PERSPECTIVAS EPISTEMOLÓGICAS DA PSICOLOGIA: ANTECEDENTES HISTÓRICOS E FILOSÓFICOS E CONTRIBUIÇÕES PARA A PSICOLOGIA CONTEMPORÂNEA

  • Me. Beatriz Amália Albarello Centro Universitário Instituto Superior de Brasília
  • Dr. Ricardo Vasquez Mota Instituto de Educação Superior de Brasília - DF (BRASIL)
Palavras-chave: História da Psicologia; Ciência Psicológica; Racionalismo; Empirismo; Construtivismo.

Resumo

O artigo tematiza o processo de constituição da psicologia como ciência moderna, buscando discutir as teorias filosóficas e os antecedentes históricos que atravessaram o surgimento dessa ciência. Tem como objetivo investigar de que forma a psicologia concebeu-se enquanto ciência empírica e postulou seu objeto de estudo, considerando o momento histórico de emergência de uma noção de interioridade da experiência subjetiva privada, que passa a ser metodologicamente explorada. A argumentação explora o contraste entre as perspectivas racionalistas, empiristas e construtivistas, identificando os modelos teórico-explicativos do psiquismo.

Biografia do Autor

Me. Beatriz Amália Albarello, Centro Universitário Instituto Superior de Brasília
Doutoranda em Psicologia - Universidade Católica de Brasília (UCB) Mestre em Psicologia - Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/Goiás)
Pós graduação em Análise e Diagnóstico Organizacional - Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/Goiás)
Graduação em Psicologia - Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC/Goiás)
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9267084024389682
Dr. Ricardo Vasquez Mota, Instituto de Educação Superior de Brasília - DF (BRASIL)

Doutor em Neurociências do Comportamento pela Universidade de Brasília e docente no Centro Universitário IESB.

Referências

AMATUZZI, M.M. (2001). Por uma psicologia humana. Campinas: Alínea, 2001.

AMATUZZI, M.M. (2010).Rogers: ética humanista e psicoterapia. Campinas: Alínea002E

BARRETO, C.(1999). A compreensão e o lugar da abordagem centrada na pessoa no espaço científico-sociocultural contemporâneo. Revista symposium, Universidade Católica de Pernambuco, Recife, ano 3, p. 34-40. 1999.

BEZERRA, M. E. Um estudo crítico das psicoterapias fenomenológico-existenciais: terapia centrada na pessoa e gestalt-terapia. 125f. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica e Social). Departamento de Psicologia Cínica, Universidade Federal do Pará.2007.

CHIBENI, S. S. Algumas observações sobre o método científico. Departamento de Filosofia – Unicamp. São Paulo, 2006.

CHIBENI, S. S. Hume e as crenças causais. J. AHUMADA; M. PANTALONE; V. RODRIGUEZ, V.(eds.),Epistemología e historia de laciencia. Córdoba, Universidad Nacional de Córdoba, v. 12, p. 143-149, 2006.

Danziger, K. Constructing the subject: Historical origins of psychological research. New York: Cambridge University Press. 1990.

FIGUEIREDO, L. C. M.; SANTI, P. L. R. D. Psicologia, uma nova introdução: Uma visão histórica da psicologia como ciência. 3º. Edição. São Paulo: Educ, 2008.

FERREIRA, A. A. L. A Psicologia no recurso aos Vetos Kantianos.In: JACÓ-VILELA, A. M., FERREIRA, A. A. L.; PORTUGAL, F. T. (Eds.). p.97-103.História da Psicologia: Rumos e percursos. Rio de janeiro, RJ, Nau: 2005.

GOMES, W. ; HOLANDA, A.; GAUER, G. Psicologia Humanista no Brasil. Em: Massimi, M. (org.). História da psicologia no Brasil do século XX. São Paulo: EPU. 2004.

HEIDBREDER,E.Psicologias do Século XX. São Paulo: Editora Mestre Jou, 1981.

HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Rio de janeiro: Editora Vozes, 2005.

JACÓ-VILELA, A.M; FERREIRA, A.A.L.; PORTUGAL, F.T. A psicologia no recurso aos vetos kantianos in: História da psicologia: rumos e percursos. Pp. 85 – pp. 91. Nau editora: Rio de janeiro. 2005.

KASTRUP, V. A psicologia no contexto das ciências cognitivas. In: JACÓ-VILELA, A. M; FERREIRA, A. A. L; PORTUGAL, F.T. (Orgs.) História da Psicologia: rumos e percursos, p. 215-238. Rio de Janeiro: Nau, 2007.

MATURANA, H.R. ;VARELA, F. G A árvore do conhecimento: as bases biológicas do entendimento humano. Campinas, SP. Editora Psy, 1995.

MONTEIRO, João Paulo. Associação e crença causal em DavidHume. Manuscrito, v. 23, n. 1, p. 99-120, 2000.

MORAES, M. O gestaltismo e o retorno à experiência psicológica. In JACÓ-VILELA, A. M; FERREIRA, A. A. L; PORTUGAL, F.T. (Orgs.) História da Psicologia: rumos e percursos, p. 301-308. Rio de Janeiro: Nau, 2007.

PASSOS, Ed. O sujeito cognoscente entre o tempo e o espaço. Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1992.

SCHULTZ, D. P. ; SCHULTZ, S. E. Historia da Psicologia Moderna. Editora Cultrix. Rio de Janeiro, 2000.

TODOROV, J. C. Behaviorismo e Análise Experimental do Comportamento. Cadernos de Análise do Comportamento, n.3, pp.10-23. Universidade de Brasília. Brasília, 1982.
Publicado
2019-10-22
Como Citar
Albarello, M. B. A., & Vasquez Mota, D. R. (2019). PERSPECTIVAS EPISTEMOLÓGICAS DA PSICOLOGIA: ANTECEDENTES HISTÓRICOS E FILOSÓFICOS E CONTRIBUIÇÕES PARA A PSICOLOGIA CONTEMPORÂNEA. Revista JRG De Estudos Acadêmicos , 2(5), 193-207. Recuperado de http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/79