERREIRA, Gabriel Caymmi Vilela; et al. Pecuária em Goiás: análise da distribuição espacial e produtiva. REDE-Revista EletrôNica Do PRODEMA, v. 13, n. 2, p. 21-39, 2020.

HENRIQUE, H.; ZANETONI, R. Aplicação da tecnologia blockchain na rastreabilidade de produtos de origem animal. 2023.

JOSÉ VIEIRA, R. Obstetrícia em bovinos: da concepção ao puerpério [Obstetrics in Cattle: from conception to puerperium]. [s.l: s.n.].

MACHADO, Renato Franco. Preparação do reprodutor para estação de monta no sistema de monta natural em gado de corte. 2021.

MENEZES, Eduarda et al. Efeito da progesterona injetável prévia ao protocolo hormonal de iatf na taxa de prenhez de vacas braford amamentando. Anais do Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, v. 12, n. 3, 2020.

MONGELLI, Melissa Sanches; TAVARES, Izabel Cristina; FERRANTE, Marcos. Evolução e premissas dos protocolos hormonais de inseminação artificial em tempo fixo na pecuária. Ciência Animal, v. 31, n. 1, p. 119-133, 2021.

NASCIMENTO NETO, José da P., et al., Indução de lactação em vacas leiteiras com dose hormonal reduzida-projeto piloto. Ciência Animal, v. 32, n. 1, p. 199-202, 2022.

PARMEGGIANI, E. B. et al. Indução do parto em vaca da raça Holandesa e suas consequências clínicas e reprodutivas. Revista Agraria Academica, v. 3, n. 2, p. 19–25, 2020.

REZENDE, L. F. C. DE et al. Acetato De Triancinolona Como Pré-Indutor Do Parto De. Ciência Animal Brasileira, v. 10, n.1, p. 59–67, 2009.

SOARES, Maria Elisângela da Silva et al. Caracterização do manejo reprodutivo do rebanho leiteiro de propriedades do estados de Alagoas. 2022.

SOUSA, Aldo Barbosa et al. Níveis de progesterona e os parâmetros reprodutivos no período periovulatório de vacas Nelore submetidas ao protocolo de IATF. Acta sci. vet.(Impr.), p. Pub. 1876-Pub. 1876, 2022.

TOLAZZI, C Cristian, et al. et al. Indução do parto bovino. Revisão De Literatura. 2009.

TOLAZZI, Cristian, et al. Indução do parto bovino: revisão de literatura. XX Seminário Interinstitucional de ensino, pesquisa e extensão. UNICRUZ, 2023.

Downloads

Publicado

2023-06-13

Como Citar

SILVA, L. M. P. P. da; COSTA, C. P. da. Indução de parto em bovinos: uma revisão de literatura. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 753–763, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.8034513. Disponível em: http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/621. Acesso em: 4 mar. 2024.

ARK