Diferencial de peso de bezerros desmamas Nelore Convencional e Senepol

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v6i13.861

Palavras-chave:

Cruzamento industrial, Bezerros desmamas, Raça Nelore, Raça Senepol

Resumo

O agronegócio brasileiro representa uma importante atividade econômica do país, responsável por grande parte da geração de riquezas e se destacando também na geração de emprego e renda (FERRAZZA; CASTELANNI, 2021). As raças abordadas no estudo trazem benefícios importantes para o pecuarista. Se tratando da raça Nelore, conhecida por suas características distintivas, incluindo um rápido ganho de peso, uma notável resistência às doenças, longevidade reprodutiva tanto em machos quanto em fêmeas, excelentes habilidades maternas nas fêmeas, além de produzir carne de alta qualidade, caracterizada por sua baixa quantidade de gordura e um sabor acentuado. Além disso, também é reconhecida por sua carcaça de qualidade (STAMOULIS, 2020). A heterose é a medida da superioridade média da geração F1 em relação à média dos pais, expressa em termos de características como peso ou comprimento. É uma indicação de quão superior é a média da geração F1 em relação à média das raças parentais (ELER, 2015). De acordo com Carvalho (2018), ao utilizar o sistema de cruzamento industrial, é importante levar em consideração diversos fatores. Alguns desses fatores incluem a demanda do mercado, o ambiente em que os animais serão criados, o nível gerencial disponível, a viabilidade do uso de inseminação artificial, o sistema de produção adotado, os objetivos do empreendimento, o número de vacas disponíveis e o tamanho e número de pastos. O cruzamento entre raças emerge como uma alternativa eficaz, rápida e economicamente vantajosa na busca por uma maior produtividade em rebanhos de cria. Essa abordagem se destaca pelos ganhos obtidos através da heterose e complementaridade genética (AZAMBUJA. 2013). Os resultados evidenciam um desempenho superior no lote de cruzamento Senepol em comparação ao lote de Nelore.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michel Pedro Vieira de Freitas, Centro Universitário União Dinâmica das Cataratas

[Lattes] - Graduação em andamento em Medicina Veterinária pelo Centro Universitário Dinâmica das Cataratas, UDC, Brasil.

Caroline Pereira da Costa, Centro Universitário União Dinâmica das Cataratas

[Lattes] - Médica Veterinária pelo Centro Universitário Dinâmica das Cataratas, Foz do Iguaçu-PR. Foi professora da disciplina de Produção Animal do curso técnico em Agropecuária na instituição de ensino Centro Estadual de Educação Profissional Manoel Moreira Pena, durante o ano de 2016. Coorientadora de trabalhos de estágio na área de produção e reprodução animal, sistemas de criação de bovinos leiteiros e cruzamento industrial. Foi estagiária no setor de Pesca e Aquicultura da Usina Hidrelétrica de Itaipu, onde realizou diversos projetos de pesquisa com sistemas de produção de peixes nativos, como o Raceway, Bioflocos e Tanques rede, além de pesquisas na área de tecnologia do pescado e reprodução de espécies nativas do lago de Itaipu. Foi estagiária do Departamento de Reprodução Animal - VRA, da Universidade de São Paulo - USP, nas áreas de Biotecnologia da Reprodução Animal e Produção in vitro de Embriões. Foi também colaboradora de conteúdos para a revista Smart Gado (Gado de Leite Archives) e Vet Smart Bovinos e Equinos.

Referências

ABREU, Urbano Gomes Pinto de; CEZAR, Ivo Martins; TORRES, Robledo de Almeida. Análise bioeconômica da introdução de período de monta em sistemas de produção de rebanhos de cria na região do Brasil Central. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 32, p. 1198-1206, 2003.

AMANCIO, Andréia Pires et al. Caracterização citogenética de bovinos da raça Nelore (Bos taurus indicus, Linnaeus 1758). 2019. 63 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia e Biodiversidade em Rede Pró-Centro-Oeste) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2019.

ARTMANN, Tairine Aimara et al. Melhoramento genético de bovinos ½ sangue taurino x ½ sangue zebuíno no Brasil. Revista Científica de Medicina Veterinária, v. 12, n. 22, 2014.

AZAMBUJA, Rodrigo Carneiro de Campos de. Características metabólicas do período de transição e eficiência produtiva de vacas de corte de diferentes genótipos criadas no sul do Brasil. 2013. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Pelotas. Disponível em: https://guaiaca.ufpel.edu.br/handle/prefix/6069. Acesso em: 19 out, 2023.

BRASIL, B. S. A. F. et al. Genetic diversity and differentiation of exotic and American omercial cattle breeds raised in Brazil. Genetics and Molecular Research, v. 12, n. 4, p. 5516-5526, 2013. Acesso em: 17 out, 2023.

BRASIL. Agricultura e Pecuária. Rebanho bovino bate recorde em 2021 e chega a 224,6 milhões de cabeças. 2022. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/agricultura-e-pecuaria/2022/09/rebanho-bovino-bate-recorde-em-2021-e-chega-a-224-6-milhoes-de-cabecas. Acesso em: 17 mar. 2023.

BRITO, Ana. História da raça Nelore. 2012. Disponível em: https://www.ruralcentro.com.br/noticias/historia-da-raca-nelore-56385. Acesso em: 21, maio 2023.

CARDOSO, Adriano Ramos; DA LUZ, Pedro Henrique Mantovani. Comparativo de ganho de peso e rendimento de carcaça entre bovinos nelores puros de origem e cruzamentos industriais, utilizando dieta de alto grão: Região Oeste do Paraná. Arquivos Brasileiros de Medicina Veterinária FAG, v. 2, n. 2, 2019.

CARDOSO, Fernando Flores. Ferramentas e estratégias para o melhoramento genético de bovinos de corte / Fernando Flores Cardoso Bagé: Embrapa Pecuária Sul, 2009.

DE OLIVEIRA MENEZES, Gilberto Romeiro; ROSA, Antônio do Nascimento Ferreira; DE MORAIS PEREIRA, Gabriel. Cruzamentos aplicados à pecuária de corte. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 37, n. 292, p. 97-107, 2016. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Gilberto-Menezes/publication/321907099_Cruzamentos_aplicados_a_pecuaria_de_corte/links/5a390921458515919e73302d/Cruzamentos-aplicados-a-pecuaria-de-corte.pdf. Acesso em: 15 maio 2023.

DIAS, Darci S. de Oliveira et al. Análise genética de características de crescimento em rebanhos nelore da região centro-oeste do Brasil. 2002. EMPRAPA. Disponível em: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/567658/1/p200207.pdf. Acesso em: 10 maio 2023.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Melhoramento genético aplicado em gado de corte: Programa Geneplus-Embrapa / editores técnicos: Antonio do Nascimento Rosa [et al]. Brasília, DF : Embrapa, 2013. 256p.

FALEIRO, Arthur Antônio H. Maffei. Cruzamento industrial entre as raças Aberdeen Angus e Senepol com a raça nelore, promovendo heterose. 2022. 35p. Trabalho de conclusão de curso (Zootecnista). Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Goiânia – 2022.

FERRAZZA, Rodrigo de Andrade; CASTELLANI, Elena. Análise das transformações da pecuária brasileira: um enfoque na pecuária leiteira. Ciência Animal Brasileira, v. 22, 2022.

GADO Nelore: características, vantagens e desvantagens da criação. Irrigat, Cruzeiro do Sul – RS, 02 de setembro de 2020. Disponível em: https://irrigat.com.br/gado-nelore/. Acesso em: 17 mar. 2023.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário 2017. 2017. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/censo-agropecuario/censo-agropecuario-2017/resultados-definitivos. Acesso em: 17 mar. 2023.

MORAES, Gilson Passos. Puberdade e maturidade sexual de tourinhos senepol, criados semi-extensivamente na região do Triângulo Mineiro-MG. 2012. 56p. Dissertação (Ciência Animal). Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte – 2012.

NEVES, ANDREI PEREIRA. Estratégias de cruzamentos aplicados a sistemas de produção à pasto de bovinos de corte. 2020. 112p. Tese (Ciência Animal). Universidade Estadual de Londrina. Londrina – 2020.

OAIGEN, Ricardo Pedroso et al. Melhoria organizacional na produção de bezerros de corte a partir dos centros de custos. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 37, p. 580-587, 2008.

OLIVEIRA, José Henrique Ferreira de et al. Nelore: base genética e evolução seletiva no Brasil / José Henrique Ferreira de Oliveira, Cláudio de Ulhôa Magnabosco, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges – Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, 2002. 54p.

PAIVA, Celso Carlos Pinheiro Lamartine et al. Desempenho, características de carcaça e avaliação Morfológica de tourinhos sindi mantidos em pasto. 2018. 63P. Dissertação (Produção Animal). Universidade Federal Rural do Semi Árido – UFERSA. Mossoró – RN, 2018.

PEREIRA, Thiago. O papo é Nelore, raça rústica e de temperamento dócil. 2022. Disponível em: https://www.comprerural.com/o-papo-e-nelore-raca-rustica-e-docil/. Acesso em: 20, maio 2023.

RECEITA com as exportações brasileiras de carne bovina cresce 52% no primeiro semestre. ABIEC, 2022. Disponível em: https://www.abiec.com.br/receita-com-as-exportacoes-brasileiras-de-carne-bovina-cresce-52-no-primeiro-semestre/. Acesso em: 22, abril 2023.

ROSA, Antonio do Nascimento. Melhoramento genético aplicado em gado de corte. 2013. Disponível em: https://www.alice.cnptia.embrapa.br/alice/bitstream/doc/980414/1/MelhoramentoGeneticolivrocompleto.pdf. Acesso em: 19 mar. 2023.

SILVA, Marcelo Corrêa; BOAVENTURA, Vanda Maria; FIORAVANTI, Maria Clorinda Soares. História do povoamento bovino no Brasil Central. Revista UFG, v. 13, n. 13, 2012.

SILVA, Diego Figueirêdo de Paula. Manejo de recria e terminação de bovinos de corte ultilizando sistema de confinamento/sequestro de bezerros. 2022. Disponível em: https://repositorio.pucgoias.edu.br/jspui/handle/123456789/5403. Acesso em: 23, set, 2023.

Downloads

Publicado

2023-12-07

Como Citar

FREITAS, M. P. V. de; COSTA, C. P. da. Diferencial de peso de bezerros desmamas Nelore Convencional e Senepol. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 2396–2407, 2023. DOI: 10.55892/jrg.v6i13.861. Disponível em: http://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/861. Acesso em: 4 mar. 2024.

ARK