Pandemia da Covid-19 e educação escolar: uma perspectiva de professores, famílias e crianças

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.7613115

Palavras-chave:

Educação escolar, Pandemia, COVID-19

Resumo

A presente pesquisa teve como intuito analisar quais foram as repercussões da pandemia da COVID-19 na educação escolar após o retorno às aulas presenciais, considerando as perspectivas de professores, famílias e crianças inseridas neste contexto. Ademais, a pesquisa buscou descrever as variáveis psicoemocionais e as habilidades sociais envolvidas neste contexto e verificar a correlação entre elas. O método deste estudo, consiste em uma abordagem de natureza mista, ou seja, foram utilizados métodos quantitativos e qualitativos. Como forma de coletar os dados, utilizou-se como instrumentos quantitativos: a Escala Multidimensional de Ansiedade para Crianças (MASC); a Escala Multidimensional de Ansiedade para Crianças (MASC); o Inventário de Depressão Infantil (CDI); o Sistema de Avaliação de Habilidades Sociais – versão estudante (SSRS – BR) (direcionados às crianças) e a Escala de Hamilton para ansiedade (HAM-A) para os pais/responsáveis e professores. Já como instrumento qualitativo foi utilizada a entrevista narrativa para as três categoriais (crianças, pais e professores). Os instrumentos foram aplicados em 35 alunos, 6 professores e 19 pais/responsáveis, sendo um total 60 participantes. As evidências encontradas neste estudo indicam que o distanciamento social provocado pela pandemia da COVID-19 se relaciona com repercussões emocionais associadas ao contexto da educação escolar após o retorno às aulas presenciais tanto para os professores, quanto para as famílias e crianças.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Ribeiro Assis, Faculdade Adventista da Bahia, BA, Brasil

[1] Graduanda em Psicologia pela Faculdade Adventista da Bahia (Fadba). Atualmente é assistente de coordenação da Escola de Pós-graduação (Fadba). Estagio supervisionado I e II em Atenção Básica. Estagio no setor de Recursos Humanos (Fadba). Pesquisadora em Repercussões da Pandemia na Educação Escolar. Membro da Liga Acadêmica de Terapia Cognitivo Comportamental (LATECC). Atuou como monitora na matéria de Analise do Comportamento na Fadba. Estudos nas áreas de Psicologia Hospitalar e Tanatologia.

Ana Flávia Soares Conceição, Faculdade Adventista da Bahia, BA, Brasil

[2] Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB - 2011). Doutoranda e Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Psicologia (POSPSI - UFBA) na linha de Psicologia do Desenvolvimento. Especialização em neuropsicologia - FTC (2012). Atualmente é professora dos cursos de graduação e assessora técnica do curso de pós-graduação lato sensu em neuropsicologia da Faculdade Adventista da Bahia (FADBA). Atua e tem experiência na área da neuropsicologia, avaliação neuropsicológica, psicologia do desenvolvimento, velhice, povos tradicionais e saúde mental. É integrante do Grupo de Pesquisa Neuropsicologia Clinica e Cognitiva (NEUROCLIC).

Referências

AQUINO, E. et al. Medidas de distanciamento social no controle da pandemia de COVID-19: potenciais impactos e desafios no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 25, n. 6, p. 2423-2446, jun. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1413-81232020256.1.10502020. Acesso em: 18 de maio de 2022.

AYDOGDU, A. Saúde mental das crianças durante a pandemia causada pelo novo coronavírus: revisão integrativa. Journal Health - Núcleo de Pesquisa e Extensão em Política, Planejamento, Organização e Práticas (individual e coletiva) em Saúde, Tangará da Serra, v. 5, n. 2, jul./dez. 2020. Disponível em: http://dx.doi.org/10.30681/252610104891. Acesso em: 15 de maio de 2022.

BANDEIRA, M. et al. Inventário de habilidades sociais, problemas de comportamento e competência acadêmica para crianças – SSRS: manual de aplicação, apuração e interpretação. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2016.

BARRETO, A. C. F.; ROCHA, D. S. Covid 19 e educação: resistências, desafios e (im) possibilidades. Revista encantar, [s.l.], v. 2, p. 01-11, jan./dez. 2020. Disponível: https://www.revistas.uneb.br/index.php/encantar/article/view/8480. Acesso em: 14 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério Da Saúde. Ministério da Saúde inclui crianças de 5 a 11 anos na campanha de vacinação contra a Covid-19. Brasília, 2022. Disponível em: <https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/janeiro/ministerio-da-saude-inclui-criancas-de-5-a-11-anos-na-campanha-de-vacinacao-contra-a-covid-19>. Acesso em: 22 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Brasil confirma o primeiro caso de infecção pelo novo Coronavírus. 2022. Disponível em: <https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6113:brasilconfirma-primeiro-caso-de-infeccao-pelo-novo-coronavirus&Itemid=812>. Acesso em: 16 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério Da Saúde. Mais de 40 milhões de brasileiros reforçaram a imunidade contra a Covid-19 em todo o país. 2022. Disponível em: < https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/2022/janeiro/mais-de-40-milhoes-de-brasileiros-reforcaram-a-imunidade-contra-a-covid-19-em-todo-o-pais>. Acesso em: 27 de maio de 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Protocolo de Manejo Clínico do Coronavírus (COVID-19) na Atenção Primária à Saúde, versão 9. Brasília, maio 2020. Disponível em: <https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/biblioteca/protocolo-de-manejo-clinico-do-coronavirus-covid-19-na-atencao-primaria-a-saude/>. Acesso em: 18 de maio de 2022.

BRASIL. Portaria n. 343, de 17 de março de 2020. Dispõe sobre a substituição das aulas presenciais por aulas em meios digitais enquanto durar a situação de pandemia do Novo Coronavírus - COVID-19. Diário Oficial da União. ed. 53, p. 39, março 2020. Disponível em: <https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de-2020-248564376>. Acesso em 18 de maio de 2022.

BRASIL. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Dispõe sobre diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, 13 jun. 2013. Disponível em: <http://bit.ly/1mTMIS3>. Acesso em: 26 de maio de 2022.

BRASIL. Resolução nº 510, de 07 de abril de 2016. Dispõe sobre as normas aplicáveis a pesquisas em Ciências Humanas e Sociais. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, 24 de mai. 2016. Disponível em: <http://bit.ly/2fmnKeD>. Acesso em: 26 de maio de 2022.

CAPRARA, G. et al. Prosocial foundations of children's academic achievement. Psychological science, [s.l.], vol. 11, n. 4, p. 302-306, jul. 2000. Disponível em: <https://doi.org/10.1111/1467-9280.00260>. Acesso em 15 de maio de 2022.

CASTRO, E.; QUEIROZ, E. Educação a distância e ensino remoto: distinções necessárias. Nova Paideia - Revista Interdisciplinar em Educação e Pesquisa, Brasília, v. 2, n. 3, p. 3-17, mai. 2020. Disponível em: http://ojs.novapaideia.org/index.php/RIEP/article/view/40. Acesso em: 17 de maio de 2022.

CHEN, C. et. al. Coping and post-traumatic stress disorder symptoms among Chinese youth in the peak and remission periods of COVID-19. Children and Youth Services Review, [s.l.], v. 143, dez. 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.childyouth.2022.106690. Acesso em: 02 de novembro de 2022.

CIFUENTES-FAURA, J. Consecuencias en los niños del cierre de escuelas por Covid– 19: el papel del gobierno, profesores y padres. Revista Internacional de Educación para la Justicia Social, Madrid, v. 9, n. 3e, p. 1-12, dez. 2020. Disponível em: https://revistas.uam.es/riejs/article/view/12216/12089. Acesso em: 04 junho de 2022.

CIA, F.; BARHAM, E. Repertório de habilidades sociais, problemas de comportamento, autoconceito e desempenho acadêmico de crianças no início da escolarização. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 26, n. 1, p. 45-55, jan./mar. 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-166X2009000100005. Acesso em: 14 de maio de 2022.

CIA, F.; COSTA, C. Desempenho acadêmico nas séries do ensino fundamental: Relação com o desenvolvimento social. Psicologia Argumento, Curitiba, v. 30, n. 68, p. 109-118, jan./mar. 2012. Disponível em: https://doi.org/10.7213/psicol.argum.5889. Acesso em: 15 maio. 2022.

CIPRIANI, F.; MOREIRA, A.; CARIUS, A. Atuação Docente na Educação Básica em Tempo de Pandemia. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 46, n. 2, p. 1-24, set. 2021.Disponivel em: https://doi.org/10.1590/2175-6236105199. Acesso em: 22 de maio de 2021.

DEL PRETTE, Z.; DEL PRETTE, A. Psicologia das habilidades sociais na infância: Teoria e prática. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

DEL PRETTE, Z.; DEL PRETTE, A. Competência social e habilidades sociais: Manual teórico-prático. 1. ed. Petrópolis: Vozes, 2017.

DIAS, É.; FERREIRA, F. A Educação e a Covid-19. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 28, n. 108, p. 545-554, jul./set. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0104-40362019002801080001. Acesso em: 18 de maio de 2022.

FREITAS, L. Sistema de avaliação de habilidades sociais (SSRS-BR) para crianças com deficiência mental: validação e padrões normativos. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, Programa de Pós-Graduação em Educação Especial do Centro de Educação e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2008. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2991. Acesso em: 28 de abril de 2022.

FREITAS, L.; PORFÍRIO, J.; BUARQUE, C. Indicadores de ansiedade social infantil e suas relações com habilidades sociais e problemas de comportamento. Revista Psicologia em Pesquisa, Minas Gerais, v. 12, n. 2, p. 5, ago. 2018. Disponível em: <http://periodicos.ufjf.br/index.php/psicologiaempesquisa/article/view/23473/17958>. Acesso em: 05 de abril de 2022.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ (Brasil). Vacinação contra a Covid-19 no Brasil completa um ano. 2022. Disponível em: <https://portal.fiocruz.br/noticia/vacinacao-contra-covid-19-no-brasil-completa-um-ano>. Acesso em: 22 de maio de 2022.

GROSSI, M. G. R.; MINODA, D. S.; FONSECA, R. G. P. Impacto da pandemia do covid-19 na educação: reflexos na vida das famílias. Teoria e Prática da Educação, Maringá, v. 23, n.3, p. 150-170, set./dez. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.4025/tpe.v23i3.53672. Acesso em: 22 de abril de 2022.

HODGES, C. et al. As diferenças entre o aprendizado online e o ensino remoto de emergência. Revista da escola, professor, educação e tecnologia, [s.l.], v. 2, 2020. Disponível em: https://escribo.com/revista/index.php/escola/article/view/17. Acesso em: 15 de maio de 2022.

HONORATO, H.; MARCELINO, A. A arte de ensinar e a pandemia COVID-19: a visão dos professores. REDE-Revista Diálogos em Educação, [s. l.], v. 1, n. 1, p. 208-220, jan./jun. 2020. Disponível em: https://doi.org/10.29327/218479.1.1-17. Acesso em: 21 de maio de 2022.

JOYE, C.; MOREIRA, M.; ROCHA, S. Distance Education or Emergency Remote Educational Activity: in search of the missing link of school education in times of COVID-19. Research, Society and Development, Vargem Grande Paulista, v. 9, n. 7, p. 1-29, mai. 2020. Disponível em: <https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4299>. Acesso em: 17 de maio de 2022.

LAGUNA, T. et. al. Educação remota: desafios de pais ensinantes na pandemia. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, Recife, v. 21, n. 2, p. S403-S412, mai.2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1806-9304202100S200004. Acesso em: 17 de maio de 2022.

LUNARDI, N. et al. Aulas Remotas Durante a Pandemia: dificuldades e estratégias utilizadas por pais. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 46, n. 2, p. 1-22, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2175-6236106662. Acesso em: 19 de maio de 2022.

MESCOUTO, Karime Andrade. Efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua em variáveis físicas e comportamentais em Mulheres com fibromialgia – ensaio clínico controlado randomizado. Dissertação (Mestrado) - Ciências da Reabilitação. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Santa Cruz, p. 57-58, jul. 2018. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/26027. Acesso em 22 de maio de 2022.

MOREIRA, J.; HENRIQUES, S.; BARROS, D. Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia. Dialogia, São Paulo, n. 34, p. 351-364, jan./abr. 2020. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.2/9756. Acesso em: 19 de maio de 2022.

NÓVOA, A.; ALVIM, Y. Os Professores Depois da Pandemia. Educação & Sociedade, Campinas, v. 42, n. 1, p. 1-16, fev./abr. 2021. Disponível em: https://doi.org/10.1590/ES.249236. Acesso em 21 de maio de 2022.

OLIVEIRA, C. B. E.; MARINHO-ARAÚJO, C. M. A relação família-escola: intersecções e desafios. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 27, n. 1, p. 99-108, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-166X2010000100012. Acesso em 21 de maio de 2022.

RODRIGUES, P. et al. Relações no ambiente escolar pós-pandemia: enfrentamentos na volta às aulas presenciais. Actualidades Investigativas en Educación, Costa Rica, v. 21, n. 3, p. 275-302, set./dez. 2021. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15517/aie.v21i3.46287. Acesso em: 25 de maio de 2022.

ROLIM, R. C. Impactos do ensino tradicional durante a retomada das aulas presenciais. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar, [s.l.], v. 3, n. 4, p. 1-9, abr. 2022. Disponível em: <https://doi.org/10.47820/recima21.v3i4.1363>. Acesso em: 22 de maio de 2022.

SLOMP, F. et al. Uso da Escala de Hamilton para verificação do grau de ansiedade em professores da rede pública de ensino no município de Guarapuava–PR. Brazilian Journal of Development, Curitiba, v. 7, n. 12, p. 119169-119178, dez. 2021. Disponível em: <https://doi.org/10.34117/bjdv7n12-603>. Acesso em 17 de abril de 2022.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Retorno Seguro nas Escolas. São Paulo, 26 de janeiro de 2021. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/retorno-seguro-nas-escolas/>. Acessado em 15 de maio de 2022.

TODOS PELA EDUCAÇÃO. Aumenta em 1 Milhão o número de crianças de 6 e 7 anos não alfabetizadas, na percepção dos responsáveis. 2022. Disponível em: <https://todospelaeducacao.org.br/noticias/aumenta-em-1-milhao-o-numero-de-criancas-nao-alfabetizadas/>. Acesso em: 14 de maio de 2022.

TODOS PELA EDUCAÇÃO. O Desafio da Volta às Aulas: Contribuições para o Debate Público. Youtube, 11 mai. 2020. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=HWKDe0lW9a4>. Acesso em: 14 de maio de 2022.

UNDIME. União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação. Dois anos após pandemia, mais de 80% das redes municipais de educação têm aulas totalmente presenciais. 2022. Disponível em: <https://undime.org.br/noticia/05-04-2022-12-26-dois-anos-apos-pandemia-mais-de-80-das-redes-municipais-de-educacao-tem-aulas-totalmente-presenciais>. Acesso em: 27 de maio de 2022.

UNESCO. COVID-19 Education Response. 2020. Disponível em: <https://en.unesco.org/covid19/educationresponse/globalcoalition>. Acesso em: 17 de maio de 2022.

UNESCO. Educação: da interrupção à recuperação. 2021. Disponível: <https://pt.unesco.org/covid19/educationresponse>. Acesso em 17 de maio de 2022.

VIANNA, Renata Ribeiro Alves Barbosa. Avaliação dos níveis de ansiedade de uma amostra de escolares no rio de janeiro através da escala multidimensional de ansiedade para crianças. 2009. Tese (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica. Pontifícia Universidade Católica Do Rio De Janeiro, Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: >10.1097/01.chi.0000246065.93200.a1<. Acesso em: 17 de maio de 2022.

WAINER, Jacques et al. Métodos de pesquisa quantitativa e qualitativa para a Ciência da Computação. Edição. Cidade da Editora: Editora, 2007.

WATHIER, J.; DELL'AGLIO, D.; BANDEIRA, D. Análise fatorial do Inventário de Depressão Infantil (CDI) em amostra de jovens brasileiros. Avaliação Psicológica, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 75-84, abr. 2008. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-04712008000100010&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 17 abril de 2022.

Downloads

Publicado

2023-02-06

Como Citar

ASSIS, L. R.; CONCEIÇÃO, A. F. S. Pandemia da Covid-19 e educação escolar: uma perspectiva de professores, famílias e crianças. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 12, p. 94–110, 2023. DOI: 10.5281/zenodo.7613115. Disponível em: https://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/473. Acesso em: 17 abr. 2024.

ARK