Alinhamento Estratégico dos Tribunais de Justiça com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v6i13.777

Palavras-chave:

Agenda 2030, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, Justiça, Tribunais

Resumo

O estudo em questão foca na análise da relação entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e os projetos estratégicos transitados pelos tribunais estaduais do Brasil, utilizando-se de metodologia bibliográfica. Os resultados destacam um planejamento significativo entre os ODS e os projetos estratégicos em tribunais de estados como Acre, Rio Grande do Sul, Paraíba e Paraná, direcionando uma tendência desses tribunais em integrar questões de sustentabilidade em suas práticas. Em contrapartida, demonstrou-se uma lacuna nos tribunais dos estados de Alagoas e Goiás, onde os projetos estratégicos tendem a negligenciar aspectos ambientais e sociais. Este cenário aponta para a necessidade de revisão das estratégias e práticas adotadas, garantindo que as ações dos tribunais estejam em conformidade com os princípios do desenvolvimento sustentável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Odislene Gonçalves Camelo, Centro Universitário Alves Faria

[Lattes] - Discente do Centro Universitário Alves Faria, UNIALFA, Brasil

Adriano Donizete Pila, Centro Universitário Alves Faria, UNIALFA, Brasil

[Lattes] - Possui graduação em Bacharel Em Ciência da Computação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998), mestrado em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo (2001) e doutorado em Ciências da Computação e Matemática Computacional pela Universidade de São Paulo (2007).

Referências

BADIA, F.; BRACCI, E.; TALLAKI, M. Qualidade e difusão de relatórios sociais e de sustentabilidade em empresas italianas de serviços públicos. 2020.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm . Acesso em: 29 de maio de 2023.

GUSTIN, Miracy Barbosa de Sousa; DIAS, Maria Tereza Fonseca; NICÁCIO, Camila Silva. (Re)pensando a pesquisa jurídica: teoria e prática. 5. ed. rev. ampl. e atual. São Paulo: Almedina, 2020.

IGREJA, Rebeca Lemos; RAMPIN, Talita Tatiana Dias. Acesso à justiça: um debate inacabado. SUPREMA– Revista de Estudos Constitucionais, Brasília, v. 2, pág. 191-220, jul./dez. 2021.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia do trabalho científico: projeto de pesquisa, pesquisa bibliográfica, teses de doutorado, dissertações de mestrado, trabalhos de conclusão de curso. 9. ed. Real. João Bosco Medeiros. São Paulo: Atlas, 2021.

NAÇÕES UNIDAS. Metas de desenvolvimento sustentável. Disponível em: https://sdgs.un.org/goals . Acesso em: [dados de acesso].

NAÇÕES UNIDAS. Relatório dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2020. Disponível em: https://unstats.un.org/sdgs/report/2020/ . Acesso em: 01 out 2023.

NAÇÕES UNIDAS. Transformando nosso mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. A/RES/70/1. 2015. Disponível em: http://www.un.org/ga/search/view_doc.asp?symbol=A/RES/70/1&Lang=E . Acesso em: 05 out 2023.

OLIVEIRA, AG; CARVALHO, HA; CORRÊA, DP. Governança Pública E Governabilidade: Accountability E Disclosure Possibibilitadas Pela Contabilidade Aplicada Ao Setor Público Como Instrumento De Sustentabilidade Do Estado. Revista de Educação e Pesquisa Em Contabilidade (REPeC), v. 1, pág. 91-104, 2013. doi: https://doi.org/10.17524/repec.v7i1.256

ROMA, JC. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e sua Transição para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ciência e Cultura, v. 1, pág. 33-39, 2019. doi: http://dx.doi.org/10.21800/2317-66602019000100011

RODRIGUES, Sara Alves. ANÁLISE CRÍTICA DOS CEJUSCS COMO MECANISMOS DE ACESSO À JUSTIÇA NO TJGO ENTRE OS ANOS DE 2013 E 2019 [manuscrito] / Sara Alves RODRIGUES. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Federal de Goiás, Unidade Acadêmica Especial de Ciências Sociais Aplicadas, Cidade de Goiás.

ROTTA, Maurício José Ribeiro; VIEIRA, Priscila; ROVER, Aires José; JÚNIOR, Egon Sewald. Aceleração processual e o processo digital: um estudo comparativo de tempos de tramitação em Tribunais de Justiça. Revista Democracia Digital e Governo Eletrônico, nº 8, p. 125-154, 2013, ISSN 2175-9391.

SACHS, JD. Dos objectivos de desenvolvimento do milénio aos objectivos de desenvolvimento sustentável. The Lancet, v. 9832, pág. 2206-2211, 2012. doi: https://doi.org/10.1016/S0140-6736(12)60685-0

STAFFORD-SMITH, M. et al. Integração: a chave para a implementação dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável. Ciência da Sustentabilidade, v. 12, n. 6, pág. 911-919, 2017. doi: https://doi.org/10.1007/s11625-016-0383-3

VIEIRA, SFA; COSTA, BK; BOAVENTURA, JMG. Análise de stakeholders aplicada em órgãos públicos: o caso da Secretaria de Estado do Turismo do Paraná. Revista de Ciências Da Administração, v. 31, pág. 81-110, 2011. doi: https://doi.org/10.5007/2175-8077

Downloads

Publicado

2023-11-13

Como Citar

CAMELO, O. G.; PILA, A. D. Alinhamento Estratégico dos Tribunais de Justiça com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 1690–1699, 2023. DOI: 10.55892/jrg.v6i13.777. Disponível em: http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/777. Acesso em: 4 mar. 2024.

ARK