Reconstruindo o Nascer: Rumo a uma Assistência Obstétrica Humanizada e Respeitosa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v6i13.784

Palavras-chave:

Cesariana, Violência Obstétrica, Centro Cirúrgico

Resumo

Este trabalho é uma revisão bibliográfica integrativa que tem como objetivo fornecer uma visão abrangente sobre a violência obstétrica no Brasil e o papel da enfermagem nessa situação, propondo a reflexão em relação a importância da equipe médica humanizada no processo da cesariana no centro cirúrgico. O estudo permitiu compreender que o momento do parto é repleto de vulnerabilidade, no caso da intervenção cirúrgica, também existe o risco de complicações e até mesmo a necessidade de corrigir complicações iniciadas durante o parto. Nessa perspectiva, o presente trabalho traz uma análise da relação do momento de parto em que as relações de poder entre a equipe médica e a mãe no cenário hospitalar evidenciam para a violência obstétrica. Para tanto, a metodologia presente neste estudo foi a de revisão bibliográfica e pesquisa de cunho exploratório, onde por meio de diligências bibliográficas foi possível compreender sobre a violência obstétrica e o papel da enfermagem. Concluiu-se que essa relação hierárquica de poder resulta na violência obstétrica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Déborah Suelen Goes Silveira, Centro Universitário Mário Pontes Juca, AL, Brasil

[Lattes] - Graduada em Enfermagem; Pós Graduanda em Saúde da Mulher (ginecologia e obstetrícia)  .

Renata de Souza Ventura, Centro Universitário Mário Pontes Juca, AL, Brasil

[Lattes] - Graduada em Enfermagem; Pós Graduanda em Urgência e Emergência e UTI.

Rayane Martins Botelho, Centro Universitário Mário Pontes Juca, AL, Brasil

[Lattes] - Enfermeira pela Universidade Federal de Alagoas (2020). Mestre em ciências da saúde pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (PPGCS), na Universidade Federal de Alagoas, integra o Grupo de Pesquisa em Saúde da Mulher e da Gestação no Laboratório de Biologia Celular.

Referências

ANDRADE, L. F. B. et al. Boas práticas na atenção obstétrica e sua interface com a humanização da assistência. Rev Enferm UERJ, v.25, 2017.

ASSIS, K.G. de et al. Repercussões emocionais em mulheres que sofreram

violência obstétrica. Psicologia Argumento, v. 39, n. 103, p. 135–157, 2020.

BITENCOURT, A. de C.; OLIVEIRA, S. L. de; RENNÓ, G. M. Significado de violência obstétrica para os profissionais que atuam na assistência ao parto. Enfermagem em Foco, v. 12, n. 4, dez. 2021.

BRANDÃO, A. R. et al. Atuação do enfermeiro obstetra na prevenção da violência obstétrica. Rev. multidisciplinar em saúde, v.3, n.2, 2022.

CAVALHEIRO, E. A. M. C.; FARIA, G.; LIMA, M. K. D. G. e. Violência obstétrica: revisão de literatura. Revista Artigos. Com, 2021. Disponível em: https://acervomais.com.br/index.php/artigos/article/view/6695/4206. Acesso em: 09 ago. 2023.

CIELLO, C. et al. Violência Obstétrica. "Parirás com dor". (Dossiê elaborado pela Rede Parto do Princípio). Senado Federal. Brasília - DF. 2012; 188 p.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Metodologia do Trabalho Científico. 7ª edição. São Paulo: Atlas, 2010.

PONTES, B. F. et al. Repercussões físicas e psicológicas na vida de mulheres que sofreram violência obstétrica. Revista Recien - Revista Científica de Enfermagem, v.11, n. 35, p. 443–450, 2021

SILVA, L. M. D. Violência Obstétrica na Operação: Cesariana a necessidade de humanização do nascimento. Universidade Federal de Uberlândia, vol. 05, N. 04, 2019. Disponível em: https://portalseer.ufba.br/index.php/cadgendiv. Acesso em: 09 ago. 2023.

ZANARDO, G. L. P. et al. Violência obstétrica no Brasil: uma revisão narrativa.

Psicologia & Sociedade, v.29, 2017.

MORGANO, M. A.; SOUZA, L. A.; NETO, J. M.; RONDO, P. H. C. Composição mineral do leite materno de bancos de leite. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Campinas, v. 25, n. 4, p. 819-24, out./dez., 2005.

Ordem dos Enfermeiros, Mesa do Colégio da Especialidade de Saúde Materna e Obstétrica. (2012). Parecer n.o 7/2012: Plano de parto. Lisboa, Portugal: Autor. Recuperado de https://www.ordemenfermeiros.pt/arquivo/documentos/Documents /MCEESMO_Parecer_7_2012_Plano_de_parto.pdf

Downloads

Publicado

2023-11-16

Como Citar

SILVEIRA, D. S. G.; VENTURA, R. de S.; BOTELHO, R. M. Reconstruindo o Nascer: Rumo a uma Assistência Obstétrica Humanizada e Respeitosa. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 1755–1763, 2023. DOI: 10.55892/jrg.v6i13.784. Disponível em: http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/784. Acesso em: 4 mar. 2024.

ARK