ANDRÉS BELLO (COLEÇÃO EDUCADORES - MEC)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.5915018

Palavras-chave:

ANDRÉS BELLO, COLEÇÃO EDUCADORES - MEC, MECEDUCAÇÃO

Resumo

A obra em análise faz parte da “Coleção Educadores” publicada em novembro de 2010 pelo Ministério da Educação- (MEC), em parceria com a Unesco e a Fundação Joaquim Nabuco, durante as comemorações dos 80 anos de criação dessa pasta da Educação. Escrita por Gregorio Weinberg (1919-2006) renomado escritor, historiador e educador argentino que dedicou-se à investigação e ao ensino no domínio da cultura, da história das ideias e da educação; professor honorário da Faculdade de Filosofia e Literatura da Universidade de Buenos Aires  onde estudou a história da educação na Argentina e na América Latina; membro da Academia Nacional de Educação e da Comissão Internacional instituída pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para preparar uma nova edição da História do desenvolvimento científico e cultural da humanidade; diretor e pesquisador do National Council of Scientificand Technical Research, diretor da Livraria Nacional. Suas mais em que se encontram suas publicações com recentes, são elas: El descontento y la promesa - ensayos sobre educaciony cultura; Modelos educativos en la historia de America Latina (traduzido em diversas línguas), e Tiempo, destiempo y contratiempo: ensayos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana de Andrade Boel Neves, Universidade Católica de Brasília, UCB, DF, Brasil

Mestranda em Educação do Programa de Pós-graduação da Universidade Católica de Brasília (UCB). Professora de Ciências da Secretaria de Educação do Estado de Mato Grosso. 

E-mailjuboel@gmail.com
Lattes: http://lattes.cnpq.br/9008590804346398
Orcid: http://orcid.org/0000-0001-6930-0747

Referências

ALONSO, A. Introducción a los estudios gramaticales de Andrés Bello. In. BELLO, A Gramática de la lengua castellana destinada al uso de los americanos. (Obras Completas). v. IV, Caracas: Ediciones del Ministerio de Educación, p. IX-LXXXVI, 1995. Disponível em: http://www.cervantesvirtual.com/obra/gramatica--gramatica-de-la-lengua-castellana-destinada-al-uso-de-los-americanos/. Acesso em: 28 de março 2021.

AUROUX, S. A revolução tecnológica da gramatização. Trad. de Eni P. Orlandi. 3. ed. Campinas/SP: Editora da Unicamp, 2014.

BELLO, A. Principios de derecho de gentes. Santiago de Chile: Imprenta de La Opinión, 1832. [Ed. corregida y aumentada, Princípios de Derecho Internacional, Valparaíso: Imprenta de El Mercúrio, 1844].

___________. Gramática de la lengua castellana destinada al uso de los americanos. Santiago de Chile: Imprensa del Progresso, 1847.

JAKSIĆ, I. A. Andrés Bello: la pasión por el orden. Estudio Crítico. Santiago de Chile: Editorial Universitaria, 2001.

LOPE BLANCH, J. M. Amado Alonso y la actitud de Bello ante el porvenir de la lengua. In: Cauce. Sevilla: Centro Virtual Cervantes, n. 18-19, 1996. p. 409-416. Disponível em: https://cvc.cervantes.es/literatura/cauce/pdf/cauce18-19/cauce18-19_27.pdf. Acessado em: 08 de abril de 2021.

SOUZA, L. B; MAYORAL, A. T. C. La artesanía clásica en silva a la agricultura de la zona tórrida de Andrés Bello. In. Escrita.Nilópolis: Uniabeu, v.4, n. 1, p. 172-187, jan./abr. 2013. Disponível em: http://revista.uniabeu.edu.br/index.php/RE/article/viewFile/629/pdf_352. Acessado em:08 de abril de 2021.

Downloads

Publicado

2022-01-28

Como Citar

Neves, J. de A. B. . (2022). ANDRÉS BELLO (COLEÇÃO EDUCADORES - MEC). Revista JRG De Estudos Acadêmicos, 5(10). https://doi.org/10.5281/zenodo.5915018