O atendimento de enfermagem no SAMU e seu respaldo legal: revisão bibliográfica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.55892/jrg.v6i13.838

Palavras-chave:

Serviços médicos de emergência;, Primeiros socorros, Enfermagem em emergência, Ambulância

Resumo

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é um pilar fundamental da saúde, atuando em ambientes desafiadores para fornecer cuidados imediatos a pacientes em situações críticas. Os enfermeiros desempenham um papel multifacetado nesse contexto, contribuindo significativamente para a qualidade do atendimento prestado. Este artigo tem como objetivo evidenciar a importância do atendimento de enfermagem no SAMU e seu respaldo legal, por meio de uma análise da literatura recente e de documentos pertinentes. Quanto à metodologia, este estudo adota uma abordagem qualitativa descritiva, empregando revisão de literatura e análise documental. Realizou-se a revisão de artigos científicos, relatórios, regulamentações e documentos relacionados à atuação dos enfermeiros no SAMU. A análise documental possibilitou a identificação de dados e informações relevantes sobre a atuação direcionada dos profissionais de enfermagem ao prestar este tipo de atendimento. Os resultados destacaram que a presença dos enfermeiros nas equipes do SAMU é de extrema importância, visto que os enfermeiros desempenham papéis essenciais na avaliação inicial dos pacientes, na administração de medicamentos, na execução de procedimentos críticos, na tomada de decisões rápidas e na coordenação das equipes A formação clínica, habilidades técnicas e conhecimento abrangente dos enfermeiros desempenham um papel vital na assistência de emergência. Contribui para a humanização do atendimento, assegurando que as necessidades físicas e emocionais dos pacientes sejam atendidas. Esta pesquisa reforça a importância da atuação dos enfermeiros nas equipes multidisciplinares do SAMU. Sua presença é fundamental para garantir atendimento de alta qualidade em situações de emergência. Portanto, é crucial reconhecer e valorizar o papel desses profissionais nas equipes do SAMU, assegurando o melhor atendimento possível aos pacientes em situações críticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Pires Teixeira Junior, Universidade Paulista

[Lattes] - Graduando em Enfermagem pela Universidade Paulista – UNIP, campus Brasília (DF).

Andrey Hudson Interaminense Mendes de Araújo, Universidade Paulista

[Lattes] - Docente de Enfermagem na Universidade Paulista – UNIP, campus Brasília, (DF). Doutorando e Mestre (2017) em Ciências e Tecnologias em Saúde pela Universidade de Brasília. Especialista em Didática do Ensino Superior em Educação à Distância pela Faculdade Sena Aires (2020). Especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá (2019). Graduação em Enfermagem pela Universidade de Brasília (2015).

Referências

ALMONDES, K.M. de; SALES, E. de A.; MEIRA, M. de O. Serviço de Psicologia no SAMU: Campo de Atuação em Desenvolvimento. Psicol. cienc. prof. [Internet]. 2016; 36(2):449–57. Disponível em: https://www.scielo.br/j/pcp/a/YRmyQnNyYw5X7hC7WgT7FHt/#. Acesso em 8 set. 2023.

BATISTA, E.P. O serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU) e a atuação do enfermeiro no atendimento pré-hospitalar: uma revisão da literatura. TCC (especialização) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Linhas de Cuidado em Urgência e Emergência. 2017. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/173442. Acesso em 30 out. 2023.

BATTISTI, G.R.; BRANCO, A.; CAREGNATO, R.C.A.; OLIVEIRA, M.M.C. de. Perfil de atendimento e satisfação dos usuários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Rev. Gaúcha Enferm. 2019;40:e20180431. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rgenf/a/9pJCzdb5cBGwymtLxHSf8QK/#. Acesso em 30 out. 2023.

BRASIL. Lei n. 7.498, de 25 de junho de 1986. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7498.htm#:~:text=LEI%20No%207.498%2C%20DE%2025%20DE%20JUNHO%20DE%201986.&text=Disp%C3%B5e%20sobre%20a%20regulamenta%C3%A7%C3%A3o%20do,enfermagem%2C%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias. Acesso em 20 mai. 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria no 1.010, de 21 de maio de 2012. Brasília, 2012. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2012/prt1010_21_05_2012.html. Acesso em 10 fev. 2023.

BRASIL. Ministério da saúde. Protocolo de Suporte Avançado de Vida. Brasília 2014. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt- br/assuntos/saude-de-a-a-z/s/samu192/publicacoes-samu-192/protocolo-de- suporte-avancado-de-vida-1.pdf/view. Acesso em 10 fev. 2023.

BRASIL. Ministério da saúde. Protocolo de Suporte Avançado de Vida. Brasília 2014. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt- br/assuntos/saude-de-a-a-z/s/samu192/publicacoes-samu-192/protocolo-de- suporte-avancado-de-vida-1.pdf/view. Acesso em 10 fev. 2023.

BVS. Biblioteca Virtual em Saúde. Ministério da Saúde. Enfermagem. 2020. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/enfermeiro/#:~:text=O%20profissional%20de%20enfermagem%20atua,os%20preceitos%20%C3%A9ticos%20e%20legais. Acesso em 20 mai. 2023.

CARVALHO, A.C. Notas sobre enfermagem: o que é e o que não é. São Paulo: Cortez. 1989. Disponível em: https://www.google.com.br/books/edition/NOTAS_SOBRE_ENFERMAGEM/_wIyEAAAQBAJ?hl=pt-BR&gbpv=1&dq=Notas+sobre+enfermagem&printsec=frontcover. Acesso em 28 nov. 2023.

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN Nº 375/2011a, Brasília, 2022. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-n-3752011_6500.html. Acesso em 20 nov. 2023.

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN Nº 379/2011b. Brasília, 2022. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resoluo-cofen-n-3792011_7084.html. Acesso em 20 nov. 2023.

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN Nº 655/2020. Brasília, 2022. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-655-2020_84045.html. Acesso em 10 fev. 2023.

COFEN. Conselho Federal de Enfermagem. Resolução COFEN Nº 713/2022. Brasília, 2022. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/resolucao-cofen-no-713-2022_104087.html. Acesso em 10 fev. 2023.

DANTAS, Rodrigo Assis Neves et al. Avaliação da satisfação dos usuários atendidos por serviço pré-hospitalar móvel de urgência. Saúde em Debate [online]. 2018, v. 42, n. 116, pp. 191-202. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0103-1104201811615. Acesso em 30 out. 2023.

DIAS, L.P.; DIAS, M.P. Florence Nightingale e a História da Enfermagem. Hist. Enferm Rev. eletrônica [Internet]. 2019; 10(2):47-63. Disponível em: https://here.abennacional.org.br/here/v10/n2/a4.pdf. Acesso em 23 out. 2023.

GDF. Governo do Distrito Federal. Secretaria de Estado de Saúde. Subsecretaria de Atenção Integral à Saúde. Comissão Permanente de Protocolos de Atenção à Saúde. Protocolo de Atenção à Saúde - Segurança do paciente: comunicação efetiva. Comissão Permanente de Protocolos de Atenção à Saúde da SES-DF – CPPAS. Disponível em: https://www.saude.df.gov.br/documents/37101/87400/Seguran%C3%A7a+do+paciente+comunica%C3%A7%C3%A3o+efetiva.pdf/ca225b6f-7758-7067-4935-62ea715d12ed?t=1648647952152. Acesso em 30 out. 2023.

LIMA, I.F.R.S.; CORGOZINHO, M.M. Atribuições do enfermeiro no atendimento pré-hospitalar. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento: Ano 04, Ed. 06, Vol. 10, pp. 78-89. junho de 2019. ISSN: 2448-0959. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/saude/atribuicoes-do-enfermeiro. Acesso em 28 nov. 2023.

LUCHTEMBERG, M.N.; PIRES, D.E.P. Nurses from the Mobile Emergency Service: profile and developed activities. Rev. Bras. Enferm [Internet]. 2016;69(2):194-201. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167.2016690202i. Acesso em 28 nov. 2023.

OLIVEIRA, L.F.; SAMPAIO, F.J.C.S. Custeamento do serviço de atendimento móvel de urgência: um estudo de caso em um município Potiguar. III SIMPCONT. Recife, 31 de agosto e 01 de setembro de 2018. Disponível em: http://www.simpcont.ppgc.ufrpe.br/sites/simpcont.ppgc.ufrpe.br/files/Artigo%20003%20III.pdf. Acesso em 28 nov. 2023.

OLIVEIRA NETO, A. A. de.; ARAÚJO, A. H. I. M. de.; FARIAS, D. S. de. The effectiveness of tourniquets in prehospital care. Research, Society and Development, [S. l.], v. 11, n. 11, p. e582111124619, 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i11.24619. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/24619. Acesso em: 30 nov. 2023.

PEREIRA, A.B.; MARTINS, J.T.; RIBEIRO, R.P.; GALDINO, M.J.Q.; CARREIRA, L.; KARINO, M.E.; et al. Work weaknesses and potentials: perception of mobile emergency service nurses. Rev. Bras. Enferm. 2020; 73 (5): e20180926. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0926. Acesso em 28 nov. 2023.

PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Secretaria Municipal da Saúde. Secretaria Executiva de Atenção Hospitalar. Coordenadoria de Urgências e Emergências. Departamento de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Protocolo de Atendimento Pré-Hospitalar: Práticas Avançadas do Enfermeiro. Suporte Intermediário de Vida. São Paulo: Secretaria Municipal de Saúde - SAMU, 2022. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/ProtocoloSAV.pdf. Acesso em 28 nov. 2023.

SANTOS, A.F. dos; CENTENARO, A.P.F.C.; FRANCO, G.P.; ANDRADE, A. de; MASS, S.F. de L.S.; NARDINO, J. Prazer e sofrimento no trabalho de Enfermagem em urgência e emergência. REME Ver. Min. Enferm. [Internet]. 29 de junho de 2022;26. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/38486. Acesso em 17 mar. 2023.

SILVA, A.M.S.M.; INTERVENÇÃO, A. S. A atuação do enfermeiro no atendimento de urgência e emergência. Revista UNILUS Ensino e Pesquisa, v. 15, n. 39, abr./jun. 2018. Disponível em: http://revista.unilus.edu.br/index.php/ruep/article/view/1015/u2018v15n39e1015. Acesso em 3 nov. 2023.

SILVA, L.A.S.; DIAS, A.K.; GONÇALVES, J.G.; PEREIRA, N.R.; PEREIRA, R.A. Atuação da enfermagem em urgência e emergência. Revista Extensão. 2019; 3(1), 83-92. Disponível em: https://revista.unitins.br/index.php/extensao/article/view/1688/1127. Acesso em 28 nov. 2023.

TAVARES, T.Y.; SANTANA, J.C.B.; ELOY, M.D.; OLIVEIRA, R.D. de; PAULA, R.F. de. O cotidiano dos enfermeiros que atuam no serviço de atendimento móvel de urgência. R. Enferm. Cent. O. Min. [Internet]. 8º de julho de 2017; 7. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/recom/article/view/1466. Acesso em 23 mar. 2023.

Downloads

Publicado

2023-12-06

Como Citar

TEIXEIRA JUNIOR, E. P. .; ARAÚJO, A. H. I. M. de. O atendimento de enfermagem no SAMU e seu respaldo legal: revisão bibliográfica. Revista JRG de Estudos Acadêmicos , Brasil, São Paulo, v. 6, n. 13, p. 2317–2332, 2023. DOI: 10.55892/jrg.v6i13.838. Disponível em: https://revistajrg.com/index.php/jrg/article/view/838. Acesso em: 16 jun. 2024.

ARK