Formação docente continuada - de par em par uma proposta da universidade do Porto Pós-Bolonha

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v6i13.823

Palavras-chave:

Declaração de Bolonha, Formação Docente, Projeto de Par em Par

Resumo

Estudos realizados por pesquisadores de diversas áreas do conhecimento sobre o Pacto de Bolonha mostram como um acordo internacional específico repercutiu sobre os sistemas de educação superior na Europa, bem como esse evento,  continua sendo um celeiro para análises na atualidade. Nesse contexto, o objetivo desse artigo é analisar o Projeto de Observação de Aulas em Parceria- De Par em Par, que vem sendo performizado desde 2010 na Universidade do Porto, em Portugal. Para tanto, realizamos levantamento bibliográfico, pesquisa documental e aplicação de questionário. Os resultados mostraram o compromisso da instituição, coordenação de cursos e do próprio docente, no diz respeito o fortalecimento da sua  profissionalidade, diante das exigências em ser inovador, criativo e competente. Também, da pressão de outras variáveis como a diversidade dos discentes e as taxas de sucesso, a organização da prática didático-pedagógica focada no Espaço Europeu de Ensino Superior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Denize Siqueira da Silva Azevedo, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

[Lattes] - Doutoranda do Programa de Pós-graduação em Educação em Ciências da UFRGS, onde desenvolve pesquisa no campo de Educação a Distância; e, Matriz de Cultura Digital com ênfase em tecnologia digital. Compõe o LELIC - Laboratório de Estudos em Linguagem Interação Cognição/Criação um grupo de pesquisadores de nível de Pós-Graduação (PPGs Educação - PPGEDU e Informática na Educação - PPGIE) e Graduação, visando o desenvolvimento de tecnologias cada vez mais integradas às demandas teórico-práticas educacionais e sociais. É Mestra em História Social pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2010), onde é Técnica Administrativa (TA), na Unidade Acadêmica de Educação a Distância e Tecnologia - UAEADTec.

Cíntia Inês Boll, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

[Lattes] - Graduada, Mestra e Doutora em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS. Iniciou carreira no magistério em 1986 e desde 2000 é professora no Ensino Superior desenvolvendo seus trabalhos na interlocução entre tecnologia e educação, especialmente em Formação de Professores na Cultura Digital e Mídias Móveis. Está atualmente como Pró-Reitora de Graduação na UFRGS e Vice-Líder do Grupo de Pesquisa CNPq, LELIC - Laboratório de Estudos em Linguagem Interação Cognição/Criação, na linha de Pesquisa PROVIA: Comunidades Virtuais de Aprendizagem. É professora Associada na Faced/UFRGS e professora permanente no Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.

Jorge da Silva Correia Neto, Universidade Federal Rural de Pernambuco

[Lattes] - Professor adjunto da Universidade Federal Rural de Pernambuco desde 2006. Atua no bacharelado em Administração Pública (UAB), no Mestrado Profissional em Administração Pública (PROFIAP) e no Programa de Pós-Graduação em Administração e Desenvolvimento Rural (PADR). Graduado em Administração pela UFPE (2003), especialista em Docência do Ensino Superior pela FADEPE (2007), mestre em Administração pela UFPE (2005) e doutor em Administração pela UFPE (2014). Desenvolve pesquisas nas áreas de sistemas de informação e transparência pública. Membro de grupos de pesquisa CNPq. Tem experiência profissional nas áreas de Informática e Administração. Diretor da Unidade Acadêmica de Educação a Distância e Tecnologia UFRPE de 2018 a 2022.

Referências

BAKHTIN, M. Por uma filosofia do ato responsável. 3. ed. Pedro e João Editores: São Paulo, 2017.

BALL, S. J. Sociologias das políticas educacionais e pesquisa crítico-social: uma revisão pessoal das políticas educacionais e da pesquisa em política educacional. In: BALL, S. J.; MAINARDES, J. Políticas Educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez. 2011.

CACHAPUZ, A. O Processo de Bolonha e a internacionalização do ensino superior na Europa: uma experiência multicultural. Série-Estudos, Campo Grande, MS, v. 25, n. 53, p. 103-120, jan./abr. 2020.

Declaração de Bolonha. (1999).

Disponível em: https://www.estudarfora.org.br/declaracao-de-bolonha/.

Acesso: 16 de ago/2023.

PORTUGAL. Decreto-Lei74/2006. Diário da República n.º 60/2006, Série I-A de 2006-03-24. Governo de Portugal.

ESTEVES, M. H. Sentidos da inovação pedagógica no ensino superior. In: LEITE, C. Sentidos da pedagogia no ensino superior. Porto: CIIE/Livpsic, 2010.

FRAGOSO, S.; RECUERO, R.; AMARAL, A. Métodos de Pesquisa para Internet. Porto Alegre: Sulina, 2015.

LEITE, C.; RAMOS, K. Políticas do Ensino Superior em Portugal na fase pós-Bolonha: implicações no desenvolvimento do currículo e das exigências ao exercício docente. Revista Lusófona de Educação, v. 28, n. 28, 2014.

LEITE, C. O processo de Bolonha em que pode ou em que está a promover a inovação curricular? In: Revisitar os estudos curriculares: onde estamos e para onde vamos? Anais do XIX Colóquio da Secção Portuguesa da AFIRSE. Lisboa: AFIRSE, 2012.

LIMA, S. M. M. Sujeito em Bakhtin: autoria e responsabilidade. PERcursos Linguísticos. Vitória-ES, v. 8 n. 19. Dossiê - O dialogismo nos estudos contemporâneos da linguagem, ISSN: 2236-2592. 2018.

LOPES, H.; MENEZES, I. Transição para o processo de Bolonha: Significações de docentes e estudantes da Universidade do Porto. Educação, Sociedade & Culturas, n. 48, p. 93–125, 2016.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. A Pesquisa em educação: abordagens quali-tativas. 2. ed. Rio de Janeiro: E. P. U., 2013.

MARQUES, J. Necessidade de formação pedagógica de docentes do Ensino Superior. A experiência da UNL. CNaPPES. Lisboa, Portugal, 2016.

MOURAZ, A.; PÊGO, J. P. et al. De Par em Par na U. Porto. U.Porto: Press, 2017.

MOURAZ, Ana; PÊGO, João Pedro. Relatórios Sessão de Apresentação de Resultados De Par em Par. U.Porto. Portugal, 2010-2019. Disponível em: <https://paginas.fe.up.pt/~dpep/> Acesso: 10 de ago/2023.

PACHECO, J. A. Processos e práticas de educação e formação: Para uma análise da realidade portuguesa em contextos de globalização. Revista Portuguesa de Educação, v. 22, n. 1, p. 105-143, 2023.

PÊGO, J. P. et al. De Par em Par interinstitucional: uma experiência de formação pedagógica entre a U.Porto e o IPP. Anais da Conferência Internacional, p. 339-340. Conferência Internacional de Investigação em Educação. Porto, 17 a 19 de jul/2019.

PÊGO, J. P.; MOURAZ, A. UP Inter ParES - Observação Interinstitucional de Pares U.Porto/Escolas Secundárias. CNaPPES. 3º Congresso Nacional de Práticas Pedagógicas no Ensino Superior. Lisboa, Portugal, 14 e 15 de jul/2016.

SOUSA, I. M. A. B. Processo de Bolonha e mudanças na educação superior: um estudo no ensino superior politécnico português. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa. 2011.

SOUSA SANTOS, B. A universidade no século XXI: para uma reforma democrática e emancipatória da universidade. Revista Educação, Sociedade & Cultura, n. 23, p. 137-202, 2005.

VEIGA, A.; AMARAL, A. Uma interpretação do olhar da história sobre Bolonha. História: Revista da FLUP- Porto, IV Série, v. 1, p. 29-40, 2011.

ZABALZA, M. Á. O ensino universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2002.

Downloads

Publicado

2023-12-04

Como Citar

AZEVEDO, D. S. da S.; BOLL, C. I.; CORREIA NETO, J. da S. . Formação docente continuada - de par em par uma proposta da universidade do Porto Pós-Bolonha. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 2237–2248, 2023. DOI: 10.55892/jrg.v6i13.823. Disponível em: https://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/823. Acesso em: 18 jun. 2024.

ARK